Estaleiro Enseada do Paraguaçu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo ou secção contém informações sobre uma construção futura.
É provável que contenha informações de natureza especulativa, e seu conteúdo pode mudar drasticamente.
Tower crane colorize.png


Estaleiro Enseada do Paraguaçu
Estaleiro Enseada do Paraguaçu S.A.
Indústria Naval
Fundação 2010
Locais Maragogipe, Bahia
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Divisões Estaleiro Enseada do Paraguaçu
Estaleiro Inhaúma
Acionistas Kawasaki (30%)
EEP Participações S.A. (70%)
--Odebrecht (50%)
--OAS (25%)
--UTC (25%)
Significado
da sigla
EEP
Página oficial http://www.eepsa.com.br/

O Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP) é um estaleiro que está sendo construído na cidade brasileira de Maragogipe, no Recôncavo baiano. O consórcio responsável é composto pelas empresas Odebrecht, OAS, UTC Engenharia e Kawasaki. Com a contratação de mais de três mil operários e orçado em R$ 2 bilhões, esse empreendimento é um dos maiores da inciativa privada na Bahia e na indústria naval brasileira. O fim das obras está previsto para 2014.[1]

O Estaleiro localiza-se na foz do rio Paraguaçu, na Baía de Todos-os-Santos, local onde começou a produção de navios no Brasil. Nas proximidades ainda há o Estaleiro São Roque do Paraguaçu, reativado em 2010, uma comunidade quilombola e a Área de Preservação Ambiental Baía de Todos-os-Santos.[2]

O EEP junto ao Estaleiro da Bahia (EBASA) e ao Estaleiro São Roque do Paraguaçu formam o Pólo da Industria Naval da Bahia, que abrange os municípios de Maragogipe e Saubara. Foi anunciado que receberá também investimentos da TWB Bahia, a qual, à época, operava o sistema de ferry-boats entre Salvador e a Ilha de Itaparica.[3]

Como suporte ao EEP, será instalado o Polo 2 de Julho. Este será um distrito industrial articulado ao estaleiro, incluindo rodevia, ferrovia e o Porto de São Roque do Paraguaçu. O Polo 2 de Julho compõe o esforço de revitalização da indústria naval na Baía de Todos os Santos ao passo que atende às atividades ligadas à indústria de óleo e gás do pré-sal e do pós-sal.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. ALMIRANTE, Juliana. "Dilma Rousseff virá à Bahia para inauguração da pedra fundamental do estaleiro de Maragogipe", 10 de julho de 2012. Página visitada em 13 de outubro de 2012. (em português)
  2. SECOM-BA. "Começam obras de construção do Estaleiro Enseada do Paraguaçu", 23 de maio de 2012. Página visitada em 13 de outubro de 2012. (em português)
  3. SECOM-BA (11 de novembro de 2008). Pólo Naval terá investimentos de R$ 2 bi com a implantação de três estaleiros (em português). Página visitada em 4 de novembro de 2012.
  4. NOVO POLO INDUSTRIAL NAVAL NO RECÔNCAVO VAI GERAR 20 MIL EMPREGOS

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre construção civil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre a Bahia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.