Metar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal A Wikipédia possui o
Portal da Aviação

METAR (METeorological Aerodrome Report - Informe meteorológico regular de aeródromo), é um informe codificado, associado às observações meteorológicas à superfície, e utilizado para fornecer informações sobre condições do tempo em um aeródromo específico.

É a codificação de uma observação meteorológica regular para a aviação. Na maioria dos aeródromos tem sua confecção de hora em hora, nas horas cheias. Porém podem ser confeccionados informes com outra frequencia, caso o clima esteja instável e seja necessária uma atualização mais frequente.

No Brasil, adota-se a regulamentação do DECEA [1] para interpretar forma correta de codificação do METAR.

Exemplo[editar | editar código-fonte]

METAR SBCG 171200Z 12008KT 2000 +TSRA SCT010 FEW020CB OVC100 26/24 Q1012

CB (cumulonimbus)

Explicação:

  • METAR SBCG - Metar do aeródromo de Campo Grande, especificado pelo indicador de localidade da OACI (SBCG)
  • 171200Z - do dia 17 do mês corrente confeccionado às 1200 UTC seguido da letra Z (horário Zulu)
  • 12008KT - com ventos de 120° com 8 nós de velocidade (12008KT)
  • 2000 +TSRA - com visibilidade horizontal predominante de 2.000 metros devido a trovoadas com chuvas fortes (+TSRA),
  • SCT010 FEW020CB OVC100 - com nuvens esparsas a 1.000 pés (SCT010), poucas nuvens CB a 2.000 pés (FEW020CB) e céu encoberto a 10.000 pés (OVC100)
  • 26/24 Q1012 - temperatura do ar 26° Celsius e temperatura do ponto de orvalho de 24° Celsius com pressão QNH de 1.012 hectoPascal (hPa)

METAR SBCT 031200Z 16005G15KT CAVOK M01/05 Q1021

Explicação:

  • METAR SBCT - Metar do aeroporto Afonso Pena, especificado pela sigla OACI (SBCT)
  • 031200Z - do dia 03 do mês corrente confeccionado às 1200 UTC seguido da letra Z
  • 16005G10KT - com ventos de direcção 160° com 5 nós de velocidade e rajadas (Gust) de 15 nós.
  • CAVOK - Sigla para Ceiling and Visibility OK que implica:
    • visibilidade for de 10000 m ou mais;
    • nenhuma nebulosidade abaixo de 1500m (5000 pés) e sem Cumulonimbus;
    • nenhum fenómeno de tempo significativo (Chuva, Trovoadas, Neblina,...);
  • M01/05 - Temperatura do ar -1 °C e ponto de orvalho de +5 °C
  • Q1021 - Pressão do ar de 1021 hectoPascal (hPa)
  • = - Significa o final do relatório METAR

Como decodificar[editar | editar código-fonte]

mensagem aeródromo data/hora vento visibilidade tempo presente nuvens temperatura/PO pressão info supl.
METAR SBGR 171700 06006KT 9999 DZ FEW020 19/14 Q1021 RETS
mensagem
METAR ou SPECI - os codigos possuem a mesma formatação, diferenciando no confeccionamento: o METAR é a cada hora inteira (8:00, 9:00,...) e o SPECI é confeccionado entre um METAR e outro, no caso de haver uma mudança mais brusca se, por exemplo, começar a chover (chuva moderada ou forte).
aeródromo
Código OACI do aeródromo. No Brasil todos códigos começados por SB produzem METAR. Em Portugal os códigos começam por LP. Exemplos: SBGR = São Paulo/Guarulhos, LPPT = Lisboa/Portela. Veja aeroportos e seus códigos em Anexo:Lista de aeroportos por país.
data/hora
Os primeiros dois dígitos são o dia em que o METAR foi confeccionado, os dois seguintes são a hora e os dois ultimos os minutos, que apenas no SPECI não será 00.
vento
Os três primeiros dígitos são a direção do vento em graus, em que 360 é norte, 090 leste, 180 sul e 270 oeste. Os dois dígitos seguintes são a velocidade do vento em nós seguido de KT que é a unidade nó (knot).
  • Vento calmo (sem vento) será codificado por 00000KT.
  • Rajadas de vento será codificado aqui com a letra G seguido da velocidade das rajadas, que devem sempre exceder a velocidade média em pelo menos 10KT, sendo a primeira de pelo menos 03KT. Exemplo: 15012G25KT.
  • Vento com direção variável será codificado com VRB no lugar da direção, ex: VRB14KT, ou com a direção média antes da velocidade e as direções extremas depois, ex: 15015KT 110V190.
visibilidade
Quantos metros se enxerga a frente. Quando for maior que 10.000 metros será codificada como 9999.
TCU (towering cumulus)
tempo presente
DZ = chuvisco, RA = chuva, TS = trovoada GR = granizo, SH = pancada, HZ = névoa seca, BR = névoa umida e FG = nevoeiro (visibilidade abaixo dos 1000 metros). Quando a precipitação for leve terá um - antes do indicador (ex: -RA = chuva fraca), quando forte terá um + e quando sem sinal será moderada.
nuvens
NSC = Sem nuvens significativas, FEW = Poucas Nuvens, SCT = Nuvens Esparsas, BKN = Nublado, OVC = Céu Encoberto. Os três dígitos após os indicadores se referem a altitude em hectopés (x100pés), por exemplo, FEW020 = poucas nuvens a 2000 pés. Os indicadores CB e TCU se referem à um tipo específico de nuvem que pode trazer riscos à aviação, O TCU (towering cumulus) é uma grande nuvem com potencial de se tornar um CB (cumulonimbus), que é a nuvem de tempestade. Como existem três níveis de nuvens pode haver três indicadores de nuvens em um METAR ou até um quarto indicando um TCU ou CB.
temperatura/ponto de orvalho
Temperatura do ar e temperatura do ponto de orvalho, que é a temperatura em que, se mantido a pressão e a umidade absoluta, a umidade do ar irá se condensar. Note que sempre que houver névoa úmida ou nevoeiro a temperatura será igual ao ponto de orvalho.
pressão
Pressão do ar em hectopascais (x100pascal). Essa informação utilizada principalmente para calibrar o altímetro das aeronaves.
informações sublementares
  • Precipitação ou trovoadas ocorridas recentemente é codificado com RE seguido do indicador de tempo. ex: RERA = chuva recente, RETS = trovoada recente.
  • Tesoura de vento indicado por WS (windshear) seguido da pista em que esse ocorre, Exemplo: WS R09 = tesoura de vento na pista (runway) 09. Tesoura de vento é uma diferença brusca na velocidade do vento entre o nível do solo e 500 metros de altura que torna arriscado os pousos e decolagens.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

climatempo - Tutorial sobre metar
METAR - Como interpretar