Demografia de Porto Alegre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Demografia de Porto Alegre: a capital conta com aproximadamente 1.450.000 habitantes. Tem em sua composição étnica 82% de brancos, descendentes de várias partes da Europa; 8% de mestiços, devido a miscigenação ocorrida entre brancos e negros (escravos) ou brancos e índios, entre negros e índios e até entre os três grupos; 8% de negros descendentes de ex-escravos; e uma minoria de asiáticos, inferior a 2%.

Os brancos, pardos e negros de Porto Alegre, no geral, apresentaram as três ancestralidades, em estudo genético de 2011, com amostras de todos os segmentos da população; um padrão que se repete em todo o Brasil.[1]

Ancestralidade genômica de indivíduos em Porto Alegre"[2]
cor ameríndio africano europeu
branco 9.3% 5.3% 85.5%
pardo 11.4% 44.4% 44.2%
negro 11% 45.9% 43.1%

Segundo dados da ONU e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA (2001), Porto Alegre tem o "Melhor Índice de Desenvolvimento Humano" (IDH) entre as metrópoles nacionais.[3]

Criminalidade[editar | editar código-fonte]

O crescimento populacional da cidade de Porto Alegre é acompanhado pelo crescimento da criminalidade. Crimes antes praticados somente na região sudeste do Brasil, como seqüestros-relâmpago, surgiram na capital. Além disso, nos últimos anos houve crescimento do número de roubos de carro na cidade. Porto Alegre é a cidade em que mais se rouba carros (proporcionalmente ao número da frota) do Brasil.[4] Para cada 100 mil carros, são roubados 113,83 mensalmente na cidade. Ao mesmo tempo em que o número de roubos de carros na cidade aumenta, o de furtos diminui. De 2003 até 2007, a média de furtos mensais diminui de 659 para 388.

Fonte: Jornal Zero Hora [4]

Através da página Alerta Veículos é possível acompanhar as ocorrências de furto e/ou roubo de veículos registradas nas últimas 72 horas na capital e todo estado do RS.

Em 2007, dentre as 13 maiores capitais, Porto Alegre foi campeã no aumento de homicídios de um ano para outro, com crescimento de 55,7%.[5] O crescimento da violência faz com que os porto-alegrenses invistam em equipamentos de segurança, como grades de proteção, presentes na maioria das casas e prédios da cidade.

A prefeitura vem instalando câmeras de segurança nas ruas, o que até agora não resultou em reduções significativas nos níveis de violência. Entretanto, essa ação é vista por parte da população como uma tentativa de compensar a escassez de policiais nas ruas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências


Brasão de Porto Alegre
Porto Alegre
Arquitetura · Música · Demografia · Economia · Educação · Esportes · Geografia · História · Meios de comunicação · Prefeitura · Saúde · Transportes · Turismo

Portal · Listas · Imagens