Esclera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Esclera
Schematic diagram of the human eye pt.svg
Diagrama esquemático do olho humano.
Gray assunto #225 1006
MeSH Sclera

A esclera (do grego skleros[1] ), também conhecida como esclerótica ou branco do olho, é a membrana externa, branca, em crianças com tom mais azulado e em alguns animais preta, como no cavalo, e fibrosa do globo ocular.[2] Na fase de desenvolvimento embrionário, é formada pela crista neural.[3] Em alguns vertebrados, a esclera origina o anel esclerótico, resultado de sua fusão com placas cartilaginosas.[4]

É onde estão inseridos os músculos do bulbo do olho (extra-oculares). A superfície visível da esclera é coberta por uma membrana transparente e fina, chamada conjuntiva, que deriva da camada epitelial externa da córnea e que também cobre a face interna das pálpebras. É opaca e contém fibras de colágeno e elastina.[2] Nas crianças, é mais fina e apresenta algum pigmento, aparentando levemente azulada. Nos idosos, entretanto, o depósito de gordura na esclera faz com que ela aparente uma coloração levemente amarelada. Existem algumas doenças como a esclerite que causam cegueira parcial. Essas doenças produzem uma linha vertical no campo visual, resultando em menos de 100% de visibilidade.

Imagens[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mosby’s Medical, Nursing and Allied Health Dictionary, Fourth Edition, Mosby-Year Book Inc., 1994, p. 1402 (em inglês).
  2. a b Cassin, B. and Solomon, S. Dictionary of Eye Terminology. Gainesville, Florida: Triad Publishing Company, 1990 (em inglês).
  3. Hermann D. Schubert. A anatomia do globo ocular (pdf) (em inglês).[ligação inativa]
  4. Romer, Alfred Sherwood. The Vertebrate Body (em inglês). Philadelphia, PA: [s.n.], 1977. 461 p. ISBN 0-03-910284-X

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre olho é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.