Eleutério (exarca)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eleutério
usurpador bizantino
Governo
Reinado ca. 619-620
Vida
Morte 620

Eleutério (m. 620) foi o exarca de Ravena entre 615 e 619. Um eunuco, sucedeu ao assassinado João I Lemígio.

História[editar | editar código-fonte]

No início do reinado de Heráclio (r. 610–641), quase todo o exarcado estava em estado de turbulência. Em Ravena, havia um óbvio descontentamento contra os bizantinos; em Nápoles, um tal João de Conza atacou e conquistou a cidade, separando-a do controle do exarcado. Eleutério chegou em Ravena e imediatamente mandou matar "todos os que estavam envolvidos na morte do exarca João e os juízes do Estado". Então, após realizar a visita de cortesia ao papa Adeodato I, marchou para Nápoles, capturando a cidade e matando João e seus aliados.[1] Porém, logo em seguida os lombardos ameaçaram ir à guerra. Eleutério conseguiu, porém, uma paz através de uma promessa de um tributo anual.[2] [nt 1]

Acreditando que a situação na península Itálica era insatisfatória e aproveitando-se que o Heráclio estava ocupado com a guerra contra os persas, Eleutério se auto-proclamou imperador em 619 com a intenção de montar sua capital em Roma. No ano seguinte, ainda sem saber como convencer o papa Bonifácio V a conceder-lhe a coroa, foi assassinado por seus soldados na fortaleza de Luceoli e sua cabeça foi enviada para Heráclio.[3] [4]

Notas

  1. William Dudley Foulke afirmou que o tributo de Eleutério era de 250 quilos de ouro

Referências

  1. Davis 1989, p. 63
  2. Davis 1989, p. 176
  3. Davis 1989, p. 63
  4. Paulo, o Diácono 1974, p. 176 (4.36)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Davis, Raymond. The Book of Pontiffs (Liber Pontificalis), first edition. Liverpool: Liverpool University Press, 1989.


Precedido por
João Lemígio
CoA civ ITA ravenna.png
Exarca de Ravena
616 - 619
Sucedido por
Isaac