Museu de Capodimonte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vista parcial do Reggia di Capodimonte.

O Museu de Capodimonte (Museo di Capodimonte) é um museu de Nápoles instalado num antigo palácio da Casa de Bourbon. Antigamente era a residência de verão dos reis do Reino das Duas Sicílias e hoje abriga uma galeria e um museu de arte.

História[editar | editar código-fonte]

Foi construído a pedido de Carlos VII, rei de Nápoles e da Sicília (mais tarde Carlos III de Espanha) e projetado por Giovanni Antonio Medrano, que foi o arquiteto da Ópera de Nápoles e do Teatro di San Carlo. O objetivo era abrigar a fabulosa coleção de arte da Família Farnese (com obras de arte romanas), que ele tinha herdado da mãe, Elisabetta Farnese, última descendente da família ducal de Parma.

O primeiro e segundo andares abrigam a Galleria Nazionale, com pinturas dos séculos XIII até XVIII, incluindo obras de Simone Martini, Rafael, Ticiano, Caravaggio, El Greco, José de Ribera e Luca Giordano, entre outros. Os aposentos reais são decorados com móveis e porcelana antiga. A fábrica de porcelana de Capodimonte era localizada adjacente ao palácio e foi criada pelo Rei Carlos.

As obras principais[editar | editar código-fonte]

Entre as principais obras expostas no Museu de Capodimonte encontram-se:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]