Commonwealth

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Commonwealth of Nations
Bandeira
Commonwealth of Nations.svg

Os membros da Commonwealth
Fundação 18 de novembro de 1926 (87 anos)
Tipo Organização internacional
Sede Marlborough House, Londres, Reino Unido
Membros
Línguas oficiais Inglês
Chefe Isabel II do Reino Unido
Sítio oficial thecommonwealth.org

A Commonwealth of Nations (em português: Comunidade de Nações), normalmente referida como Commonwealth e anteriormente conhecida como a Commonwealth britânica, é uma organização intergovernamental composta por 53 países membros independentes. Todos as nações membros da organização, com exceção de Moçambique (antiga colônia do Império Português) e Ruanda, faziam parte do Império Britânico, do qual se desenvolveram.

Os Estados-membros cooperam num quadro de valores e objetivos comuns, conforme descrito na Declaração de Cingapura. Estes incluem a promoção da democracia, direitos humanos, boa governança, Estado de Direito, liberdade individual, igualitarismo, livre comércio, multilateralismo e a paz mundial.[1] A Commonwealth não é uma união política, mas uma organização intergovernamental através da qual os países com diversas origens sociais, políticas e econômicas são considerados como iguais em status.

As atividades da Commonwealth são realizadas através do permanente Secretariado da Commonwealth, chefiado pelo Secretário-Geral, e por reuniões bienais entre os Chefes de Governo da Commonwealth. O símbolo da sua associação livre é o chefe da Commonwealth, que é uma posição cerimonial atualmente ocupada pela rainha Isabel II. Isabel II é também a monarca, separada e independentemente, de dezesseis membros da Commonwealth, que são conhecidos como os "reinos da Commonwealth".

A Commonwealth é um fórum para uma série de organizações não-governamentais, conhecidas coletivamente como a "família da Commonwealth", que são promovidas através da intergovernamental Fundação Commonwealth. Os Jogos da Commonwealth, a atividade mais visível da organização, são um produto de uma dessas entidades. Estas organizações fortalecem a cultura compartilhada da Commonwealth, que se estende através do esporte comum, patrimônio literário e práticas políticas e jurídicas. Devido a isso, os países da Commonwealth não são considerados "estrangeiros" uns aos outros. Refletindo esta missão, missões diplomáticas entre os países da Commonwealth são designadas como Altas Comissões, em vez de embaixadas.

História[editar | editar código-fonte]

Origens[editar | editar código-fonte]

Os primeiros-ministros de cinco membros da Commonwealth de 1944 em uma Conferência da Commonwealth.

Em 1884, ao visitar a Austrália, Lord Rosebery descreveu que o Império Britânico estava mudando, depois que algumas de suas colônias se tornaram mais independentes.[2] As conferências dos britânicos e de suas colônias ocorriam periodicamente, desde a primeiro em 1887, levando à criação das conferências imperiais em 1911.[3] A proposta concreta foi apresentada por Jan Christian Smuts em 1917 quando ele cunhou o termo "Commonwealth britânica das Nações", e previu o "futuro das relações constitucionais e reajustes no Império Britânico".[4] Smuts argumentou com sucesso que o império deve ser representado na Conferência de Versalhes por delegados das colônias, assim como a Grã-Bretanha.[5] [6] Na Declaração de Balfour na Conferência Imperial de 1926, a Grã-Bretanha e seus domínios concordaram que eles eram "iguais em status, em que ninguém os subordinava em qualquer aspecto de seus assuntos internos ou externos, embora unidos pela fidelidade comum à Coroa, e livremente associados como membros da Comunidade Britânica de Nações". Estes aspectos da relação foram finalmente formalizada pelo Estatuto de Westminster em 1931. O estatuto foi aplicado ao Canadá sem a necessidade de ratificação, entretanto, a Austrália, Nova Zelândia, e Terra Nova tinham que ratificar o estatuto para que ela tivesse efeito. A atual província canadense de Newfoundland nunca retificou o estatuto, e em 16 de fevereiro de 1934, com o consentimento do seu parlamento, o governo de Newfoundland voluntariamente deixou a organização. Newfoundland, então, mais tarde tornou-se a décima província do Canadá, em 1949.[7] Austrália retificou o Estatuto em 1942 e Nova Zelândia ratificou o Estatuto em 1947.[8] [9]

O nome original era "Comunidade Britânica" (do inglês: British Commonwealth) até 1946. Esta fórmula foi inventada em 1950, quando a Índia tornou-se uma república, e, embora não reconhecendo Jorge VI como chefe de estado, a Índia reconhecia-o como o símbolo da associação livre de nações.

Ela tem historicamente por objetivo promover a integração entre as ex-colônias do Reino Unido, concedendo benefícios e facilidades comerciais, mas agora os seus objetivos incluem a assistência educacional aos seus países-membros e a harmonização das suas políticas. Atualmente os países da Comunidade representam cerca de 30% de todo o comércio mundial.

Independência dos demais membros[editar | editar código-fonte]

A rainhaIsabel II, atual chefe da Commonwealth.

Após a Segunda Guerra Mundial, o Império Britânico acabando em apenas 14 territórios britânicos, ainda como líder o Reino Unido. Em abril de 1949, após a Declaração de Londres, a palavra "britânico" foi retirado do título da Commonwealth.[10] Birmânia (também conhecida como Mianmar, 1948),[11] e Aden (1967)[12] são os únicos estados que foram colônias britânicas na época da guerra e não aderiram à Commonwealth após a guerra da independência. Entre os primeiros protetorados britânicos a se tornarem independentes são o Egito (independente em 1922),[13] Iraque (1932),[14] a Transjordânia (1946),[15] a Palestina (parte da qual tornou-se o estado de Israel em 1948),[16] Sudão (1956),[17] Somalilândia Britânica (que se tornou parte da Somália em 1960),[18] Kuwait (1961),[19] Bahrein (1971),[20] Omã (1971),[21] Qatar (1971),[22] e os Emirados Árabes Unidos (1971).[23]

Chefe da Commonwealth[editar | editar código-fonte]

Seguindo forma da Declaração de Londres, a rainha Isabel II é a chefe da Commonwealth, um título que está atualmente individualmente compartilhada com os reinos da Commonwealth.[24] No entanto, quando a monarca morrer, o sucessor à coroa não se torna automaticamente Chefe da Commonwealth.[25] A posição é simbólica: representando a livre associação de membros independentes[24] Dezesseis membros da Commonwealth, conhecido como Reinos da Comunidade de Nações, reconhecem a rainha como chefe de Estado. A maioria dos membros, 33 são repúblicas, e outros cinco têm monarcas de diferentes casas reais.

Membros[editar | editar código-fonte]

A maioria dos membros da Commonwealth são antigas colônias do Reino Unido, com duas notáveis exceções, Moçambique e Ruanda. Moçambique foi colónia do Império Português e se tornou membro em 1995, graças ao apoio dos seus vizinhos, que foram colônias britânicas. Em 2009 foi a vez do Ruanda, antiga colônia belga, se tornar membro. Nem todas as ex-colônias do Reino Unido estão na comunidade. O Zimbabwe saiu da Commonwealth em 2004, e Gâmbia saiu completamente em 2013.

Outros países, como a Austrália e Canadá, continuam reconhecendo o monarca britânico como chefe de Estado, representado por um governador-geral e usam a palavra Commonwealth como título do seu estado. Tais países, os reinos da Comunidade de Nações, são Antígua e Barbuda, Austrália, Bahamas, Barbados, Belize, Canadá, Granada, Jamaica, Nova Zelândia, Papua-Nova Guiné, São Cristóvão e Névis, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, Ilhas Salomão e Tuvalu.

País-membro[26] Entrada Capital População Área (km²)
África do Sul4 1931
1994
Pretória
Bloemfontein
Cidade do Cabo
&&&&&&&050586757.&&&&&050 586 757[27] &&&&&&&&01221037.&&&&&01 221 037
 Antígua e Barbuda 1981 Saint John's &&&&&&&&&&086754.&&&&&086 754[28] &&&&&&&&&&&&0442.&&&&&0442
 Austrália 1939 Camberra &&&&&&&022804420.&&&&&022 804 420[29] &&&&&&&&07741220.&&&&&07 741 220
 Bahamas 1973 Nassau &&&&&&&&&0353658.&&&&&0353 658[30] &&&&&&&&&&013878.&&&&&013 878
 Bangladesh 1972[31] Dhaka &&&&&&0142319000.&&&&&0142 319 000[32] &&&&&&&&&0143998.&&&&&0143 998
 Barbados 1966 Bridgetown &&&&&&&&&0284589.&&&&&0284 589[33] &&&&&&&&&&&&0430.&&&&&0430
 Belize 1981 Belmopan &&&&&&&&&0333200.&&&&&0333 200[34] &&&&&&&&&&022966.&&&&&022 966
Botswana 1966 Gaborone &&&&&&&&02029307.&&&&&02 029 307[35] &&&&&&&&&0581730.&&&&&0581 730
 Brunei 1984 Bandar Seri Begauã &&&&&&&&&0401890.&&&&&0401 890[36] &&&&&&&&&&&05765.&&&&&05 765
Camarões 1995 Iaundé
Douala
&&&&&&&019100000.&&&&&019 100 000[37] &&&&&&&&&0475442.&&&&&0475 442
 Canadá 1931[38] Ottawa &&&&&&&031612897.&&&&&031 612 897[39] &&&&&&&&09970610.&&&&&09 970 610
 Chipre 1961 Nicósia &&&&&&&&&0804435.&&&&&0804 435[40] &&&&&&&&&&&09251.&&&&&09 251
Dominica 1978[41] Roseau &&&&&&&&&&079000.&&&&&079 000[42] &&&&&&&&&&&&0751.&&&&&0751
Gana 1957 Acra &&&&&&&024233431.&&&&&024 233 431[43] &&&&&&&&&0238533.&&&&&0238 533
Granada 1974[44] Saint George's &&&&&&&&&0110000.&&&&&0110 000[45] &&&&&&&&&&&&0344.&&&&&0344
Guiana 1966 Georgetown &&&&&&&&&0752940.&&&&&0752 940[46] &&&&&&&&&0214969.&&&&&0214 969
 Índia 1947[47] Nova Délhi &&&&&01210193422.&&&&&01 210 193 422[48] &&&&&&&&03166414.&&&&&03 166 414
 Jamaica 1962[49] Kingston &&&&&&&&02847232.&&&&&02 847 232[50] &&&&&&&&&&010991.&&&&&010 991
 Quênia 1963[51] Nairóbi &&&&&&&041070934.&&&&&041 070 934[52] &&&&&&&&&0580367.&&&&&0580 367
 Kiribati 1979[53] Tarawa &&&&&&&&&0103500.&&&&&0103 500[54] &&&&&&&&&&&&0726.&&&&&0726
Lesoto 1966[55] Maseru &&&&&&&&02067000.&&&&&02 067 000[56] &&&&&&&&&&030355.&&&&&030 355
Malawi 1964[57] Lilongué &&&&&&&014901000.&&&&&014 901 000[58] &&&&&&&&&0118484.&&&&&0118 484
 Malásia 1957[59] Kuala Lumpur &&&&&&&028334135.&&&&&028 334 135.[60] &&&&&&&&&0329847.&&&&&0329 847
Maldivas 1982[61] Malé &&&&&&&&&0394399.&&&&&0394 399[62] &&&&&&&&&&&&0298.&&&&&0298
 Malta 1964[63] Valeta &&&&&&&&&0417608.&&&&&0417 608[64] &&&&&&&&&&&&0316.&&&&&0316
Maurícia 1968[65] Port Louis &&&&&&&&01286340.&&&&&01 286 340[66] &&&&&&&&&&&02040.&&&&&02 040
 Moçambique 1995[67] Maputo &&&&&&&022894000.&&&&&022 894 000[68] &&&&&&&&&0801590.&&&&&0801 590
Namíbia 1990[69] Windhoek &&&&&&&&02108665.&&&&&02 108 665[70] &&&&&&&&&0824292.&&&&&0824 292
Nauru1 1968[71] Yaren &&&&&&&&&&&09322.&&&&&09 322[72] &&&&&&&&&&&&&021.&&&&&021
 Nova Zelândia 1947[73] Wellington &&&&&&&&04414400.&&&&&04 414 400[74] &&&&&&&&&0270534.&&&&&0270 534
Nigéria2 1960
1999[75]
Abuja &&&&&&0167000000.&&&&&0167 000 000[76] &&&&&&&&&0923768.&&&&&0923 768
Paquistão3 1947
1989
2004
2008[77]
Islamabad &&&&&&0177100000.&&&&&0177 100 000[78] &&&&&&&&&0880254.&&&&&0880 254
Papua-Nova Guiné 1975[79] Port Moresby &&&&&&&&06187591.&&&&&06 187 591[80] &&&&&&&&&0462840.&&&&&0462 840
 Reino Unido 1931[81] Londres &&&&&&&062262000.&&&&&062 262 000[82] &&&&&&&&&0244820.&&&&&0244 820
Ruanda 2009[83] Kigali &&&&&&&011370425.&&&&&011 370 425[84] &&&&&&&&&&026338.&&&&&026 338
 São Cristóvão e Nevis 1983[85] Basseterre &&&&&&&&&&051300.&&&&&051 300[86] &&&&&&&&&&&&0261.&&&&&0261
Santa Lúcia 1979[87] Castries &&&&&&&&&0161557.&&&&&0161 557[88] &&&&&&&&&&&&0539.&&&&&0539
São Vicente e Granadinas 1979 Kingstown &&&&&&&&&0125000.&&&&&0125 000[89] &&&&&&&&&&&&0388.&&&&&0388
Samoa 1970[90] Apia &&&&&&&&&0179000.&&&&&0179 000[91] &&&&&&&&&&&02831.&&&&&02 831
Seychelles 1976[92] Victoria &&&&&&&&&&084000.&&&&&084 000[93] &&&&&&&&&&&&0455.&&&&&0455
Serra Leoa 1961[94] [95] Freetown &&&&&&&&06300000.&&&&&06 300 000[96] &&&&&&&&&&071740.&&&&&071 740
 Singapura 1965[97] Singapura &&&&&&&&05183700.&&&&&05 183 700[98] &&&&&&&&&&&&0683.&&&&&0683
Ilhas Salomão 1978 Honiara &&&&&&&&&0523000.&&&&&0523 000[99] &&&&&&&&&&028896.&&&&&028 896
Sri Lanka 1948[100] Sri Jayawardhanapura Kotte
Colombo
&&&&&&&020238000.&&&&&020 238 000[101] &&&&&&&&&&065610.&&&&&065 610
Suazilândia 1968[102] Mbabane &&&&&&&&01185000.&&&&&01 185 000[103] &&&&&&&&&&017364.&&&&&017 364
Tanzânia 1961[104] Dodoma &&&&&&&043188000.&&&&&043 188 000[105] &&&&&&&&&0945087.&&&&&0945 087
Tonga 1970[106] Nuku'alofa &&&&&&&&&0105916.&&&&&0105 916[107] &&&&&&&&&&&&0747.&&&&&0747
Trinidad e Tobago 1962 Porto Espanha &&&&&&&&01227505.&&&&&01 227 505[108] &&&&&&&&&&&05130.&&&&&05 130
 Tuvalu 1978[109] Funafuti &&&&&&&&&&010544.&&&&&010 544[110] &&&&&&&&&&&&&026.&&&&&026
Uganda 1962[111] [112] Campala &&&&&&&032369558.&&&&&032 369 558[113] &&&&&&&&&0241038.&&&&&0241 038
 Vanuatu 1980[114] [115] Port Vila &&&&&&&&&0224564.&&&&&0224 564[116] &&&&&&&&&&012189.&&&&&012 189
 Zâmbia 1964 Lusaca &&&&&&&012935000.&&&&&012 935 000[117] &&&&&&&&&0752618.&&&&&0752 618
Total align="center" align="right"| &&&&&01921974000.&&&&&01 921 974 000 &&&&&&&031462574.&&&&&031 462 574


*- Fiji saiu em 1987, reentrou em 1997, foi suspenso em 2000, readmitido em 2001, suspenso dos Conselhos da Comunidade em 2006 e suspenso completamente em 1 de setembro de 2009.
1- Estatuto especial de 1968 a 1999, e de novo desde 2006.
2- Suspenso entre 1995 e 1999.
3- Saiu em 1972, reentrou em 1989, suspenso de 1999 a 2004 e novamente em 2007, suspensão retirada em Maio de 2008.
4- Saiu em 1961, reentrou em 1994.

Outras definições[editar | editar código-fonte]

  • Commonwealth é também um termo usado para designar uma organização voluntária de países independentes e soberanos que têm por objetivo promover a colaboração entre seus membros.
  • Os territórios de Porto Rico e Marianas Setentrionais têm Commonwealth nas suas designações oficiais, representando o seu estatuto como um "estados livremente associados" com os Estados Unidos da América.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Singapore Declaration of Commonwealth Principles 1971. thecommonwealth.org. Commonwealth Secretariat (22 de janeiro de 1971). Página visitada em 29 de julho de 2011.
  2. History – Though the modern Commonwealth is just 60 years old, the idea took root in the 19th century. thecommonwealth.org. Commonwealth Secretariat. Página visitada em 29 July 2011.
  3. Mole, Stuart. (September 2004). "Seminars for statesmen': the evolution of the Commonwealth summit". The Round Table 93 (376): 533–546. DOI:10.1080/0035853042000289128.
  4. F. S. Crafford, Jan Smuts: A Biography (2005) p. 121
  5. F. S. Crafford, Jan Smuts: A Biography (2005) p. 142
  6. The Irish Oath of Allegiance, agreed in 1921, included the Irish Free State's "adherence to and membership of the group of nations forming the British Commonwealth of Nations".
  7. Webb, Jeff A. (January 2003). The Commission of Government, 1934-1949. heritage.nf.ca. Newfoundland and Labrador Heritage Website. Página visitada em 29 July 2011.
  8. Statute of Westminster Adoption Act 1942 (Cth). foundingdocs.gov.au (Documenting a Democracy). Museum of Australian Democracy at Old Parliament House. Página visitada em 29 July 2011.
  9. New Zealand Sovereignty: 1857, 1907, 1947, or 1987?. parliament.nz. Parliament of New Zealand (August 2007). Página visitada em 29 July 2011.
  10. Celebrating thecommonwealth@60. thecommonwealth.org. Commonwealth Secretariat (26 April 2009). Página visitada em 29 July 2011.
  11. Smith, Martin. Burma -Insurgency and the Politics of Ethnicity. London and New Jersey: Zed Books, 1991. 42–43 p.
  12. H. J. Liebensy. Administration and Legal Development in Arabia. Middle East Journal 9. 1955. p. 385.
  13. Egypt. CIA- The World Factbook. Página visitada em 2 February 2011. "Partially independent from the UK in 1922, Egypt acquired full sovereignty with the overthrow of the British-backed monarchy in 1952."
  14. Ghareeb, Edmund A.; Dougherty, Beth K. Historical Dictionary of Iraq. Lanham, Maryland and Oxford: The Scarecrow Press, Ltd., 2004. Pp. lvii.
  15. See Foreign relations of the United States diplomatic papers, 1941. The British Commonwealth; the Near East and Africa Volume III (1941), pages 809-810; and Statement of General de Gaulle of 29 November 1941, concerning the Mandate for Syria and Lebanon, Marjorie M. Whiteman, Digest of International Law, vol. 1 (Washington, DC: U. S. Government Printing Office, 1963) 680-681
  16. Full transcript of Abbas speech at UN General Assembly
  17. Brief Histoy of the Sudan. Sudan Embassy in London
  18. Somali Independence Week
  19. Kuwait (06/07). State.gov (4 May 2010). Página visitada em 28 June 2010.
  20. Gazetteer of the Persian Gulf, Oman, and Central Arabia, John Gordon Lorimer, Volume 1 Historical, Part 1, p1000, 1905
  21. Dott. Beatrice Nicolin (25). International trade networks: The Omani Enclave of Gwadar. – Conference on German and International Research on Oman, Bonn 1998: abstracts. Conference on German and International Research on Oman. Página visitada em 27 July 2010.
  22. Toth, Anthony. "Qatar: Historical Background." A Country Study: Qatar (Helen Chapin Metz, editor). Library of Congress Federal Research Division (January 1993). This article incorporates text from this source, which is in the public domain.
  23. UK in the UAE. Ukinuae.fco.gov.uk (2008-05-01). Página visitada em 2009-07-15.
  24. a b Patterson, Percival (24 October 2007). Report of the Committee on Commonwealth Membership. Commonwealth Secretariat. Página visitada em 29 June 2008.
  25. Head of the Commonwealth. Commonwealth Secretariat. Página visitada em 29 June 2008.
  26. Member States. Commonwealth Secretariat. Página visitada em 27 de Setembro de 2010.
  27. Mid-year population estimates 2011. Statistics South Africa (2011). Página visitada em 30 July 2011.
  28. Antigua and Barbuda. International Monetary Fund. Página visitada em 2011-04-12.
  29. Population clock. Australian Bureau of Statistics website. Commonwealth of Australia. Página visitada em 6 January 2012. The population estimate shown is automatically calculated daily at 00:00 UTC and is based on data obtained from the population clock on the date shown in the citation.
  30. https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/bf.html
  31. Central Intelligence Agency (2011). Bangladesh. The World Factbook. Central Intelligence Agency. Página visitada em 2011-10-05.
  32. Census 2011. (PDF) . Retrieved on 2011-11-16.
  33. Barbados: People. World Factbook of CIA
  34. Belize. The World Factbook. Central Intelligence Agency. Página visitada em 9 September 2008.
  35. Central Intelligence Agency (2009). Botswana. The World Factbook. Página visitada em 3 February 2010.
  36. (2011) "Brunei". CIA World Factbook.
  37. CIA World Factbook: Cameroon. Cia.gov. Retrieved on 2011-09-24.
  38. Bélanger, Claude (2001). The Statute of Westminster. Marianopolis College. Página visitada em 2010-04-10.
  39. Population and dwelling counts, for Canada, provinces and territories, 2006 and 2001 censuses – 100% data. Statistics Canada (2010-01-06). Página visitada em 2011-09-04.
  40. Total population as of 1 January. Eurostat. Página visitada em 14 December 2011.
  41. "Background note: Dominica". U.S. Department of State (July 2008). Predefinição:PD-notice
  42. Holahan, David (January 18, 2009). Rugged Dominica worth the ruined sneakers. Boston Globe.
  43. (2010) "2010 Provisional Census Results Out". Ghana Government.
  44. From old representative system to modified crown colony and the elections of 1925.
  45. https://www.cia.gov/ Grenada factbook
  46. The World Factbook: Guyana. CIA. Página visitada em 2009-10-18.
  47. Chandra 1989, p. 26
  48. Provisional Population Totals – Census 2011. Office of the Registrar General and Census Commissioner; Ministry of Home Affairs, Government of India. 29 March 2011
  49. Jamaica History. Página visitada em 2008-05-11.
  50. The CIA World Factbook – Jamaica. Retrieved 2007-06-27.
  51. Keith Kyle, The Politics of the Independence of Kenya (1999)
  52. Kenya he World Factbook
  53. Reilly Ridgell. "Pacific Nations and Territories: The Islands of Micronesia, Melanesia, and Polynesia". 3rd Edition. Honolulu: Bess Press, 1995. p. 95
  54. Dekker, Rodney (9 December 2011). Island neighbours at the mercy of rising tides. Australian Broadcasting Corporation. Página visitada em 9 Dec. 2011.
  55. Karen Tranberg Hansen, Mariken Vaa. Reconsidering Informality: Perspectives from Urban Africa. [S.l.]: Nordic African Institute, 2004. p. 180. ISBN 9171065180
  56. Department of Economic and Social Affairs Population Division. (2009). "World Population Prospects, Table A.1" (PDF). United Nations.
  57. Henry M. Chipembere - Authobigraphy, 1986
  58. UN estimate for year 2010
  59. Philippines' Claim To Sabah. epilipinas. Página visitada em 21 June 2010.
  60. Malaysia. CIA. Página visitada em 26 October 2010.
  61. Clarence Maloney. People of the Maldive Islands. Orient Longman
  62. CIA Factbook.
  63. Bierman, John; & Colin Smith. The Battle of Alamein: Turning Point, World War II. [S.l.]: Viking, 2002. p. 36. ISBN 978-0670030408
  64. [1]National Statistics Office, Malta, 2011
  65. 12 March 1968 – Mauritius Achieves Independence Within the Commonwealth
  66. Ministry of Finance & Economic Development. (2011). "Population and Vital Statistics - Republic of Mauritius, January - June 2011". Government of Mauritius.
  67. History of Mozambique
  68. Department of Economic and Social Affairs Population Division. (2009). "World Population Prospects, Table A.1" (PDF). United Nations.
  69. Chronology of Namibian Independence
  70. Central Intelligence Agency (2009). Namibia. The World Factbook. Página visitada em 23 January 2010.
  71. Nauru seeks to regain lost fortunes Nick Squires, 15 March 2008, BBC News Online. Retrieved 16 March 2008.
  72. Central Intelligence Agency (2011). Nauru. The World Factbook. Página visitada em 12 February 2011.
  73. Michael Bassett. Tomorrow Comes the Song A Life of Peter Fraser. [S.l.]: Penguin Books, 2001.
  74. QuickStats About New Zealand's Population and Dwellings: Population counts. 2006 Census. Statistics New Zealand. Página visitada em 14 April 2011.
  75. INDEPENDENT NIGERIA
  76. Nigeria's population hits 167 million.at Voice of Nigeria, 2 December 2011
  77. Pakistan independence of Commonwealth
  78. Population (In Millions) By Province, 2011. Ministry of Population Welfare, Government of Pakistan. Página visitada em 28 December 2011.
  79. General Assembly resolution 3368 (XXX) of 10 October 1975
  80. Central Intelligence Agency (2011). Papua New Guinea. The World Factbook. Central Intelligence Agency. Página visitada em 2011-10-05.
  81. Larres, Klaus. A companion to Europe since 1945. Chichester: Wiley-Blackwell, 2009. p. 118. ISBN 9781405106122 Página visitada em 5 July 2011.
  82. Population change. Office for National Statistics (30 June 2011).
  83. KRON, John (28 de novembro de 2009). Ruanda une-se à Comunidade Britânica (em inglês). NYTimes.com. Página visitada em 29 de novembro de 2009.
  84. Central Intelligence Agency (CIA) (IV) (2011). Rank Order – Population. The World Factbook. Retrieved 2011-06-13.
  85. Bertrand Van Ruymbeke. Memory and Identity, The Huguenots in France and the Atlantic Diaspora. [S.l.]: University of South Carolina Press, 2003-02-28.
  86. Ben Cahoon (2000). Saint Kitts and Nevis. WorldStatesmen. Página visitada em 17 July 2010.
  87. Saint Lucia. worldstatesmen (2007). Página visitada em 2008-04-01.
  88. Saint Lucia CIA
  89. ST. VINCENT AND THE GRENADINES
  90. New Zealand Ministry for Culture and Heritage (19 July 2010). Towards independence - NZ in Samoa. nzhistory.net.nz. Página visitada em 29 April 2011.
  91. Department of Economic and Social Affairs Population Division. (2009). "World Population Prospects, Table A.1" (PDF). United Nations.
  92. History of Seychelles. seychelles.com (2009). Página visitada em 9 September 2010.
  93. Department of Economic and Social Affairs Population Division. (2009). "World Population Prospects, Table A.1" (.PDF). United Nations.
  94. Pham, John-Peter. Child soldiers, adult interests: the global dimensions of the Sierra Leonean tragedy. [S.l.]: Nova Publishers, 2005. 32–33 p. ISBN 9781594546716
  95. McKenna, Amy. The History of Western Africa. [S.l.]: he Rosen Publishing Group, 2011. 202–203 p. ISBN 9781615303991
  96. Empowering individuals in Sierra leone
  97. Leitch Lepoer, Barbara (1989). Singapore as Part of Malaysia. Library of Congress Country Studies. Government Printing Office. Página visitada em 29 January 2011.
  98. (2011) "Key Demograhpics Indicators 1970-2011". Statistics Singapore.
  99. Department of Economic and Social Affairs Population Division. (2009). "World Population Prospects, Table A.1" (PDF). United Nations.
  100. Welcome to Sri Lanka
  101. Estimated mid year population by sex and district - 2010 (PDF). Department of Census and Statistics - Sri Lanka. Página visitada em 21 August 2011.
  102. Bonner, Philip (1983). Kings, Commoners and Concessionaires: The Evolution and Dissolution of the Nineteenth-Century Swazi State. Cambridge: Cambridge U. Press. See esp. pp. 60, 85-88.
  103. Department of Economic and Social Affairs Population Division. (2009). "World Population Prospects, Table A.1" (PDF). United Nations.
  104. Work by WD Ogilvie: (a)1999 interview of David Hines; (b) London Daily Telegraph obituary of David Hines 8 April 2000.
  105. Tanzania in Figures 2010
  106. Tonga. Brasil Escola. Página visitada em 29 de outubro de 2010.
  107. População de Tonga de acordo com a CIA (julho de 2011)
  108. População de acordo com a CIA (julho de 2011)
  109. Background Note: Tuvalu. Predefinição:PD-notice
  110. The World Factbook (CIA). Página visitada em 1 September 2011.
  111. History of Parliament (Website of the Parliament of Uganda)
  112. Buganda Kingdom: The Uganda Crisis, 1966. Buganda.com. Página visitada em 2010-05-03.
  113. Central Intelligence Agency (2009). Uganda. The World Factbook. Página visitada em January 23, 2010.
  114. Shears, Richard. The coconut war: the crisis on Espiritu Santo. North Ryde, N.S.W. : Cassell Australia, 1980.: [s.n.], 1980. 1–210 p. 1414896 ISBN 0726978663
  115. "Independence", Vanuatu.travel – Vanuatu Islands, 2009-09-17. Página visitada em 2009-09-17.
  116. (2009) "2009 Census Household Listing Counts" (PDF). Vanuatu National Statistics Office.[ligação inativa]
  117. Department of Economic and Social Affairs Population Division. (2009). "World Population Prospects, Table A.1" (PDF). United Nations.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]