Kukersite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Afloramento de xisto betuminoso Ordoviciano (tipo kukersite), no Norte da Estônia
Fósseis (vários ectoprotos) no período Ordoviciano de xisto betuminoso tipo kukersite, no Norte da Estônia

Kukersite é um tipo de xisto betuminoso marinho do período Ordoviciano, encontrado na Bacia de Xisto Betuminoso do Mar Báltico na Estônia e no Noroeste da Rússia. Foi nomeado assim devido à instalação da vila de Kukruse, na Estônia, em 1917 pelo paleontólogo russo Mikhail Zalessky.1 O depósito de kukersite na Estônia é um dos maiores do mundo em questão de teor de xisto betuminoso, com mais de 40% de conteúdo orgânico e 66% de taxa de conversão em xisto betuminoso e gás. O rendimento de óleo proveniente do kukersite é de 30 a 47% do rendimento do xisto, em relação ao mesmo peso. A maior parte do querogênio é derivado do fóssil da alga verde Gloeocapsomorpha prisca, que tem afinidade com a moderna cyanobacteria Entophysalis major, uma espécie existente que forma tapetes algais desde o médiolitoral até as águas rasas litorâneas.2

O kukersite na Estônia ocorre às vezes como uma camada cálcaria de 2,5-3 metros de espessura. Ao longo da costa o Kukersite fica perto da superfície e em depressões ao sul, então os depósitos são encontrados em profundidades de 7 a 100 m.3

A matriz mineral predominantemente inclui calcita de baixo magnésio, dolomita, e minerais siliciclásticos. Eles não são ricos em metais pesados.4

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Lille, Ü. (2003). "Current knowledge on the origin and structure of Estonian kukersite kerogen" (PDF). Oil Shale. A Scientific-Technical Journal 20 (3): 253–263. Estonian Academy Publishers. ISSN 0208-189X.
  2. Bauert, Heikki. (1994). "The Baltic oil shale basin—An overview". Proceedings 1993 Eastern Oil Shale Symposium: 411–421. University of Kentucky Institute for Mining and Minerals Research.
  3. Altun, N. E.. (2006). "Oil Shales in the world and Turkey; reserves, current situation and future prospects: a review" (PDF). Oil Shale. A Scientific-Technical Journal 23 (3): 211–227. Estonian Academy Publishers. ISSN 0208-189X.
  4. Dyni, John R.. "Geology and resources of some world oil-shale deposits. Scientific Investigations Report 2005–5294" (PDF). U.S. Department of the Interior. U.S. Geological Survey. Visitado em 2007-10-20.