Minarete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O minarete da mesquita de Kairouan

Minarete (do turco minare,1 por sua vez do árabe منارة ou مئذنة, transl. manāra, "farol") é a torre de uma mesquita, local do qual o almuadem anuncia as cinco chamadas diárias à oração. Os minaretes, que também recebem o nome de almádena, são normalmente bastante altos se comparados às estruturas que o circundam.

O objetivo do minarete é fazer com que a voz do muaddin, a pessoa que faz o chamado à oração (adhan) possa ser ouvida a grandes distâncias. Foi introduzido em 673.2

A Mesquita de Hassan II, em Casablanca, Marrocos, possui um minarete de 210 metros, sendo o mais alto do mundo, visível dia e noite a quilômetros de distância.

História[editar | editar código-fonte]

O minarete, que significa torre fina com balcões, foi o último aspecto importante introduzido na construção das mesquitas. Em 673, Omíada, governador do Egito, demoliu a mesquita de Amr em Fustad, porque ela não conseguia mais comportar a quantidade de fiéis, e reconstruiu-a com um novo design, no qual quatro minaretes foram introduzidos, inspirados nas torres das igrejas da Síria, conforme o desejo do Califa Muawiya.2

Citação[editar | editar código-fonte]

Cquote1.svg E a verdade é que não sei se tinha ou não toda a razão para dizer o que dizia, já que a vida depois se encarregara de dispor aquilo mesmo que foi a mão de Deus que colocou no caminho, diziam os almuadens do alto da almádena, na estupenda lição de todas as coisas, e saber-se ainda que os erros cometidos a todo o instante se podem corrigir. Cquote2.svg
José Saramago. História do Cerco de Lisboa

.

Oposição[editar | editar código-fonte]

Na medida em que representam um marco simbólico da presença muçulmana, os minaretes por vezes despertaram oposição religiosa e política em países tradicionalmente não-islâmicos; em 2007 políticos de direita suíços do Partido Popular anunciaram o lançamento de uma iniciativa visando a acrescentar uma cláusula à Constituição Federal da Suíça proibindo a construção de minaretes (porém não das mesquitas em si).3 Em outubro de 2009 existiam apenas quatro minaretes no país, em Zurique, Genebra, Winterthur e Wangen bei Olten.4 Em novembro do mesmo ano foi realizado um referendo, no qual 57% dos votantes declararam-se a favor da proibição dos minaretes no país.5

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "minaret." Online Etymology Dictionary. Douglas Harper, Historiador. 21 de março de 2009.
  2. a b Wasim Orfali, Introductory Article about Mosques Architectural Development and Acoustics [em linha]
  3. Adam Beaumont. "Rightwingers want nationwide vote on minarets", Swissinfo, 3 de maio de 2007.
  4. http://www.swissinfo.ch/fre/recherche/Result.html?siteSect=882&ty=st&sid=11337198
  5. Swiss ban mosque minarets in surprise vote. Alexander G. Higgins, Associated Press (Yahoo News). 29 de novembro de 2009.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Minarete