Desterro de Entre Rios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Desterro de Entre Rios
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 12 de dezembro
Fundação 12 de dezembro de 1953
Gentílico desterrense
Prefeito(a) João Batista Trindade Azzi
(2013–2016)
Localização
Localização de Desterro de Entre Rios
Localização de Desterro de Entre Rios em Minas Gerais
Desterro de Entre Rios está localizado em: Brasil
Desterro de Entre Rios
Localização de Desterro de Entre Rios no Brasil
20° 39' 36" S 44° 19' 58" O20° 39' 36" S 44° 19' 58" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Metropolitana de Belo Horizonte IBGE/2008 [1]
Microrregião Conselheiro Lafaiete IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Entre Rios de Minas, Resende Costa, Passa Tempo, Piracema, Piedade dos Gerais, Jeceaba.
Distância até a capital 140 km
Características geográficas
Área 370,122 km² [2]
População 7 002 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 18,92 hab./km²
Altitude 1028 m
Clima tropical de altitude Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,704 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 34 262,125 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 795,26 IBGE/2008[5]
Página oficial


Desterro de Entre Rios[nota 1] é um município brasileiro do estado de Minas Gerais.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população, segundo o censo do IBGE 2010, é de 7002 habitantes. [3] Na zona urbana encontram-se 3.596 pessoas e na zona rural, 3.406. Do total de habitantes, 3.571 são homens e 3.431 são mulheres. O município possui área de 377,165 km2. O bioma predominante é o da Mata Atlântica.

História[editar | editar código-fonte]

Não há documentos que atestem com precisão a história da fundação de Desterro de Entre Rios, mas sabe-se apenas que, mais ou menos em meados do século XVIII, existiam na região, radicados e possuidores de algumas propriedades, dois fazendeiros irmãos, donos da Fazenda do Sobrado e da Fazenda das Contendas, fazenda essa propriedade de Francisco Viçoso. Era este, um elemento dado a valentias e que vivia em constantes desavenças com os demais habitantes, motivo pelo qual sua fazenda ficara conhecida como Fazenda das Contendas, tantas eram as suas constantes brigas.

O Visconde de Barbacena, conhecedor desses fatos, obrigou o turbulento fazendeiro a migrar-se da região.

Seus parentes, segundo reza a tradição local, mandaram levantar uma capela em honra à Nossa Senhora do Desterro, em decorrência do acontecido (o referido fazendeiro ter sido "desterrado" da região).

Como tantos municípios, foi em torno dessa capela que se começou a crescer e prosperar a atual Desterro de Entre Rios que levou este nome em virtude de ter sido distrito do município de Entre Rios de Minas, distrito esse criado em 1836. Algum tempo depois foi extinto, sendo restaurado em 1 de abril de 1841, com a denominação de Capela Nova do Desterro. Por ocasião, o distrito pertencia ao termo de Bonfim. No ano de 1853, estavam construindo nova capela.

A freguesia foi elevada a categoria de Paróquia conforme Provisão Canônica datada de 17 de janeiro de 1884, dando-lhe o título de Nossa Senhora do Desterro de Entre Rios, pois já pertencia ao município de Entre Rios de Minas. Data essa em que foi criado o Distrito denominado como Capela Nova do Desterro, por meio da Lei provincial nº 2979, de 10-10-1882, e Lei estadual nº 2 de 14-09-1891, subordinando ao município de Entre Rios. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Capela Nova do Desterro, figurava no município de Entre Rios, assim permanecendo nos quadros de apuração do recenseamento geral de 01-09-1920.

A alteração toponímica distrital do então distrito de Capela Nova do Desterro deu-se pela Lei estadual nº 843, de 07-09-1923, passando o referido distrito a designar-se pelo nome de Desterro de Entre Rios.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Desterro de Entre Rios ainda figurava no município de Entre Rios, assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-12-1936 e 31-12-1937.

Pelo Decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938, o município de Entre Rios tomou o nome de João Ribeiro.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Desterro de Entre Rios, figura no município de João Ribeiro (ex-Entre Rios), permanecendo em divisão territorial datada de 01-07-1950.

Em 1953 por força da Lei Estadual 1.039 de 12-12-1953 que aprovou a nova divisão territorial para vigorar durante o qüinqüênio 1954-1958, o então município e João Ribeiro foi desmembrado, fazendo com que o mesmo perdesse os distritos de Bituri, Jeceaba, São Brás do Suaçuí, São Sebastião do Gil e Desterro de Entre Rios. Essa mesma lei elevava, assim, a localidade de Desterro de Entre Rios à categoria de município, sendo o mesmo constituído pelos distritos de Desterro de Entre Rios e São Sebastião do Gil, sendo esse último instalado no dia 01-01-1954. Tal lei ainda alterava o topônimo de João Ribeiro para Entre Rios de Minas.

Em divisão territorial datada de 01-07-1955, o município ainda apresentava-se constituído de 2 distritos: Desterro de Entre Rios e São Sebastião do Gil, assim permanecendo em divisão territorial datada de 01-07-1960.

Pela Lei estadual nº 6769, de 13-05-1976, é criado o distrito de Pereirinhas e anexado ao município de Desterro de Entre Rios.

Em divisão territorial datada de 01-01-1979, o município apresentava-se constituído de 3 distritos: Desterro de Entre Rios, Pereirinhas e São Sebastião do Gil. Em divisão territorial datada de 2007, o município ainda permanecia nessa divisão.


Notas

  1. Nota ortográfica: Segundo as normas ortográficas vigentes da língua portuguesa, este topônimo deveria ser grafado como Desterro de Entre-rios.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. a b Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.