Diamagnetismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Diamagnético)
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Agosto de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Diamagnetismo é o termo utilizado para designar o comportamento dos materiais serem ligeiramente repelidos na presença de campos magnéticos fortes.

Uma levitação diamagnética.

O diamagnetismo existe em todos os materiais, mas é tão fraco que normalmente não pode ser observado quando o material possui uma das outras duas propriedades: ferromagnetismo ou paramagnetismo[1] . Ou seja, o diamagnetismo corresponde ao tipo mais fraco de resposta magnética de um sistema[2] . As substâncias que têm um comportamento diamagnético predominante são chamadas de materiais diamagnéticos, ou diamagnéticos. São aqueles materiais que os não-físicos consideram não magnéticos, tais como água, madeira, a maioria dos compostos orgânicos, como petróleo e alguns plásticos, e muitos metais, incluindo o cobre, especialmente os pesados com muitos elétrons, como o mercúrio, o ouro e o bismuto.

O diamagnetismo é um tipo de magnetismo característico de materiais que se alinham em um campo magnético não uniforme e tem como efeito diminuir o módulo do campo no interior do material.

Esse tipo de magnetismo¹ é observado em substâncias como os cristais iônicos ou os gases nobres, com estrutura eletrônica simétrica e sem momento magnético permanente.

Nos materiais diamagnéticos, os dipolos elementares não são permanentes, sendo que esses materiais não são afetados com a mudança de temperatura e o valor da sua susceptibilidade magnética é tipicamente próximo de milionésimo (10-6) e sempre negativo, devido a Lei de Lenz que afirma que um circuito submetido a um campo magnético externo variável, cria um campo contrário opondo-se a variação deste campo externo[2] . Devido ao valor da susceptibilidade magnética ser negativo, o material sofre uma repulsão, entretanto o efeito é muito fraco.

Todo material diamagnético submetido a um campo magnético externo apresenta um momento dipolar magnético orientado no sentido oposto ao do campo magnético externo. Se o campo magnético externo é não-uniforme, o material diamagnético é repelido da região onde o campo magnético é mais intenso para a região onde o campo magnético é menos intenso.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Primeiramente observado por Sebald Justinus Brugmans, em 1778, no bismuto e antimônio, o diamagnetismo foi nominado e estudado por Michael Faraday, em 1845. Através de seus estudos, Faraday concluiu que alguns elementos e quase todos os compostos exibem esse tipo de magnetismo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b HALLIDAY, David; RESNICK, Robert; WALKER, Jearl. 2007, LTC, p.338-340
  2. a b RIBEIRO, 2000, p.301

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]