GRES Unidos do Anil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Unidos do Anil
102- GRES Unidos do Anil 2010.JPG
Fundação 21 de junho de 1997 (17 anos)
Cores

Azul

Branco
Símbolo Aperto de mão
Bairro Anil
Presidente Nego Dé
Carnavalesco Marcos Novella
Intérprete oficial Pança, Jean e Amarelão
Diretor de carnaval Grande da Portela
Diretor de harmonia Jorge Araujo
Diretor de bateria Mestre Reigner Jr.
Rainha da bateria Deize Furacão
Mestre-sala e porta-bandeira Fábio e Michele
Coreógrafo Simone Azevedo
Desfile de 2015
Enredo O Diabo veste saias

Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Anil é uma escola de samba que foi fundado em 21 de junho de 1997, pela transformação em escola de samba de um Bloco de Enredo existente no Largo do Anil, sendo a continuação do Grêmio Recreativo Bloco Carnavalesco Unidos do Anil, fundado em fevereiro de 1975 por 15 sócios fundadores na Rua Araticum, nº 651, casa de seu primeiro presidente.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1976, o primeiro samba do Unidos do Anil, ainda como Bloco de Carnaval, é de autoria de Bará.

Em 1977, durante o carnaval, o Unidos do Anil desfilou pela primeira vez pelas ruas do Largo do Anil e da Freguesia com o samba "Quando a lua clareia", de autoria do compositor Ladir da Silva.

Em 1978, pela primeira vez o Unidos do Anil desfilou, concorrendo com outras Agremiações, no Largo da Freguesia, num desfile organizado pela Administração Regional de Jacarepaguá. O Enredo era " Saudades dos meus Tempos de Criança e o samba novamente de Ladir da Silva, levou o Anil ao segundo lugar.

Em 1979, desfilando no Largo da Freguesia, com o Enredo da Comissão de Carnaval “A Natureza” classificou-se em 1º lugar, com o samba enredo de Moacir Lopes (Cicil) e Osnei.

Em 1980, desfilando novamente no Largo da Freguesia, com o enredo "Maravilha,Maravilha", de autoria de Arizão, classificou-se em 1º lugar, com o samba enredo de Jorginho do Anil.

Em 1981, filiado à Federação dos Blocos Carnavalescos do Estado do Rio de Janeiro, participou pela primeira vez do desfile oficial organizado pela Prefeitura, no Grupo IX de Blocos de Enredo, em Padre Miguel,com o enredo de autoria de Antônio Carlos e José Carlos (Mestre Preto) "Crenças e Superstições de um Povo, que foi desenvolvido pelo carnavalesco Ariovaldo da Silva (Arizinho), classificando-se em primeiro lugar com o samba-enredo do compositor Adalberto.

Em 1982, sob a direção do Grupo Diretor, pois não havia cargos na diretoria, desfilou na Pavuna com o enredo “Numa Explosão de Alegria, o sonho com um Reino de Ilusões”, de autoria da Equipe de Artes do Unidos do Anil, e o samba enredo de Ladir da Silva e Jorge Matias Barbosa ( Jorginho do Anil ), classificou-se em 4º lugar, mas depois perdeu pontos no quesito concentração, sendo rebaixado para 9º lugar, permanecendo no mesmo Grupo.

Em 1983, com o enredo “As Lendas do Meu Brasil”, do carnavalesco Athan, desfilou novamente na Pavuna, com samba enredo de José Carlos da Silva ( Mestre Preto do Banjo), classificando-se em 2º lugar.

Em 1984, com o enredo “Mãe África” de autoria de Eurípedes César Cordeiro (Pinha) desfilou em Rocha Miranda com o samba de J. André, classificando-se em 2º lugar.

Em 1985, com o enredo “Samba Anil, Dança Brasil”, do carnavalesco Athan, desfilou na Taquara, em Jacarepaguá, com o samba enredo de Homero, Ladir e Jorginho do Anil, classificando-se em 3º lugar.

Em 1986, desfilou no Grupo 4, em Vista Alegre, com o enredo “O Rio Amanheceu Sambando”, desenvolvido pelo carnavalesco Athan, com o samba-enredo de autoria de Manoel Ribeiro da Silva (Maninho) e José Carlos da Silva (Mestre Preto do Banjo), classificou-se em 5º lugar.

Em 1987, desfilou no Grupo 3-B, em Bonsucesso, com o enredo Quero ser Criança Outra Vez. de autoria de Manoel Ribeiro da Silva - Maninho,desenvolvido pelo carnavalesco Athan, com o samba-enredo de autoria de Carlos Alberto Pinto - Chupeta - e Manoel Ribeiro da Silva - Maninho, classificou-se em 2º lugar.

Em 1988, não houve desfile de blocos carnavalescos filiados à Federação de Blocos Carnavalescos do Estado do Rio de Janeiro.

Em 1996, desfilaria com o enredo "A Folia de quem Faz, de autoria de Manoel Ribeiro da Silva (Maninho), desenvolvido pelo carnavalesco Renato Oliveira de Souza(Renatinho) com o samba-enredo de Carlos Alberto Pinto(Chupeta) e Julinho Melodia, falecido na semana da escolha do samba-enredo. Na semana do carnaval, um grande temporal atingiu o Rio de Janeiro, principalmente na região do Largo do Anil, em Jacarepaguá, e o Unidos do Anil não desfilou neste ano.

Em 1997, o Unidos do Anil desfilou pela última vez como Bloco Carnavalesco, no Grupo III, conquistando o primeiro lugar, com um samba de autoria de Valtinho Danil, Adalberto Paulo Russo. Neste mesmo ano, a Diretoria e os associados resolveram transformar o Bloco Carnavalesco em Escola de Samba e a filiaram à Associação das Escolas de Samba.

Em 1998, agora como Escola de Samba, numa segunda-feira, estreou no desfile do Grupo de Acesso D, na Avenida Cardoso de Morais, em Bonsucesso, com o enredo da Comissão de Carnaval “A Terra é Minha, Ninguém Tasca, Eu Vi Primeiro”, classificando-se em 3º lugar, com 183 pontos, subindo para o Grupo de Acesso C.

Em 1999, desfilou num domingo, no Grupo de Acesso C, na Avenida Rio Branco, no Centro, com o enredo da Comissão de Carnaval “Rio Histórias de Folias”, classificando-se em 10º lugar, com 154 pontos, descendo para o Grupo de Acesso D.

Em 2000, desfilou numa segunda-feira, no Grupo de Acesso D, na Avenida Cardoso de Morais, em Bonsucesso, com o enredo de Lúcio Neto, Joana Santana e Carlos Alberto “ Luxo e Nobreza, Sensualidade e Beleza, as Magias da Seda”,classificando-se em 4º lugar, subindo para o Grupo de Acesso C.

Em 2001, desfilou num domingo, no Grupo de Acesso C, na Avenida Rio Branco, no Centro, com o enredo da Comissão de Carnaval “Anil da Cor do Mar, um Ato de Amor, classificando-se em 5º lugar com 199,5 pontos, permanecendo no Grupo de Acesso C.

Em 2002, desfilou num domingo, no Grupo de Acesso C, na Avenida Rio Branco, no Centro, com o enredo de César Fernandes “ Hoje Tem Alegria…Olimecha, Piolim e Arrelia”, classificando-se em 6º lugar com 190,6 pontos, permanecendo no Grupo de Acesso C.

Em 2003, sob a Presidência de Manoel Ribeiro da Silva (Maninho), desfilou num domingo, no Grupo de Acesso C, na Avenida Rio Branco, no Centro, com o enredo dos carnavalescos Nerimar Monteiro e Felipe Dias “A necessidade é a mãe da criatividade, e Quem Não Tem Cão Caça Com Gato”, com samba enredo de Valtinho do Anil, Dé, Zeca do Lins, Valdo e Junior FM, tendo por intérprete o Mestre Branco, classificando-se em 8º lugar, com 172,4 pontos, permanecendo no Grupo C.

Em 2004, sob a Presidência de Manoel Ribeiro da Silva (Maninho), desfilou num domingo, no Grupo de Acesso C, na Avenida Rio Branco, no Centro, com o enredo do carnavalesco Ramiro Montalvão “Glória Perez, a mensageira da Paz”, e samba enredo de Thomas Morkos e China da Segunda, classificando-se em 8º lugar, com 171,6 pontos, permanecendo no Grupo C.

Em 2005, sob a Presidência de Ariboi da Silva (Arizão),desfilou num domingo, no Grupo de Acesso C, que no carnaval deste ano passou para a Estrada Intendente Magalhães, Campinho, com o enredo da Comissão de Carnaval “Vila Isabel, Berço do Samba”. Classificou-se em 12º lugar, com 166,6 pontos, descendo para o Grupo de Acesso D.

Em 2006, sob a Presidência de Ariboi da Silva (Arizão), desfilou numa segunda-feira, no Grupo de Acesso D, na Estrada Intendente Magalhães, Campinho, com enredo carnavalesco Raul Sibin Oliveira “Reflexo do Eldorado” e samba enredo de Zé Lara, Sorá, e Bill do Cavaco, classificando-se em 11º lugar, com 145,2 pontos, permanecendo no Grupo de Acesso D.

Em 2007, sob a Presidência de Ariboi da Silva (Arizão), desfilou numa segunda-feira, no Grupo de Acesso D, na Estrada Intendente Magalhães - Campinho, com o enredo de autoria de Hélio de Negreiros desenvolvido pelo carnavalesco Roberto Bezerra “África, Berço das Civilizações, com samba enredo de José Carlos da Silva (o Mestre Preto do Banjo), classificando-se em 2º lugar, com 157,7 pontos, subindo para o Grupo de Acesso C.

Em 2008, sob a Presidência de Moisés Fernandes, desfila num domingo, dia 3 de fevereiro, no Grupo de Acesso C, na Estrada Intendente Magalhães (Campinho), com o enredo do carnavalesco Roberto Bezerra "Duzentos anos da chegada da Família Real, o Rio virou carnaval" e o samba enredo de Nerinho, Ruterdan, Marcão, Marquinho e Telmo, classificando-se em 14º lugar, com 150,5 pontos.

Em 2009, sob a Presidência de Moisés Fernandes, a Anil homenageou o humorista Chico Anysio com o o enredo "Chico Total! Sou Anil e faço carnaval", desenvolvido pelo carnavalesco Sidney Rocha. A agremiação ficou em 6ºlugar com 158 pontos, permanecendo no mesmo grupo para 2010.

Em 2010, sob a Presidência de Moisés Fernandes, desfilou no Grupo de Acesso D, na estrada Intendente Magalhães, no Largo do Campinho, com o enredo do carnavalesco Roberto Bezerra "O Esplendor do Egito na Formação do Povo Negro" e o samba enredo dos compositores Rodrigo do Cavaco, J Trivela e Joelson Gaguinho, classificando-se em 10º lugar e permanecendo no mesmo Grupo para 2011.

Em 2011, sob a Presidência de Moisés Fernandes, desfilou no Grupo de Acesso D, na estrada Intendente Magalhães, no Largo do Campinho, com o enredo do carnavalesco Roberto Bezerra "Sonhos" e o samba enredo do compositor Claudecir dos Reis Rodrigues (Nego Dé), classificando-se em 8º lugar e permanecendo no mesmo Grupo.

Em 2012, sob a Presidência de Moisés Fernandes, desfilou no Grupo de Acesso D, na estrada Intendente Magalhães, onde apresentou o enredo "O Poder do Guaraná", desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Pinaer. Com 294,4 pontos, classificou-se em 10º lugar, sendo uma das seis Escolas que desceram e que, em 2013, desfilarão no Grupo E . Devido à falta de notas, o Presidente Moisés Fernandes liderou um movimento pedindo o "impeachment" da atual gestão da Associação das Escolas de Samba da Cidade do Rio de Janeiro - AESCRJ. sendo mais tarde, presidente da associação.

Em 2013, após a saída de Moisés Fernandes, a agremiação escolheu o enredo "Folia!", de Jorge Pinaer, desfilando pelo Grupo de Acesso D, na estrada Intendente Magalhães. Desfilaria pelo E, mas com a mudança de nomenclatura continua no mesmo grupo. No entanto, teve alguns problemas em seu desfile[1] . que foram superados, devido ao seu ex-presidente (Moisés Fernandes) estar a frente da AESCRJ.

Em 2014, sob a Presidência de Nêgo Dé, com o enredo "Índios, brancos e negros - Miscigenação Raça Brasil!", desenvolvido pelo carnavalesco Marcos Novella, tendo um jovem a frente de sua direção de harmonia: Gabriel Macedo, também membro da AESCRJ[2] .Classificou-se em 6º lugar.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Moisés da Silva Fernandes 2008 a 2012 [3]
Nego Dé 2012-atualidade [3]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014 Grande da Portela Grande da Portela Nandinho

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 Simone Azevedo

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 Fábio e Michele

Corte de bateria[editar | editar código-fonte]

Ano Rainha Ref.
2014 Layz Cristina
2015 – Deize Furacão [4]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Unidos do Anil
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Ref./Nota
1998 3ºlugar D A terra é minha, ninguém tasca, eu vi primeiro Comissão de Carnaval
(Lúcio Neto, Joana Santana e Carlos Alberto)
1999 10ºlugar C Rio histórias de folias Comissão de Carnaval
(Lúcio Neto, Joana Santana e Carlos Alberto)
2000 4ºlugar D Luxo e nobreza, sensualidade e beleza, as magias da seda Comissão de Carnaval
(Lúcio Neto, Joana Santana e Carlos Alberto)
2001 5°lugar C Anil da cor do mar, um ato de amor
Fogueira, Turco, Wilson, Barata e Almir.
Comissão de Carnaval
(Lúcio Neto, Joana Santana e Carlos Alberto)
2002 6°lugar C Hoje tem Alegria: Holimecha, Piolim e Arrelia... tá Certo ou não tá? César Fernandes
2003 8ºlugar C A necessidade é a mãe da criatividade, e quem não tem cão, caça com gato
Compositores:Valtinho Danil, Dé, Zeca do Lins, Valdo e Júnior FM.
Felipe Dias e Nerimar Monteiro
2004 8ºlugar C Glória Perez, a mensageira da paz!
Compositores:Thomas Morkos e China da Segunda-Feira.
Ramiro Montalvão
2005 12°lugar C Vila Isabel, berço do samba
Compositores:Jorge de Quino e Beto Moura.
Comissão de Carnaval
2006 11ºlugar D Reflexos do Eldorado Comissão de Carnaval
2007 Vice-campeã D África berço de civilizações
Compositores:Renan Chaves, Ruy Chaves e Preto do Banjo.
Roberto Bezerra e Hélio Fonseca
2008 14ºlugar C 200 Anos - A chegada da família real portuguesa no Rio virou carnaval Roberto Bezerra [5]
2009 6ºlugar D Chico Total! Sou Anil e faço carnaval Sidney Rocha
2010 10ºlugar D O esplendor do Egito na formação do povo negro Roberto Bezerra
2011 8ºlugar D Sonhos Roberto Bezerra
2012 10º Lugar D O poder do guaraná Jorge Pinaer
2013 7º lugar D Folia! Jorge Pinaer
2014 6º lugar D Índios, brancos e negros - Miscigenação Raça Brasil! Marcos Novella
2015 D O Diabo veste saias Marcos Novella

Referências

  1. Mirian Santos, para o Esquina do Samba (14/02/2013). Desfile Unidos do Anil 2013 17:18. Página visitada em 07/05/2013.
  2. Carnaval Carioca (22/06/2013). Gabriel Macedo é o novo diretor de harmonia da Unidos do Anil 18:08. Página visitada em 23/06/2013.
  3. a b Academia do Samba. Diretoria. Página visitada em 24/05/2014.
  4. Carnaval Carioca (24/06/2014). Deize Furacão é a nova rainha de bateria da Unidos do Anil 17h36.
  5. O Batuque. Unidos do Anil. Página visitada em 13/01/2011..