Cidade de Pedra de Zanzibar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Cidade de Pedra de Zanzibar *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Dares 222.jpg
O Museu do Palácio na Cidade de Pedra
País Tanzânia
Critérios i, iii, vi
Referência 173
Coordenadas 6º9'53S 39º11'55E
Histórico de inscrição
Inscrição 1979  (3ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

A Cidade de Pedra ou Mji Mkongwe, em suaíli significa "Cidade antiga", é a parte mas antiga da cidade de Zanzibar (ou Unguza Mjini) - a capital da ilha de Unguja, informalmente conhecida como Zanzibar, uma parte da Tanzânia.[1]

O centro antigo é construído numa península triangular de landa na costa oeste da ilha. A parte mais antiga do centro consiste de um aglomerado de becos próximos a casas, lojas, Bazares e Mesquitas. Os carros são algumas vezes muito grandes para circular em muitas das enroscadas curvas.

A arquitectura suahili incorpora elementos dos estilos árabe, persa, indiana, europeia e africana. As casas árabes são particularmente notáveis porque têm uma larga e adornada porta de madeira com formas não usuais tais como pórticos anexos de madeira.

O lugar foi ocupado por aproximadamente três séculos com apenas edifícios construídos de pedra até 1830.

Dois prédios maiores dominam a parte frontal da Cidade de Pedra. Um é o Beit-El-Ajaib ou Casa das Maravilhas, que foi construído pelo Sultão Seyyid Barghash como um grande palácio para propósitos cerimoniais. O outro é o forte árabe que permanece no local de um antigo assentamento português e que foi convertido em forte durante o Século XVIII.

Cidadãos notórios[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.