Martyrologium Hieronymianum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
São Jerônimo, de El Greco.

O Martyrologium Hieronymianum (Martirológio Jeronimiano) constitui o mais antigo catálogo dos mártires cristãos da Igreja Católica. Deve o seu nome ao fato de ter sido atribuído a São Jerônimo.

O autor, todavida, é um anônimo do Século V, que teria vivido entre Milão e Aquileia, e que lançou mão de um martirológio siríaco da segunda metade do Século IV – provavelmente o Martirológio de Nicomêdia, escrito entre 360 e 411 –, tendo feito uso também do Cronógrafo de 354 e de um martirológio africano.

Há duas resenhas sobre o Martirológio Jeronimiano: uma itálica, de uso litúrgico e de edificação, e outra gálica, datada do final do Século VI e que teve grande difusão e enriquecimentos diversos nas várias províncias da França.

O Martirológio Jeronimiano foi publicado pelos bolandistas Hippolyte Delehaye e Henri Quentin em Bruxelas na Acta Sanctorum em 1931: mesmo dando origem a graves problemas críticos, continua sendo um documento primário da História da Igreja.


Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Giovanni Battista de Rossi e Louis Duchesne, Martyrologium Hieronymianum, in Acta Sanctorum LXXXII Novembre, II (1894)
  • Hippolyte Delehaye, Commentarius perpetuus in Martyrologium Hieronynianum ad recensionem H. Quenti, in Acta Sanctorum XXIV Novembre 11, II (Bruxelas, 1931)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]