Muhammad al-Badr

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Muhammad al-Badr
Rei do Iêmen
Imam Badr.jpg
Governo
Reinado 18 de setembro de 1962
27 de setembro de 1962
Antecessor Ahmad bin Yahya
Sucessor Título abolido
Casa Real Rassids
Vida
Nascimento 15 de fevereiro de 1926
Sanaa, Império Otomano
Morte 6 de agosto de 1996 (70 anos)
Londres, Reino Unido
Pai Ahmad bin Yahya

S.M. Muhammad Al-Badr (15 de fevereiro de 1926 - 6 de agosto de 1996) (em árabe: المنصور محمد البدر بن أحمد) foi o terceiro e último rei do Iêmen (Iêmen do Norte) e líder das regiões monárquicas durante a Guerra Civil do Iêmen do Norte (1962-1970). Seu nome completo era Al-Mansur Bi'llah Muhammad Al-Badr bin Al-Nasir-li-dinu'llah Ahmad, Imame e Comandante dos Fiéis e Rei do Reino do Iêmen.

Após a morte de seu pai, Ahmad bin Yahya, em 19 de setembro de 1962, tornou-se Rei do Iêmen, Imã Mutawakkilite e Emir dos Crentes. Entretanto, uma semana depois de subir ao poder, um grupo com membros comprometidos com os Oficiais Livres deu um golpe de Estado e declarou a República Árabe do Iêmen. O rei fugiu para as montanhas do norte do país e depois organizou a oposição monarquista à república com o apoio da Arábia Saudita; enquanto que os revolucionários foram apoiados pelo Egito, que forneceu tropas e suprimentos. [1]

Somente quando o exército egípcio, após a Guerra dos Seis Dias de 1962, retirou-se do Iêmen e os monarquistas fracassaram na tentativa de conquistar a capital Sanaa, que Muhamad al-Badr deixou o Iêmen.[2]

O Imame permaneceu no exílio até sua morte, ocorrida em um hospital de Londres em 1996; sendo enterrado em uma área muçulmana do Cemitério de Brookwood.

Muhammad al-Badr
Nascimento: 15 de Fevereiro de 1926 Morte: 6 de Agosto de 1996
Precedido por
Ahmad bin Yahya
Rei do Iêmen
18 - 27 de setembro de 1962
Sucedido por
monarquia abolida
Precedido por
Perda do título
República declarada
Pretendente a trono
27 de setembro de 1962 - 6 de agosto de 1996
Sucedido por
Ageel bin Muhammad al-Badr

Referências