Metagenômica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Metagenômica é o estudo de metagenomas - material genético recuperado diretamente a partir de amostras ambientais. Devido as vasto domínio do campo, esta área de estudo também pode ser referenciada como genômica ambiental, ecogenômica ou genômica de comunidade. Enquanto a microbiologia tradicional, a genômica e o sequenciamento do genoma microbiano dependem de culturas clonais, a metagenômica usa o sequenciamento de regiões gênicas conservadas (muitas vezes o gene 16S rRNA) para possibilitar a identificação dos gêneros em uma amostra natural. Esse trabalho revelou que parte da biodiversidade microbiana é perdida quando métodos de cultivo são usados.[1] Estudos recentes utilizam o seqüenciamento Sanger ou em paralelo o pirosequenciamento para obter informações imparciais de todos os genes, de todos os organismos da comunidade amostrada.[2] Devido à capacidade de revelar a diversidade de vida microscópica anteriormente oculta, a metagenômica oferece uma poderosa lente para enxergar o potencial que o mundo microbiano oferece.[3] [4]

Referências

  1. Hugenholz, P; Goebel, B.M.; Pace, N.R. (1998). "Impact of Culture-Independent Studies on the Emerging Phylogenetic View of Bacterial Diversity". Journal of Bacteriology 180 (18): 4765–74 pp.. PMID 9733676.
  2. Eisen, J.A. (2007). "Environmental Shotgun Sequencing: Its Potential and Challenges for Studying the Hidden World of Microbes". PLoS Biology 5 (3): e82 pp.. DOI:10.1371/journal.pbio.0050082. PMID 17355177.
  3. In: Marco, D. Metagenomics: Theory, Methods and Applications. [S.l.]: Caister Academic Press, 2010. ISBN 978-1-904455-54-7
  4. In: Marco, D. Metagenomics: Current Innovations and Future Trends. [S.l.]: Caister Academic Press, 2011. ISBN 978-1-904455-87-5