Cemitério São Miguel e Almas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Cemitério da Irmandade São Miguel e Almas é um cemitério brasileiro localizado na cidade de Porto Alegre. Foi o primeiro cemitério vertical da América Latina e reúne centenas de obras de arte produzidas entre 1820 e 1940, criadas por artistas europeus e locais, que podem ser observadas nos túmulos de personagens anônimos ou de destaque. magabãrg

Histórico[editar | editar código-fonte]

O cemitério foi projetado pelo engenheiro italiano Armando Boni. A Irmandade São Miguel e Almas foi fundada em 17731 , sendo uma das instituições mais antigas de Porto Alegre, que foi fundada em 1772.

No final do século XIX, a reestruturação urbana na cidade, visando uma melhor proteção para seus habitantes, transferiu os locais de sepultamento do centro da cidade para um lugar distante. Com o crescimento urbano, a cidade envolveu totalmente a chamada região dos cemitérios. Como a área para a sua ocupação era um morro, portanto um terreno acidentado que dificultaria o sepultamento no solo, foi desenvolvido um projeto pioneiro com a utilização de catacumbas dispostas em diversas galerias e pavimentos sustentados por colunas permitindo, desta forma, um melhor aproveitamento do terreno.

Um dos melhores exemplos de arte funerária de Porto Alegre se encontra no mausoléu da família Mathias Velho, onde anjos abrem o túmulo de Cristo diante de um romano espantado. A família era proprietária das terras localizadas no município de Canoas, e que hoje compreendem o bairro Mathias Velho.

Localização[editar | editar código-fonte]

O São Miguel e Almas está localizado na Avenida Oscar Pereira 400, no morro da Azenha – nome atual do bairro - local da primeira batalha entre revolucionários e legalistas na Guerra dos Farrapos, com vitória dos farroupilhas comandados por José Gomes de Vasconcellos Jardim e Onofre Pires da Silveira Canto.

Fica próximo ao Estádio Olímpico Monumental, do Grêmio porto-alegrense, e em seu entorno estão também o Cemitério da Santa Casa de Misericórdia, o Cemitério Ecumênico João XXIII, o Cemitério Luterano e Cemitério da União Israelita.

Pessoas famosas enterradas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. , e em 1775, tinha seu primeiro compromisso (o estatuto que regulava o seu funcionamento)Veja-se TAVARES, Mauro Dillmann. Irmandades, Igreja e Devoção no sul do Império do Brasil. São Leopoldo: Oikos, 2008.
  2. Listagem dos Sepultados no Cemitério da Irmandade Arcanjo São Miguel e Almas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]