Hugh Grosvenor, 2º Duque de Westminster

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde junho de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Hugh Richard Arthur Grosvenor, 2º Duque de Westminster (19 de março de 187919 de julho de 1953) foi o filho de Victor Grosvenor, Conde de Grosvenor, e um neto de Hugh Grosvenor, 1º Duque de Westminster.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Conhecido familiarmente como "Bendor", Hugh Grosvenor sucedeu seu avô como Duque de Westminster em 22 de dezembro de 1899. Serviu na Segunda Guerra dos Bôeres até 1901, como oficial ajudante pessoal de Lorde Roberts e de Lorde Milner. Subseqüentemente, foi investido em terra na África do Sul e na Rodésia.

Em 16 de fevereiro de 1901, Lord Westminster casou-se com Constance Edwina Cornwallis-West. Eles divorciaram-se em 1919, mas tiveram duas filhas e um filho:

  • Lady Ursula Mary Olivia Grosvenor (n. 21 de fevereiro de 1902), casou-se, primeiramente, com William Patrick Filmer-Sankey (1924; divórcio em 1940). Casou-se, posteriormente, com o major Stephen Vernon, em 1940.
  • Edward George Hugh Grosvenor, Conde Grosvenor (19041909), morreu jovem.
  • Lady Mary Constance Grosvenor (n. 27 de junho de 1910)

Em 1908, ele competiu nos Jogos Olímpicos de Verão de 1908, em corridas de barco a motor pela Grã-Bretanha.

Em 26 de novembro de 1920, Lord Westminster casou-se com Violet Mary Nelson, filha de Sir William Nelson. Ele e sua segunda esposa divorciaram-se em 1926.

Em 1925, foi introduzido à estilista francesa Coco Chanel depois de uma festa em Monte Carlo, e aparentemente a perseguiu. Ele era tão extravagante com ela como com suas amantes. Uma história famosa conta que ele escondeu uma enorme esmeralda no fundo de uma cesta de vegetais para ela. Outra conta que ele apareceu no apartamento de Chanel com um buquê de flores, mas que só foi reconhecido quando um assistente de Chanel tentou dar uma gorjeta para o "entregador". Foi o amante de Coco Chanel até 1930.

No dia 20 de fevereiro de 1930, contraiu matrimônio com Hon. Loelia Mary Ponsonby, a única filha de Frederick Ponsonby, 1.º Barão Sysonby. O divórcio aconteceu em 1947.

Em 1931, o Duque, um conservador, chamou seu cunhado, o Conde Beauchamp, que era político, de homossexual para o Rei e para a Rainha e esperava afundar o Partido Liberal através de Beauchamp. Homossexualidade era uma ofença muito séria na época, e o Rei ficou horrizado. Antes da Segunda Guerra Mundial, ele apoiou muitas causas anti-semita e de direita política.

Em 7 de fevereiro de 1947, desposou Anne Winifred Sullivan. O Duque morreu em 1953, aos setenta e quatro anos, e seus títulos foram herdados por seu primo, William Grosvenor.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.