Cantautor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
O estadunidense Bob Dylan é um dos cantautores mais famosos de todo mundo.

Cantautor é um neologismo proveniente da união das palavras cantor e autor. O termo é utilizado no português europeu[1]para designar os artistas musicais que escrevem, compõem e cantam seu próprio material, incluindo letra e melodia. Eles geralmente fornecem o acompanhamento musical de todas suas composições, tipicamente com o uso de um violão ou piano. Vários músicos renomados também escrevem apenas a letra ou a melodia (como Elton John) de suas próprias canções, mas são chamados apenas de cantores.

Geralmente o termo cantautor indica artistas de caráter popular e é comum que as letras das canções dos cantautores tratem de temas sociais, políticos ou cotidianos. O termo é utilizado para traduzir a expressão inglesa singer-songwriter.

No Brasil, o termo não é difundido e não pode ser encontrado no vocabulário do site da Academia Brasileira de Letras[2], sendo utilizado em seu lugar o termo "cantor-compositor".

A tradição dos cantautores é forte em países como Itália (terra de Fabrizio De André, Lucio Dalla), França (Georges Brassens, Leo Ferré, Lara Fabian), Estados Unidos (Woody Guthrie, Pete Seeger, Bob Dylan e Bruce Springsteen), Canadá (Leonard Cohen e Joni Mitchell), Brasil (Caetano Veloso, Tom Jobim, João Gilberto, Angenor de Oliveira e Chico Buarque), Portugal (José Afonso, José Mário Branco, Sérgio Godinho, Fausto Bordalo Dias, B Fachada), entre outros.