Maurícia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
République de Maurice
Republic of Mauritius

República da MauríciaPE /
de MaurícioPB
Bandeira da Maurícia
Brasão de armas da Maurícia
Bandeira Brasão de armas
Lema: Stella Clavisque Maris Indici (Latim: "Estrela e chave do Oceano Índico")
Hino nacional: Motherland (Terra Mãe)
Gentílico: mauriciano (a)

Localização da/do MauríciaPE / MaurícioPB

Localização da Ilha Maurícia
Capital Port Louis
20°10′S 57°31′E
Cidade mais populosa Port Louis
Governo República parlamentarista
 - Presidente Kailash Purryag
 - Primeiro-ministro Anerood Jugnauth
Independência do Reino Unido 
 - Declarada 12 de março de 1968 
 - República 12 de março de 1992 
Área  
 - Total 2040 km² (179.º)
 - Água (%) 0,05
População  
 - Estimativa de 2007 1 264 866 hab. (151.º)
 - Densidade 616 hab./km² (18.º)
PIB (base PPC) Estimativa de 2006
 - Total US$ 16,0 bilhões (119.º)
 - Per capita US$ 13 703 (51.º)
IDH (2013) 0,771 (63.º) – elevado[1]
Moeda Rúpia da Maurícia (MUR)
Fuso horário Tempo da Maurícia (UTC+4)
 - Verão (DST) (UTC+5)
Org. internacionais CPLP
Flag of La Francophonie.svg Francofonia
União Africana
Comunidade das Nações
Cód. Internet .mu
Cód. telef. +230

Mapa da/do MauríciaPE / MaurícioPB

1 Inglês é a única língua citada na Constituição. Porém, a extensa maioria da população é fluente apenas em Língua crioula e o francês é compreendido até mesmo nas áreas rurais.
Ouça o artigo (info)
Este áudio foi criado a partir da revisão datada de 14 de março de 2013 e pode não refletir mudanças posteriores ao artigo (ajuda com áudio).

Mais artigos audíveis

Maurícia (português europeu) ou Maurício (português brasileiro), oficialmente República da Maurícia (português europeu) ou do Maurício (português brasileiro), é um país insular do oceano Índico, constituído pelas ilhas Mascarenhas orientais: ilha Maurícia, ilha Rodrigues e por dois arquipélagos mais a norte: as ilhas Cargados Carajos e Agalega. A Maurícia disputa ainda com Madagascar e a França a ilha de Tromelin.

Está localizada a cerca de 800 km a leste da ilha de Madagascar e os seus vizinhos mais próximos são o departamento francês de Reunião, a oeste, e as Seychelles, a norte. A capital é Port Louis. Forma juntamente com a Líbia e com o Seychelles, o grupo de países do continente africano com Índice de Desenvolvimento Humano considerado alto.[2]

A independência da Maurícia foi proclamada em 1968. Port Louis, um aglomerado urbano cuja população ultrapassa 140 mil pessoas, é a capital e porto mais importante.

História[editar | editar código-fonte]

A ilha foi descoberta pelos portugueses, em 1505. Foi primeiro colonizada pelos holandeses, em 1638, e nomeada em honra ao príncipe Maurício de Nassau. Os franceses controlaram a ilha durante o século XVIII e a renomearam para Îlle de France. A ilha foi tomada pelos britânicos em 1814, que restauraram seu nome anterior.

A independência aconteceu em 1968, mas a Maurícia manteve como chefe de Estado o monarca do Reino Unido e apenas se tornou uma república em 1992, sendo membro da Commonwealth. A ilha tem um governo democrático estável com eleições livres e regulares, e direitos humanos positivos. Consequentemente, atraiu grande investimento estrangeiro, ganhando assim a maior renda per capita da África.

Em 1992, o governo reivindica à Corte Internacional de Justiça, em Haia, Holanda, a posse do Arquipélago de Chagos, incluindo o atol Diego Garcia, parte do Território Britânico do Oceano Índico.

Em 1995, uma coalizão de esquerda obtém maioria no parlamento e elege primeiro-ministro Navinchandra Ramgoolam, do Partido Trabalhista de Maurício (MLP), com a promessa de maior distribuição da riqueza gerada pela prosperidade no turismo e nas finanças.

Em novembro de 2000, a aliança oposicionista, formada pelos Movimento Socialista Mauriciano (MSM) e Movimento Militante Mauriciano (MMM), conquista 54 das 62 cadeiras no Parlamento. Sir Anerood Jugnauth (MSM) é nomeado primeiro-ministro.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A popularidade dos pratos franceses como o daube, civet de lièvre ou coq au vin servidos com vinho, mostram a prevalência da culinária francesa na Maurícia na atualidade. Com o passar dos anos, algumas receitas foram adaptadas com a adição de ingredientes mais exóticos nativos da ilha, o que confere, em muitos casos, um sabor único.

Durante o século XIX, após a abolição da escravatura, trabalhadores indianos migraram para a ilha trazendo consigo sua culinária. No final do mesmo século, veio uma outra onda de imigração, desta vez da China, especialmente Chineses da região sudoeste da China, o que também influenciou a culinária local.

Ao longo dos anos, cada comunidade adaptou e misturou elementos uma das outras ao seu gosto, resultando na culinária atual.

A produção de rum é comum na ilha. [carece de fontes?] A cana de açúcar foi inicialmente introduzida no ano de 1638 pela colonização holandesa.

Música[editar | editar código-fonte]

Sega, o ritmo tradicional de Maurício.

A sega, normalmente cantada em crioulo, é uma criação local e um importante produto turístico.

Literatura[editar | editar código-fonte]

Enquanto Kreol Marisyen (Crioulo da Maurícia) é a língua mais falada na Maurícia, a maior parte da literatura é escrita em francês, embora muitos autores escrevam em inglês, bhojpuri e marisyen, assim como em outras língua como Abhimanyu Unnuth e hindi. O mais renomado escritor local, Dev Virahsawmy escreve exclusivamente em marisyen.

Entre os autores importantes destaca-se Malcolm de Chazal, Ananda Devi, Raymond Chasle, Loys Masson, Marcel Cabon e Edouard Maunick.[carece de fontes?] Lindsey Collen has been able to carve out a meeting of imaginaries in the unique social setup of this multi-faceted country. Outros jovens escritores como Shenaz Patel, Amal Sewtohul, Natacha Appanah, Alain Gordon-Gentil and Carl de Souza exploram questões étnicas, superstição e política em seus romances.

Esportes[editar | editar código-fonte]

Devido à carência de patrocínio, as equipes esportivas nacionais não obtêm muito sucesso em competições internacionais. Contudo, recentemente, a união de Rugby têm crescido rapidamente em popularidade. O futebol também é muito popular. As seleções nacionais estão em posições muito modestas nos rankings internacionais de seus respectivos esportes.[carece de fontes?]

Nos jogos olímpicos de Beijing 2008, a Maurícia ganhou sua primeira medalha olímpica. Bruno Julie ganhou a medalha de bronze na categoria peso galo do boxe.

No entanto, a Maurícia é competitiva a nível regional, especialmente em competições realizadas entre os países do Índico. A Maurícia coleciona alguns ouros, pratas e bronzes nos Jogos das Ilhas do Oceano Índico (JIOI). A segunda e a quinta edição foram realizadas na ilha em 1985 e 2003, respectivamente.

Línguas[editar | editar código-fonte]

O inglês é uma das línguas oficiais e é particularmente cultivado pela população de origem indiana. As outras línguas oficiais são o francês e o português. A língua de comunicação habitual é o marisyen, uma língua crioula construída com base no francês. Muitos dos imigrantes indianos e chineses ainda falam as suas línguas de origem.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Maurícia


Flag-map of Mauritius.png Maurícia
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Turismo • Portal • Imagens