Espectroscopia de absorção atômica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Espectrometria de absorção atômica, também chamada de espectrofotometria de absorção atômica, é o método de análise usado para determinar qualitativamente e quantitativamente a presença de metais. O método consiste em determinar a presença e quantidade de um determinado metal em uma solução qualquer (embora possam ser usadas amostras sólidas), usando como princípio a absorção de radiação ultravioleta por parte dos elétrons. Os elétrons ao sofrerem um salto quântico depois de devidamente excitados por uma fonte de energia, que pode ser a chama de um gás e um comburente, como o acetileno a 3.000 graus Celsius, no caso da espectrometria de absorção atômica de chama, devolvem a energia recebida para o meio, voltando assim para a sua camada orbital de origem.

Como comburente pode ser usado o ar-acetileno ou o óxido nitroso (N2O).

A energia devolvida na forma de um fóton de luz, por sua vez, absorve a radiação ultravioleta emitida pela fonte específica (cátodo ôco) do elemento químico em questão. Dessa forma, elétrons que estão contidos na solução, e que sofrem também um salto quântico e que não pertencem ao mesmo elemento que constitui o cátodo ôco que está sendo usado no momento, não serão capazes de causar uma interferência, isso porque eles absorverão apenas radiação com comprimento de onda referente ao elemento químico do qual fazem parte.

Quase todas as interferências encontradas na espectrocospia de absorção atômica podem ser reduzidas ou completamente eliminadas pelos seguintes procedimentos:

  1. Usar se possível, padrões e amostras de composição semelhante para eliminar os efeitos de matriz (ajuste de matriz).
  2. Alterar a composição da chama ou sua temperatura para reduzir a formação de compostos estáveis na chama
  3. Selecionar raias de ressonância que não sofram interferência espectral de outros átomos ou moléculas e de fragmentos moleculares.
  4. Separar por extração com solventes ou processos de troca iônica o elemento interferente. Este procedimento é mais necessário na espectroscopia de emissão de chama.
  5. Usar um método de correção de radiação de fundo.

Entre os elementos analisados principais encontram-se: Ca, Na, K, Mn, Fe, Zn, Se, Cd, [Pb e Cu.1

É tratada muitas vezes entre os profissionais do meio de química analítica como AAS, do inglês Atomic Absorption Spectroscopy.

Variações do método[editar | editar código-fonte]

  1. Espectroscopia de absorção atômica de chama (FAAS)
  2. Espectroscopia de absorção atômica em forno de grafite (GFAAS)
  3. Espectroscopia de absorção atômica por geração de hidretos (HGAAS)

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. VOGEL, A.R.; MENDHAM, J.; DENNEY, R.C.; BARNES, J.D.; THOMAS, M. Análise Química Quantitativa, 6ª edição, Editora LTC, 2002, 462p.