Eugênio Latour

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eugênio Latour
Auto-retrato, 1920. Pinacoteca do Estado, São Paulo.
Nascimento 1874
Rio de Janeiro
Morte 2 de outubro de 1942
Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileiro
Área pintura

Eugênio Latour ( Rio de Janeiro, 1874 — Rio de Janeiro, 2 de outubro de 1942) foi um pintor e gravador brasileiro, com temáticas de cunho social e moral, além de paisagens e figuras femininas. Também realizou trabalhos no campo da gravura em metal e madeira.[1]

Ingressou aos 20 anos na Escola Nacional de Belas-Artes, onde estudou com Zeferino da Costa, Rodolfo Amoedo e Henrique Bernardelli.[1] [2] Conquistou em 1900 na exposição do Salão, uma menção honrosa, no ano seguinte medalha de prata, com Depois da Colheita'; em 1902 ganhou a viagem à Europa, com um quadro de gênero, Escolha Difícil, indo então aperfeiçoar-se na Itália.[2]

Já no Salão de 1905 expões 15 obras, entre figuras femininas, paisagens e uma grande composição, Praga Social - O Álcool.[2] Em 1907, remete de Roma três óleos.[2] Foi Medalha de ouro em pintura e menção honrosa em aquarela no Salão de 1908.[2] Estuda na França e Itália, até 1908.[1] Ao retornar da Europa, deu inicio a grande atividade.[2]

Em 1910 regressou mais uma vez à Itália, agora para participar com diversos outros artistas, da decoração da cúpula[1] do pavilhão brasileiro na Exposição Internacional de Turim, em 1911.[2] Depois de concluída a tarefa, instalou seu ateliê em Florença,[2] onde permaneceu até 1941, radicado como cidadão italiano.[1]

Foi membro do júri do 23º Salão Nacional de Belas Artes de Porto Alegre, em 1919 e participou do 1º Salão Paulista de Belas Artes, em 1934.[1]

Sua obra é pequena, e sua modéstia e discrição ajudaram para que ao falecer fosse um nome praticamente esquecido do público.[2]

O Museu Nacional de Belas Artes fez uma retrospectiva de seus trabalhos em 1944, expondo seus auto-retratos.[1] Em 1952, no mesmo museu, suas obras participam da exposição Um Século de Pintura Brasileira.[1]

Além do MNBA, tem obras expostas nos acervo do Instituto de Artes da UFRGS [3] , da Pinacoteca do Estado de São Paulo[4] e do Museu Antônio Parreiras em Niterói.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.