Fado do Ciúme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Fado do Ciúme é um fado composto por Frederico Valério e cantado pela voz de Amália em meados do século XX.

Letra[editar | editar código-fonte]

Se não esqueceste

O amor que me dedicaste,

E o que escreveste

Nas cartas que me mandaste,

Esquece o passado

E volta para meu lado,

Porque já estás perdoado

De tudo o que me chamaste.


Volta meu querido,

Mas volta como disseste,

Arrependido

Do mal que tu me fizeste,

Haja o que houver

Já basta p'ra teu castigo

Essa mulher

Que andava agora contigo.


Se é contrafeito

Não voltes, toma cautela

Porque eu aceito

Que vivas antes com ela

Pois podes crer

Que antes prefiro morrer

Do que contigo viver

Sabendo que gostas dela.


Só o que eu te peço

É uma recordação,

Se é que mereço

Um pouco de compaixão,

Deixa ficar

O teu retrato comigo,

P'ra eu julgar

Que ainda vivo contigo.