Duque de Westminster

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gerald Grosvenor, o atual e 6º Duque de Westminster.

O título Duque de Westminster foi criado pela Rainha Vitória em 1874 e concedido a Richard Grosvenor, o 3° Marquês de Westminster. O título deriva da área londrina de Westminster.

História[editar | editar código-fonte]

Sir Richard Grosvenor, o 7º Baronete, foi feito Barão Westminster em 1761; Visconde Belgrave e Conde Grosvenor em 1784, pelo rei Jorge III. O título Marquês de Westminster foi conferido a Robert Grosvenor, o 2º Conde Grosvenor na coroação de Guilherme IV em 1831.

Os títulos subsidiários do duque são: Marquês de Westminster (criado em 1831), Conde Grosvenor (1784), Visconde Belgrave, de Belgrave no Condado de Chester (1784), e Barão Grosvenor, de Eaton no Condado de Chester (1761). O marquesado está no pariato do Reino Unido e o resto, no pariato da Grã-Bretanha. O título de cortesia do filho mais velho e herdeiro do duque é Conde Grosvenor.

O fundador da família inglesa Grosvenor veio à Inglaterra com Guilherme, o Conquistador. O primeiro nome de Grosvenor foi "Gros Veneur", e William Gros Veneur foi o mestre de caça de Guilherme, o Conquistador. Em troca de seus serviços, William Gros Veneur ganhou propriedades no noroeste da Inglaterra (fora de Chester, onde Eaton Hall fica na atualidade).

A família Grosvenor ficou bem conhecida na Idade Média quando, sem sucesso, disputou o direito do brasão "Azure a Bend Or" com a família Scrope, a qual era mais proeminente. Em 1677, Sir Thomas Grosvenor desposou Mary Davies, herdeira de 500 acres de terra rural ao redor de Londres. Enquanto Londres crescia, esta propriedade tornou-se a fonte da imensa riqueza da família e desenvolveu-se nas áreas nobres e famosas de Mayfair e de Belgravia, que permanecem até hoje como a base da fortuna dos Grosvenor.

Pelo menos 500 estradas e edifícios carregam seus nomes e títulos de família, bem como os nomes do lugar e dos povos conectados com eles, incluindo Grosvenor Square, Belgrave Square, North Audley Street, South Audley Street e Davies Street. Isto é mantido agora por uma companhia chamada Grupo Grosvenor (Grosvenor Group, em inglês), pertencente à família do Duque.

A principal residência da família é Eaton Hall, a seis milhas da cidade de Chester, em Cheshire. Também possuem uma propriedade menor em Ely Lodge, no Condado de Fermanagh, na Irlanda do Norte. A família costumava usar uma casa de cidade, chamada Grosvenor House, em Park Lane, que nos dias de hoje funciona como um hotel luxuoso.

O Ducado de Westminster foi o último ducado a ser criado por uma pessoa que não estava ligada com a família real nem com um outro duque.

Gerald Grosvenor, 6º e atual Duque de Westminster, é o terceiro homem mais rico do Reino Unido (entretanto, o primeiro e o segundo nasceram, respectivamente, na Índia e na Rússia), já tendo sido o mais rico por vários anos, e também um dos homens mais ricos do mundo.

Baronetes Grosvenor de Eaton (1622)[editar | editar código-fonte]

Condes Grosvenor (1784)[editar | editar código-fonte]

Marqueses de Westminster (1831)[editar | editar código-fonte]

Duques de Westminster (1874)[editar | editar código-fonte]

Herdeiro aparente: o filho do duque, Hugh Richard Louis Grosvenor, Conde Grosvenor (n. 29 de janeiro de 1991)