Nicolas Baudin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nicolas Baudin

Nicolas-Thomas Baudin (Ilha de Ré, 17 de Fevereiro de 1754Maurícia, 16 de Setembro de 1803) foi um explorador francês.

Baudin nasceu na Ilha de Ré. Aos quinze anos ingressou na marinha mercante e aos vinte na Companhia Francesa das Índias Orientais. Alistado na marinha francesa, serviu no Caribe durante a Guerra da Independência dos Estados Unidos.

Ao terminar a guerra, capitaneou diversos barcos que transportavam botânicos austríacos para o Oceano Índico e Pacífico. Nessa época, Baudin aprendeu botânica e a forma para manter animais e plantas com vida a bordo dos navios.

Em 1792, a França declarou guerra a Áustria e Baudin tentou, sem êxito, realistar-se na marinha francesa. Regressou a França e, 1795, visitando Antoine de Jussieu no Museu de História Natural para sugerir-lhe uma viagem botânica ao Caribe. A viagem foi um êxito e Baudin regressou a França com uma excelente colecção de plantas, aves e insectos.

Em outubro de 1800 foi eleito para liderar uma expedição (a expedição Baudin) que devia cartografar a costa da Austrália. Dispunha de dois barcos, Le Géographe e Le Naturaliste e estava acompanhado de nove naturalistas e botânicos, entre eles Jean Baptiste Leschenault de la Tour.

Chegaram à Austrália em maio de 1801 e em abril de 1802 encontraram-se com Matthew Flinders, que também estava cartografando a costa, em Encounter Bay. Baudin deteve-se na colónia britânica de Sydney para recolher víveres. Adquiriu um novo navio e enviou o Le Naturaliste de volta a casa com todas as espécies recolhidas. Dirigiu-se para a Tasmânia para continuar para Timor.

De regresso a casa, Baudin ficou na Maurícia, ilha onde morreu por causa de uma tuberculose.

Ver também[editar | editar código-fonte]