Iztaccíhuatl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Iztaccíhuatl
Iztaccíhuatl visto do Vale do México
Iztaccíhuatl está localizado em: México
Iztaccíhuatl
Coordenadas 19° 10' 44" N 98° 38' 30" O
Altitude 5230 m (17159 pés)
Proeminência 1560 m
Listas Ultra
Localização Estados de México e Puebla, México
Cordilheira Cintura vulcânica transmexicana
Primeira ascensão 1889 por James de Salis
Rota mais fácil escalada em rocha/neve

Iztaccíhuatl (ou Ixtaccíhuatl) (pronunciado istakˈsiwatɬ ou, se escrito com x, iʃtakˈsiwatɬ), é a terceira montanha mais alta do México, a seguir ao Pico de Orizaba (5636 m) e ao Popocatépetl (5426 m). O seu nome é um termo nauatle que significa "mulher branca".

Esta montanha tem quatro picos, o mais alto dos quais com a altitude de 5230 m.[1] Em conjunto, os picos são vistos como se representassem a cabeça, peito, joelhos e pés de uma figura feminina adormecida, visível quer desde o oeste quer desde o leste. Situa-se a apenas 70 km para sudeste da Cidade do México, donde é muitas vezes visível, dependendo das condições atmosféricas.

Embora a primeira ascensão registada tenha sido feita em 1889, evidências arqueológicas sugerem que os astecas e culturas anteriores também escalaram esta montanha.

O Iztaccíhuatl situa-se para norte do Popocatépetl, ao qual está ligado por um passo chamado Passo de Cortés (Paso de Cortés).

História geológica[editar | editar código-fonte]

O Iztaccíhuatl é um estratovulcão cujos estratos são compostos por fluxos de lava, brechas de fluxo e tefra. Terá começado a formar-se há cerca de 900 000 anos e em duas fases. Durante a primeira (900 000 - 600 000 anos) formou-se um vulcão de escudo com uma caldeira no cume. A fase mais recente, composta sobretudo por fluxos de lava e e fluxos piroclásticos, terá tido início há 600 000 anos. A atividade vulcânica cessou há pelo menos 80 000 anos.

Os tipos de rochas mais comuns são andesito e dacito.

A lenda de Popocatépetl e Iztaccíhuatl[editar | editar código-fonte]

Na mitologia asteca, Iztaccíhuatl era uma princesa que se apaixonara por um dos guerreiros ao serviço do seu pai. Este enviou o seu amante para combater numa guerra em Oaxaca, prometendo-lhe a mão da sua filha caso ele conseguisse regressar (algo que o pai de Iztaccíhuatl presumia não viria a suceder). Foi dito a Iztaccíhuatl que o seu amor estava morto e ela acabou por morrer de desgosto. Quando Popocatépetl regressou, morreu também de desgosto pela perda da sua amada. Os deuses cobriram-nos de neve e transformaram-nos em montanhas. Ela transformou-se no Iztaccíhuatl e ele no Popocatépetl, que faz chover fogo na Terra, devido à raiva cega que dele se apoderou após a perda da sua amada.

Referências

  1. A altitude geralmente indicada é 5286 m. Porém, tanto o SRTM como as autoridades mexicanas concordam que 5230 m é um valor mais preciso.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Iztaccíhuatl

Descrições[editar | editar código-fonte]

Mapas[editar | editar código-fonte]

Outros[editar | editar código-fonte]