Flood (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Flood
Londres - O Dia do Juízo Final (PT)
Tempestade (BR)
2007 • cor • 110 min 
Direção Tony Mitchell
Roteiro Romance:
Richard Doyle
Roteiro:
Matthew Cope
Richard Doyle
Elenco Robert Carlyle
Jessalyn Gilsig
David Suchet
Tom Courtenay
Género catástrofe, ação, drama
País  Reino Unido África do Sul  Canadá
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Flood (br: Tempestade; pt: Londres - O Dia do Juízo Final) é um filme-catástrofe dirigido por Tony Mitchell. É resultado de uma co-produção britânica, canadense e sul-africana, e foi lançado em 24 de agosto de 2007. O filme é estrelado por Robert Carlyle, Jessalyn Gilsig, David Suchet e Tom Courtenay, e teve como base o livro de mesmo nome de Richard Doyle.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O filme descreve uma devastadora inundação que atinge Londres quando a Barreira do Tâmisa é submergida por uma imensa onda de água. Uma maré de tempestade começa a causar grandes prejuízos na cidade costeira de Wick, na Escócia, e posteriormente viaja entre o Reino Unido e a Europa continental, aumentando o nível do mar. O chefe do Met Office (serviço nacional de meteorologia britânico), Keith Hopkins, acredita que a tempestade irá em direção à Holanda, mas equivoca-se quando o professor Leonard revela a aproximação da enorme onda de água que passará pela Barreira do Tâmisa e inundará a área central de Londres. Leonard tem focado sua vida na crença de que a barreira foi construída em uma área ruim, sendo tratado de maneira indiferente pelo seu filho Rob, o engenheiro responsável pela barreira, que até então não acreditava na teoria de seu pai. O vice-primeiro-ministro Campbell declara estado de emergência e manda evacuar civis de Londres. Ele é assessorado pela Comissária de Polícia Patricia Nash, pelo Major General Ashcroft, pelo auto-culpado Hopkins, além de outros especialistas integrantes do COBRA.

Em três horas, a onda d'água chega à Londres e passa completamente a barreira. Rob e sua esposa Sam saltam no Tâmisa para obterem melhores chances de escapar da água, enquanto Leonard é salvo por militares através de um helicóptero, que o encaminham ao Whitehall, onde as autoridades aguardam sua assistência para encontrar uma maneira de remover a água que atinge a cidade. Rob e Sam chegam ao Metropolitano com outros sobreviventes, onde encontram dois trabalhadores do metrô, Bill e Frank, que até então não sabiam o que estava ocorrendo, e caminham até uma estação próxima a fim de subirem até a superfície. No caminho, no entanto, Frank morre ao ser levado pela correnteza que atigira a estação. Saindo da estação por meio de uma escada, o grupo se encontra na inundada Trafalgar Square. Rob e Sam telefonam para Leonard, que preparou um plano para fazer a água sair da cidade, abrindo-se as porteiras secundárias da barreira em um tempo determinado, fazendo com que uma contra-maré saia pela barreira, diminuindo assim o nível da água. Hopkins, sentindo-se ainda mais culpado quando assistia os noticiários de militares nas operações de evacuação, saiu discretamente da sala de operações do COBRA; logo depois, Ashcroft informou que ele havia se afogado.

Rob, Sam e Leonard se reunem na barreira, mas descobrem que o controle manual da barreira está sob a água; Leonard se voluntaria para ativá-lo. Outra onda se aproxima, e a abertura da barreira precisa ser rápida para que a onda seja barrada pela contra-maré e salvar a cidade. O Primeiro-ministro britânico, que está na Austrália durante o desastre, impacienta-se e ordena um ataque aéreo militar na barreira na tentativa de parar a água de uma vez por todas. Os Morrisons continuam com o seu plano na barreira. No momento em que as porteiras se abrem, Sam comunica o COBRA, e Ashcroft ordena o abortamento do ataque aéreo, instantes antes da inicialização, quando os caças se aproximavam da barreira. Leonard consegue ativar o controle manual, mas morre afogado, o que causa muita tristeza para Rob, mas salvando Londres como resultado.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme foi gravado em Londres e na África do Sul.[1] É notável pelo uso de um intricado design de produção e efeitos especiais na representação de famosas referências londrinas como o Metropolitano, as Casas do Parlamento e a arena O2 sendo parcialmente submergidas sob a água.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]