Donald Byrd

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Donald Byrd
Informação geral
Nome completo Donaldson Toussaint L'Ouverture Byrd II
Nascimento 9 de Dezembro de 1932 Detroit, Michigan
País Estados Unidos
Data de morte 4 de fevereiro de 2013 (80 anos)
Gênero(s) Jazz, Rhythm and blues, Funk
Instrumento(s) Trompete

Donald Byrd de nome completo Donaldson Toussaint L'Ouverture Byrd II (Detroit, 9 de Dezembro de 1932 - 4 de Fevereiro de 2013) foi um trompetista de jazz norte-americano. É considerado um dos principais do estilo hard bop da geração pós-Clifford Brown.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Donald Byrd iníciou os seus estudos na escola Cass Technical High School. Enquanto frequentava a escola secundária, Byrd tocou com Lionel Hampton. Toca na banda da força aérea, licencia-se em música na Universidade de Wayne State e tira o mestrado, na mesma área, na Escola de Música de Manhattan.

Durante a sua frequência na escola de Manhattan, Byrd junta-se ao grupo Jazz Messengers, de Art Blakey, onde substitui Clifford Brown. Em 1955, grava com Jackie McLean e Mal Waldron. No ano seguinte deixa os Jazz Messengers, e inicia um período em que toca com diversos músicos de jazz, como John Coltrane, Sonny Rollins, Herbie Hancock ou Thelonious Monk. Em Junho de 1964, Byrd toca com Eric Dolphy em Paris, antes da morte deste duas semanas depois.

No anos 70, afasta-se do hard bop entrando no jazz de fusão, jazz-funk, soul jazz e rhythm and blues. Juntamente com os Mizell Brothers, produz o álbum Black Byrd, que se torna o álbum mais vendido, até à data, da Blue Note Records. Os álbuns seguinte, com os Mizell Brothers, atingem vendas igualmente significativas, como Places and Spaces, Steppin' Into Tomorrow e Street Lady, e influenciarão bandas de acid jazz, como os Us3

Em 1993, Byrd toca com Gang Starr MC Guru no tema Loungin' com o projecto Jazzmatazz.

Donald Byrd também leccionou música no Instituto Hampton, Universidade de Nova Iorque, Universidade Howard e na Escola Oberlin. Em 1974, cria os Blackbyrds, um grupo dos seus melhores alunos. Obtiveram alguns sucessos como Rock Creek Park, Walking In Rhythm e Blackbyrds Theme.

Donald faleceu em 4 de fevereiro de 2013, em Delaware (onde vivia) e senso a sua morte confirmada pelo seu sobrinho, Alex Bugnon.[1]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Como músico principal[editar | editar código-fonte]

  • Off to the Races (1958)
  • Byrd in Hand (1959)
  • Byrd in Flight (1960)
  • Royal Flush (1961)
  • Free Form (1961)
  • The Cat Walk (1962)
  • Groovin' for Nat (1962)
  • A New Perspective (1963)
  • I'm Tryin' To Get Home (1964)
  • Up With Donald Byrd (1965)
  • Mustang! (1966)
  • Slow Drag (1967)
  • Blackjack (1967)
  • Fancy Free (1969)
  • Electric Byrd (1970)
  • Ethiopian Knights (1971)
  • Black Byrd (1972)
  • Street Lady (1973)
  • Stepping into Tomorrow (1974)
  • Places and Spaces (1975)
  • Caricatures (1976)
  • Thank You...For F.U.M.L. (Funking Up My Life) (1978)
  • Donald Byrd And 125th Street, N.Y.C. (1979)
  • Love Byrd: Donald Byrd and 125th St, N.Y.C. (1981)
  • Words, Sounds, Colors and Shapes (1983)
  • Harlem Blues (1987)
  • Getting Down to Business (1989)
  • A City Called Heaven (1991)
  • Touchstone (2000)
  • The Transition Sessions (2002)
  • Out of This World (2003)
  • At the Half Note Cafe, Vol. 1 (2003)
  • At the Half Note Cafe, Vol. 2 (2003)
  • Free Form (Bonus Track) (2004)
  • Free Form (Japan Bonus Track) (2004)
  • Blackjack (Bonus Tracks) (2004)
  • At the Half Note Cafe, Vol. 1-2 (Bonus Tracks) (2004)
  • Mustang! (Japan Bonus Tracks) (2004)
  • In a Soulful Mood (2005)
  • Pop-Jazz Volume 1 (2006)

Como participante[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.