Germano-bálticos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa de 1882 da região germano-báltica

Os germano-bálticos (em língua alemã Deutsch-Balten, Deutschbalten, por vezes Baltendeutsche) são uma etnia germânica que habita a costa oriental do Mar Báltico, na zona que hoje forma a Estónia e a Letónia.

Territórios[editar | editar código-fonte]

No padrão da colonização germânica do Báltico, esta área consistia nos seguintes territórios:

  • Estlândia ou Estónia (em latim: Estonia), que corresponde grosso modo à metade norte da Estónia de hoje; principais cidades: Reval (Tallinn), Narwa (Narva).
  • Livlândia ou Livónia (em latim: Livonia), aproximadamente a metade sul do que é hoje a Estónia e a metade norte do que é hoje a Letónia; principais cidades: Riga, Dorpat (Tartu).
  • Curlândia ou Curónia (em latim: Couronia; em inglês: Courland), corresponde aproximadamente à metade sul do que é hoje a Letónia; principais cidades: Mitau (Jelgava), Windau (Ventspils), Libau (Liepāja).
  • Ilha de Ösel (Saaremaa), hoje da Estónia; principal cidade: Arensburg (Kuressaare).

Germano-bálticos notáveis[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]