La Palma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
La Palma
Mapa Canarias La Palma.svg
28° 40' N 17° 52' O
Geografia física
País  Espanha
Localização Oceano Atlântico
Arquipélago Ilhas Canárias
Geologia vulcânica
Ponto culminante 2.426 m (Roque de los Muchachos)
Área 708,32  km²
Perímetro 155,55  km
Geografia humana
População 87163 ((INE) 2011)
Densidade 122,16 hab./km²
Capital Santa Cruz de La Palma
Collage La Palma.jpg

La Palma é uma ilha pertencente ao arquipélago das Ilhas Canárias, localizado no Oceano Atlântico. Anexada e pertencente à província de Santa Cruz de Tenerife, a capital é Santa Cruz de La Palma, e o município mais populoso da ilha é Los Llanos. Desde 2002, toda a ilha é uma Reserva da biosfera, sendo, depois de Lanzarote e El Hierro a terceira ilha do arquipélago a ser reconhecido com esta proteção pela UNESCO. Seu nome histórico é San Miguel de La Palma

Descrição[editar | editar código-fonte]

A ilha possui uma área de 708,32 km² (9,45% do território canário) e uma população de 87163 habitantes (INE 2011).

O seu território é muito íngreme, atingindo 2.426 m no Roque de los Muchachos, o ponto mais alto da ilha. Na parte norte encontra-se uma grande depressão de origem erosiva, formando o Parque nacional de la Caldera de Taburiente, declarado parque nacional no ano de 1954. Também se encontra em La Palma os parques nacionais de Cumbre Vieja e Las Nieves dentre diversos outros de menor tamanho.

A partir do centro da ilha até a parte sul da mesma há uma série de vulcões no chamado Cumbre Vieja, entre os quais se encontra o vulcão de San Antonio, San Juan e Teneguía (este com a sua última erupção vulcânica ocorrida em 1971).

No ano de 1983 é declarada pela Unesco como reserva da biosfera a área de El Canal y Los Tilos. Esta área foi ampliada no ano de 1997 para formar a Reserva de la Biosfera de Los Tilos, tendo se estendido no ano de 2002 para toda a ilha de La Palma para a formação da Reserva de la Biosfera de La Palma. Dentre as Ilhas Canárias, La Palma é uma das Ilhas com a maior área coberta com florestas, sendo encontrados principalmente pinheiros e louros. Na área da agricultura, as principais culturas são a banana e os vinhedos.

Atualmente, a cidade mais povoada da ilha é Los Llanos, ultrapassando neste aspecto a capital da ilha, Santa Cruz de La Palma.

Arenales del Llano de las Brujas en la Cumbre Vieja.

Municípios[editar | editar código-fonte]

La Palma é dividida em 14 municípios:

Geologia[editar | editar código-fonte]

Vulcanismo[editar | editar código-fonte]

La Palma, como o resto das Canárias, é uma ilha de origem vulcânica. Com uma idade geológica estimada em dois milhões, é um dos mais jovens no arquipélago. Ele cresceu a partir de um vulcão submarino a 4.000 metros abaixo do nível do mar. O vulcão na ilha tem uma altitude de 6.500 m da planície abissal do Atlântico, que encontrou em todos os tipos de rochas vulcânicas. La Palma é a ilha terceira maior do mundo em relação à sua superfície, sendo superada apenas a este respeito por Pico (Açores) e Fogo (Cabo Verde).

A ilha é dividida em duas zonas climáticas distintas através de uma cadeia de vulcões chamados Cumbre Vieja. No sul há vulcões ainda ativos. A última erupção ocorreu em 1971, na ponta sul da ilha, no município de Fuencaliente. A partir desta surgiu a erupção do vulcão Teneguia, que continua na mira dos cientistas para continuar queimando. A região norte é dominado pelo Parque Nacional Caldera, uma caldeira submarino criado por erupções e erosão, que emergiram a uma altura de 3.500 metros.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre La Palma


Ícone de esboço Este artigo sobre Espanha é um esboço relacionado ao Projeto Europa. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.