Fairbanks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fairbanks
Localidade dos Estados Unidos Estados Unidos
Fairbanks05.jpg
Centro de Fairbanks a partir do Rio Chena
Fairbanks está localizado em: Alasca
Fairbanks
Localização de Fairbanks no Alasca
Fairbanks está localizado em: Estados Unidos
Fairbanks
Localização de Fairbanks nos Estados Unidos
Dados gerais
Fundado em século XIX
Incorporado em 10 de novembro de 1903 (110 anos)
Localização
64° 52' 16" N 147° 42' 59" O
Borough Fairbanks North Star
Estado  Alasca
Tipo de localidade Cidade
Características geográficas
Área 84,25 km²
- terra 82,08 km²
- água 2,15 km²
População (2010[1] ) 31 535 hab. (384,21 hab/km²)
Altitude 136 m
Códigos
código FIPS 02-24230
Sítio web http://www.ci.fairbanks.ak.us

Portal Portal Estados Unidos

Fairbanks (play /ˈfɛərbæŋks/) é uma cidade localizada no estado americano do Alasca, no Distrito de Fairbanks North Star.

É a maior cidade do interior do estado e a segunda maior de todo o Alasca, atrás apenas de Anchorage. Também é a principal cidade da Área Metropolitana Estatística de Fairbanks, Alasca, que abrange todo o condado de Fairbanks North Star e é a área metropolitana estatística mais setentorial dos Estados Unidos.

Segundo o censo nacional de 2010[1] , a população da cidade é de 31 535 habitantes e a sua área metropolitana possui 97 970 habitantes. A cidade possui 13 056 residências, que resulta em uma densidade de 159,07 residências/km².

É sede da Universidade do Alasca - Fairbanks, a mais antiga do estado.

História[editar | editar código-fonte]

Estátua no hotel Golden Heart Plaza no centro de Fairbanks, homenageando os primeiros colonos.

O capitão E. T. Barnette fundou Fairbanks em agosto de 1901, enquanto tentava criar um ponto comercial em Tanacross (onde o rio Tanana atravessava a trilha Valdez-Eagle). O barco em que Benette e os jovens Lavelle estavam encalhou 11 km após o rio Chena, e a fumaça do motor atraiu alguns garimpeiros. Eles encontraram o capitão onde ele desembarcou. Os garimpeiros convenceram Benette a estabelecer seu ponto comercial lá. A cidade recebeu seu nome em homenagem a Charles W. Fairbanks, um senador republicado de Indiana e, mais tarde, o 26º vice-presidente dos Estados Unidos, que trabalhou no segundo mandato de Theodore Roosevelt.

O Vale do Tanana é um importante centro agrícola do Alasca e, durante os primeiros dias de Fairbanks, a cidade foi uma grande produtora de produtos agrícolas na região. Apesar dos eforços feitos pela Liga dos fiéis do Alaska, da Associação da Agricultura do Vale do Tanana e de William Fentress Thompson, editor e responsável pelo jornal Fairbanks Daily News-Miner, para encorajar a produção de alimentos na cidade, a área nunca foi capaz de suprir completamente a população, embora tenha chegado perto na década de 1920.

Em 14 de agosto de 1967, após uma precipitação recorde sem precedentes, o rio Chena começou a subir ao longo de sua margem, inundando quase a cidade inteira da noite para o dia. Os resultados deste desastre levaram inevitavelmente a criação do Projeto de Controle de Inundações dos Rios e Lagos Chena (Chena River Lakes Flood Control Project em inglês), que construiu e opera a barragem Moser Creek, que possui 13 km de extensão e 15 metros de altura, designada para prevenir a repetição do desastre da enchence de 1967, desviando a água do rio Chena e depositando-a no rio Tanana, contornando a cidade.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Censo Pop.
1910 3 541
1920 1 155 -67,4%
1930 2 101 81,9%
1940 3 455 64,4%
1950 5 771 67,0%
1960 13 311 130,7%
1970 14 711 10,5%
1980 22 645 53,9%
1990 30 843 36,2%
2000 30 224 -2,0%
2010 31 535 4,3%
Fonte: US Census[1] [2]

Segundo o Censo de 2000, haviam 30.244 habitantes, 11.075 residências e 7.187 famílias vivendo na cidade. A densidade populacional era de 366 habitantes por km². Haviam 12.357 unidades habitacionais com uma densidade média de 150 por km². A composição étnica da cidade era 66,67% brancos, 13,10% negros ou afro-americanos, 9,91% nativos americanos, 2,72% asiáticos, 0,54% pessoas das ilhas do Pacífico, 2,45% de outras origens e 6,57% de duas ou mais origens raciais. 6,13% da população era latina ou hispânica de qualquer origem.

Entre as 11.075 residências, 39,9% tinham crianças com menos de 18 anos, 47,2% era composta por um casal vivendo juntos, 12,6% tinham uma mulher como chefe de família sem um marido presente e 35,1% eram não-famílias. 27,4% de todas as residências eram habitadas por pessoas que viviam sozinhas e 6% eram compostas por uma pessoa de 65 anos ou mais que vivia sozinha. O tamanho médio das casas era 2.56 e o tamanho médio das famílias era 3.15.

A idade média da população era de 28 anos, com 29,4% das pessoas com 18 anos ou menos, 14,7% entre 18 e 24 anos, 32,8% entre 25 e 44, 16,4% entre 45 e 64, e 6,6% de pessoas com 65 anos ou mais. Para cada 100 mulheres haviam 105.3 homens. Para cada 100 mulheres acima de 18 anos haviam 108.2 homens.

O rendimento médio de uma residência na cidade era de US$ 40.577 por ano, e o rendimento médio por família era de US$ 46.785 anuais. Homens recebiam em média US$ 30.539 anualmente e mulheres recebiam US$ 26.577 por ano. O rendimento per capita em Fairbanks era de US$ 19.814. Cerca de 7,4% das famílias e 10.5% da população estava abaixo da linha de pobreza, incluindo 11,6% daqueles com menos de 18 anos e 7% das pessoas com 65 anos ou mais.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Fairbanks
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Fairbanks