Culinária da China

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde agosto de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Veja abaixo, diferentes conteúdos relacionados à "culinária"
Este artigo é parte da
temática Culinária
Técnicas de preparação dos alimentos

Utensílios
Técnicas
Pesos e medidas

Ingredientes e tipos de comida

Especiarias e ervas
Molhos - Sopas
Queijo - Massas
Outros alimentos
Sobremesas

Culinárias

Regionais:
Africana - Asiática
Baiana - Caribenha
Maranhense - Mineira
Mediterrânica - Paraense

Nacionais:
Brasileira - Chinesa
Espanhola - Estadunidense
Francesa - Israelense
Italiana - Japonesa
Libanesa - Mexicana
Norueguesa - Polonesa
Portuguesa - Russa
Sino-indiana - Sino-canadense
Sino-americana

De outras regiões...
Chefs famosos

Veja também

Cozinhas - Refeições
Cozinha medieval
Wikilivros: Livro de receitas

Rolinhos primavera: um dos pratos típicos chineses mais famosos no mundo. Costuma ser servido com molho agridoce.
O pato também é um prato tradicional chinês. Na foto, um prato de pato servido em um restaurante da cidade de Pequim.

A culinária da China é a culinária provida da China. É uma culinária difundida no mundo todo atualmente.

A culinária da China[editar | editar código-fonte]

Xangai é um grande centro comercial desde há muitos séculos e há muito tempo já atrai pessoas de várias partes do mundo e do próprio país. É uma região privilegiada devido à grande quantidade de lagos, rios, além de ser banhado pelo Mar da China. Esses fatores e o clima ameno propiciaram ótimas condições para o plantio, a pesca e a criação de animais. A cozinha local é caracterizada pelos seus sabores adocicados, massas e suas técnicas exclusivas, como cozinhar vermelho. Essa técnica consiste em cozinhar carnes em molho de soja, deixando-as com um tom avermelhado.

Os pratos de peixe e crustáceos de distintos sabores são habituais na cozinha do leste chinês, que caracteriza-se pelo seu sabor doce. Utilizam, sobretudo, peixe e marisco, destacando-se a sopa condimentada com alho poró. Os pratos mais conhecidos são as ovas de caranguejos com barbatanas de tubarão, ovas de sépia, holoturias (gênero de pepinos-do-mar) ao alho poró e, quanto às carnes, o frango com molho de Dezhou. Destacam-se, também, o pato com oito tesouros e as tiras de enguia. São muito saborosos os sanduíches, que se dividem em aproximadamente trezentos tipos. Como exemplo, pode ser citada a bola ovo de pomba.

Grande parte das plantações de arroz da República Popular da China localiza-se nessa região e abastece uma boa parte do país. Existem outros produtos característicos do leste, como o molho de soja produzido em Fujian, o vinho de arroz produzido em Xaoxingue e o vinagre de Chequião.

Já foi carambola uma das culinárias mais famosas. Ela é muito aberta: baseada na culinária local, ela combinou e absorveu vantagens de diversas culinárias, incluindo culinárias vegetais e europeias. A culinária de Xangai é leve e delicada.

Alguns pratos famosos[editar | editar código-fonte]

  • Caranguejo cozido no vapor o segredo do prato é o caranguejo, que é uma especialidade do Rio Azul;
  • Song Shu Gui Yu - peixe na forma de esquilo. O peixe é frito, servido no molho da cor de ouro. A pele do peixe é crocante e a carne é fina. Tem sabor doce e azedo. A forma do peixe parece um esquilo, daí o nome do prato;
  • Qing Tang Yu Wan - sopa de bolinhos de peixe. A sopa é clara, os bolinhos são brancos, delicados e lisos. A sopa é feita com toucinho defumado, cogumelos, brotos de bambu e ervilhas;
  • Chun Juan - rolinho da primavera. É uma comida comum na República Popular da China e, no sul, é mais famosa. A comida é frita, feita com legumes da primavera enrolados numa capa de farinha de trigo. Tradicionalmente, serve-se a comida na primavera. Hoje em dia, em todas as estações é servido, com molho agridoce;
  • Yang Zhou Chao Fan - arroz frito à maneira de Yang Zhou. É arroz frito junto com toucinho defumado, ovo, camarão e legumes da estação.
  • Bolinho de arroz recheado - há 2 200 anos, quando invasores chegaram à China e o pai do poeta Qu Yuan suicidou-se, Qu Yuan se jogou no rio. Para que o dragão não o ferisse, o povo fez bolinhos de arroz e jogou no rio. Por isso, todo mês de maio, os chineses fazem esta comida em memória de Qu.
  • Tofu recheado - Zhu Yuanzhang, o fundador da dinastia Ming (uma das mais estáveis e autocráticas dinastias chinesas), passou fome quando jovem. Bateu à porta de uma senhora para pedir comida. A senhora serviu-lhe sobras de tofu, recheou com carne e acrescentou verduras cozidas. O prato saboroso ficou na memória do jovem. Ao tornar-se imperador, ordenou que a iguaria constasse do cardápio real.
  • Camarão-trovão - é um camarão com molho de tomate pouco apimentado. Quando jogado em cima do biscoito de arroz para ser servido, reproduz o som de trovão e chuva. É o único prato que canta. Na Segunda Guerra Mundial, a primeira-dama da China, Shong Meilin, fez um banquete para os aliados. Serviu este prato e o general estadunidense gostou muito. Ao perguntar o nome, Shong Meilin respondeu: Bomba de Tóquio.
  • Camarão à moda de Xangai - é um camarão cinza (de oito a dez centímetros) sem casca, temperado com sal, pimenta-do-reino e amido de milho. Depois de frito e escorrido, é refogado rapidamente em fogo alto, com saquê chinês e cebolinha verde.

Os cinco elementos e os cinco sabores na culinária da China[editar | editar código-fonte]

Além do conceito do yin e yang, existe o conceito dos cinco elementos. Os chineses acreditam que estejamos cercados por cinco campos de energia: fogo, madeira, terra, metal e água. Na culinária, esses elementos são representados pelos cinco sabores:

  • Amargo - Fogo
  • Azedo - Madeira
  • Picante - Metal
  • Doce - Terra
  • Salgado - Água

A medicina chinesa diz que, para tratar corretamente um paciente, você deve saber o estado dos cinco elementos no corpo daquela pessoa. A deficiência ou o excesso de um dos elementos pode levar a doenças. Se um indivíduo desenvolver, de repente, um desejo por comidas azedas, isso pode indicar problemas no fígado. Obviamente, o diagnóstico é muito mais complexo e profundo do que isso.

Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.