Energia das ondas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde dezembro de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Energia renovável
Turbina de Vento
Biocombustível
Biomassa
Energia azul
Energia geotérmica
Energia heliotérmica
Energia hidráulica
Hidreletricidade
Energia solar
Energia maremotriz
Energia das ondas
Energia das correntes marítimas
Energia eólica

A energia das ondas ou ondomotriz provém do aproveitamento das ondas oceânicas. É uma energia "limpa", isto é, sem quaisquer custos para o ambiente.[1]

A instalação de equipamentos técnicos capazes de gerar este tipo de energia ocorreu pela primeira vez no dia 23 de setembro de 2008 em Portugal, no Parque de Ondas da Aguçadoura, a cerca de três milhas náuticas de Aguçadoura, no município da Póvoa de Varzim.[2] [3]

A energia das ondas é uma fonte de energia renovável que resulta da transformação da energia contida nas ondas marítimas em energia elétrica. Este tipo de tecnologia, embora não se encontre disponível de forma comercial, tem vindo a ser desenvolvida desde os anos 70 num conjunto de países com potencial para explorar este tipo de energia, que incluem o Reino Unido, Portugal, Noruega, Japão.[4]

Ao contrário do que acontece na energia eólica, existe uma grande variedade de tecnologias em desenvolvimento para a produção de energia das ondas, que resultam das diferentes formas em que a energia pode ser capturada e também das diferentes profundidades e características geológicas das localização escolhida. Desta forma podem ser encontradas mais do que uma centena de sistemas de energia das ondas em diversas fases de desenvolvimento.[5]

Para além de um conjunto de protótipos em fase de teste, existem em operação há cerca de 10 anos duas centrais de Coluna de Água Oscilante do tipo costeiro em operação na Europa. Uma delas, a Central de Ondas do Pico, está localizada na ilha do Pico, Açores,[6] sendo utilizada para investigação pelo Centro de Energia das Ondas - Wave Energy Centre. A outra está localizada na ilha de Islay na Escócia, sendo utilizada pela Voith Hydro Wavegen.[7]

Mais recentemente têm sido testados protótipos flutuantes para serem utilizados longe da costa. Em 2004 foi testado um protótipo da AWS na Aguçadoura, Portugal, no mesmo local onde em 2008 seriam testados 3 dispositivos Pelamis[8] . Grande parte dos testes mais recentes de protótipos de energia das ondas têm ocorrido no European Marine Energy Centre nas ilhas Orkney na Escócia.

Energia das ondas no Brasil[editar | editar código-fonte]

Desde de meados de novembro de 2012, funciona em carater experimental, a Usina de Pecém, no Ceará, nordeste brasileiro, sendo a usina desse tipo na América Latina. Funcionando com a força das ondas do mar. Utiliza tecnologia brasileira em desenvolvimento.[9]

Referências

  1. Cruz, G. Energia Hidrocinética - Gerando energia nas ondas do mar. <http://cienciasetecnologia.com/eletricidade-energia-ondas-mar/>.  Acessado em 13 de Janeiro de 2014.
  2. "Pelamis Wave Power" <http://www.pelamiswave.com/>. Acessado em 13 de Janeiro de 2014.
  3. Joao Lima. Babcock, "EDP and Efacec to Collaborate on Wave Energy Projects Bloomberg", September 23, 2008.
  4. Cruz, J.(2008), "Ocean Wave Energy - Current Status and Perspectives", Springer-Verlag.
  5. Falcão, A. F. de O. (2010), "Wave Energy Utilization: a review of the technologies", Renewable and Sustainable Energy Reviews,14.
  6. Pico OWC. <www.pico-owc.net>. Acessado em 14/01/2013.
  7. "LIMPET wave power plant 10 years". <http://www.renewableenergyfocus.com/view/14267/limpet-wave-power-plant-10-years/>. Acessado em 14/01/2014
  8. Neumann, F. Projectos de Energia Renovável Oceânica em Portugal. <http://www.wavec.org/content/files/Breve_historial_sobre_a_actividade_desenvolvida_em_Portugal.pdf> Acessado em 14 de Janeiro de 2014.
  9. Cruz, G. Energia Hidrocinética - Gerando energia nas ondas do mar. <http://cienciasetecnologia.com/eletricidade-energia-ondas-mar/>.  Acessado em 13 de Janeiro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]