Marc Augé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marc Augé
Nascimento 2 de Setembro de 1953 (60 anos)[1]
Poitiers  França[1]
Ocupação etnólogo, antropólogo


Marc Augé (2 de setembro de 1935, Poitiers, França) é um etnólogo e antropólogo francês.[1]

Em seu livro Não-lugares de 1995, Marc Augé cunhou o termo "não-lugar" para se referir a lugares de transitórios que não possuem significado suficiente para serem definidos como "um lugar", por exemplo, um quarto de hotel, um aeroporto ou supermercado etc.[2]

Início e carreira[editar | editar código-fonte]

Estudou na Ecole Normale Supérieure e concluindo doutorado em Ciências Humanas, em 1974.[3] Entre 1985 e 1955, tornou-se diretor e depois presidente da EHESS (École des Hautes Études en Sciences Humaines). Até 1970, foi diretor de pesquisa do Orstrom (agora IRD) realizando várias missões na África, particularmente, na Costa do Marfim e em Togo.[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Le Rivage alladian, ORSTOM, 1969
  • Théorie des pouvoirs et idéologie, Herman, 1975
  • Pouvoirs de vie, pouvoirs de mort, Flammarion, 1977
  • Symbole, fonction, histoire, Hachette, 1979
  • Génie du Paganisme, Gallimard, 1982
  • La traversée du Luxembourg, 1985
  • Un ethnologue dans le métro, 1986
  • Non-lieux. Verso; 1995. ISBN 978-1-85984-051-1.
    Não-lugares. PAPIRUS; 2007. ISBN 978-85-308-0291-2.
  • Le sens des autres, Fayard, 1994
    A Sense for the Other: The Timeliness and Relevance of Anthropology. Stanford University Press; 1998. ISBN 978-0-8047-3034-1.
  • Domaines et châteaux, 1992
  • Pour une anthropologie des mondes contemporains, Aubier, 1994
  • Paris, années trente, Hazan, Paris, 1996
  • L'impossible voyage. Le tourisme et ses images, Payot & Rivages, Paris, 1997
  • Fictions fin de siècle, Fayard, 2000
  • Les formes de l'oubli, Rivages, Paris, 2001
  • Journal de guerre, Galilée, 2003
  • Le temps en ruines, Galilée, 2003
  • Pour quoi vivons-nous?, Fayard, 2003

Referências

  1. a b c d Culture Communication, Marc AugÉ, 7/3/2013
  2. Tim Cresswell. Place: A Short Introduction. John Wiley & Sons; ISBN 978-1-118-72546-7. p. 45.
  3. Bruno Latour. Ciência em ação. Editora UNESP; 2000. ISBN 978-85-7139-265-6. p. 333.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Hipermodernidade

Ícone de esboço Este artigo sobre um antropólogo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.