Hans von Aachen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parábola ou O Triunfo da Justiça (1598)
56 x 47 cm, Alte Pinakothek, Munique.

Hans von Aachen (Colônia, 1552Praga, 4 de Março de 1615) foi um pintor alemão maneirista. Pintou cenas religiosas e mitológicas. Os seus retratos são considerados pelos críticos de arte como os melhores do maneirismo alemão.

Seu nome deriva do local de nascimento de seu pai, Aachen, Alemanha. Outras variações do nome incluem Johann von, von Achen e várias concições como Janachen, Fanachen, Abak, Jean Dac, Aquano, van Aken, etc.

Hans von Aachen começou a pintar como um aprendiz de Jerrigh. Ele se mudou para a Itália em 1574 para um estudo mais profundo. Hans viajou por Roma e Florença, acabando por ficar em Veneza. Inicialmente se tornou aprendiz de Kaspar Rems, mas logo depois decidiu desenvolver suas técnicas maneiristas por si próprio, estudando as obras de Tintoretto e Michelangelo. Durante toda a sua vida, contudo, foi muito influenciado pelo estilo de Bartholomeus Spranger e Hendrick Goltzius, que dominavam o cenário artistíco da época na Alemanha.

Auto-retrato, 1574, Colônia.

Hans voltou a Alemanha em 1588 e lá ganhou renome como um pintor de retratos de famílias nobres. Entre seus trabalhos há diversos quadros para o Duque da Baviera Guilherme V. Em Munique ele se casou com Regina, filha do compositor Orlando di Lasso. Em Munique acabou entrando em contato com a Corte Imperial na Praga. Em 1592 ele foi designado o pintor oficial do imperador Rodolfo II da Germânia.

Seus aprendizes foram Peter Isaak e Joseph Heinz.

Commons
O Commons possui multimídias sobre Hans von Aachen
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.