Dextrocardia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dextrocardia
Raio-X de um paciente com Dextrocardia. Com ele, é possível reparar que o coração aponta para a direita, e não para a esquerda.
Classificação e recursos externos
CID-10 Q
CID-9 746.87
DiseasesDB 3617
MeSH DextroCardia&field=entry#TreeC14.240.400.280 C14.240.400.280
Star of life caution.svg Aviso médico

Dextrocardia é uma anomalia congênita relativamente rara em que o coração está virado para o lado direito do corpo. Pode ocorrer de forma isolada (Situs Inversus solitus) ou junto com outros órgãos (Situs Inversus totalis). Estão associados com um risco aumentado de diversas doenças, mas cerca de 90% dos casos não apresentam sintomas perceptíveis.[1]

Causas[editar | editar código-fonte]

Pode ocorrer em Situs Inversus totalis é uma doença genética autossômica recessiva em que as maiores vísceras estão posição inversa da normal: estômago e baço ficam no lado direito, fígado no esquerdo e vasos sanguíneos, linfas, nervos e intestinos estão transpostos.

Ocorre na quarta semana do desenvolvimento embrionário, quando o tubo primitivo se dobra para a esquerda, ao invés de ir para a direita.[2]

Prevalência[editar | editar código-fonte]

Acredita-se que a Dextrocardia isolada acontece em aproximadamente 1 em 12.000 pessoas [3] e o Situs Inversus total em aproximadamente 1 a 2 em cada 10.000 pessoas.[4] É difícil estimar com precisão o número de casos, pois pode não ter nenhuma sintoma, frequentemente só sendo descoberto ao examinar outras doenças. A expectativa de vida é a mesma da população em geral.

Comorbidades[editar | editar código-fonte]

A dextrocardia isolada está associada com um risco aumentado de infecções pulmonares como pneumonia, mais cansaço e problemas para respirar.[5]

A Síndrome de Kartagener acontece em aproximadamente 1 em 25 casos de Situs Inversus Totalis. Esta desordem afeta os cílios bronquiais.

Embora, estatisticamente, Dextrocardia Situs Inversus não tem nenhum problema médico proveniente desta desordem, alguns são propensos a vários problemas intestinais, bronquiais e cardíacos.

Pessoas com Dextrocardia devem ser colocadas em posições contrárias quando fizerem Eletrocardiograma (ECG), além de que quando estiverem fibrilando, as pás (do desfibrilador) devem ser colocadas no lado inverso.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. M. E. Abbott and J. C. Meakins (1915). "On the differentiation of two forms of congenital dextrocardia". Bulletin of the International Association of Medical Museums (5): 134–138.
  2. http://www.rbccv.org.br/article/1277/Revascularizacao_do_miocardio_em_paciente_com_situs_inversus_totalis_e_dextrocardia
  3. Bohun CM, Potts JE, Casey BM, Sandor GG (July 2007). "A population-based study of cardiac malformations and outcomes associated with dextrocardia". Am. J. Cardiol. 100 (2): 305–9. doi:10.1016/j.amjcard.2007.02.095. PMID 17631088.
  4. http://www.spc.pt/dl/rpc/artigos/511.pdf
  5. http://www.healthline.com/health/dextrocardia#Symptoms

Ligações externas[editar | editar código-fonte]