Metilxantina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Maio de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Metilxantinas são pseudoalcalóides com alto poder estimulador do sistema nervoso central, encontradas principalmente no café, chá e cacau.[1]

Os três tipos mais comuns de metilxantinas
Cafeína: R1 = R2 = R3 = CH3
Teobromina: R1 = H, R2 = R3 = CH3
Teofilina: R1 = R2 = CH3, R3 = H

Ação antagonistas dos receptores de Adenosina, e inibindo a enzima adenil-ciclase; e na inibição da enzima fosfodiesterase. Tanto um quanto outro mecanismos aumentam os níveis de AMPcíclico. O AMPc levará a ações como:

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Bioquímica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.