Bangladesh

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
গণ প্রজাতন্ত্রী বাংলাদেশ
(Gôṇ Prôjātôntrī Bāṁlādeš)

República Popular do Bangladesh
Bandeira do Bangladesh
Brasão de armas do Bangladesh
Bandeira Brasão de armas
Lema: nenhum
Hino nacional: "Amar Shonar Bangla"
("Meu Bangladesh Dourado")
Gentílico: bangladeshiano(a),
bangladechiano(a), bangladexense, bengali[1]

Localização  República Popular do Bangladesh

Capital Daca
23° 44' N 90° 41' O
Cidade mais populosa Daca
Língua oficial Bengali
Governo Estado unitário
Democracia parlamentar
 - Presidente Abdul Hamid
 - Primeira-ministra Sheikh Hasina
 - Presidente da Assembleia Nacional Shawkat Ali (interino)
 - Presidente do Supremo Tribunal Md. Muzammel Hossain
Independência do Paquistão 
 - Data 26 de março de 1971 
Área  
 - Total 143 998 km² (92.º)
 - Água (%) 7,0
 Fronteira Índia (E, N e W) e Myanmar (SW)
População  
 - Estimativa de 2008 154 037 902 hab. (7.º)
 - Densidade 1 002 hab./km² (7.º)
PIB (base PPC) Estimativa de 2007
 - Total US$ : 209,2 bilhões (48.º)
 - Per capita US$ : 1 300 (153.º)
IDH (2013) 0,558 (142.º) – médio[2]
Gini (2000) 33,4[3]
Moeda Taka (BDI)
Fuso horário (UTC+6)
 - Verão (DST) não observado (UTC+6)
Clima Tropical e subtropical úmido
Org. internacionais ONU, OCI, SAARC, Comunidade das Nações
Cód. ISO BGD
Cód. Internet .bd
Cód. telef. +880
Website governamental http://www.bangladesh.gov.bd/

Mapa  República Popular do Bangladesh

O Bangladesh (etimologicamente, A Nação Bengali; também conhecido pela forma portuguesa Bangladeche[4] [5] ou Bangladexe[6] [7] ) é um país asiático rodeado quase por inteiro pela Índia, excepto a sudeste, onde tem uma pequena fronteira terrestre com Myanmar, e a sul, onde tem litoral no Golfo de Bengala. O país está listado entre as economias "Próximos Onze". A capital é Daca.

Bangladesh conquistou sua independência do Paquistão em 1971, depois da guerra civil de nove meses entre o Paquistão Ocidental e o Paquistão Oriental.[8] De 1947 a 1971, a região que hoje é Bangladesh foi o Paquistão Oriental.[8] Mais da metade da população do Paquistão morava lá.[9]

O nordeste da Índia tem fronteiras com Bangladesh em três lados.[10] Muitos dos aspectos físicos e culturais de Bangladesh são partilhados com Bengala Ocidental, um estado da Índia vizinho a Bangladesh.[11] [12] Na verdade, Bangladesh e Bengala Ocidental formam uma região da Ásia conhecida como Bengala.[13] Bangladesh é, às vezes, chamado de Bengala Oriental.[9] O nome Bangladesh significa "nação de Bengala".[14]

Bangladesh é o oitavo país do mundo em número de habitantes, com cerca de 150 milhões de habitantes em 2012.[15] [16] O rápido crescimento populacional do país trouxe um sério problema de superpopulação.[17] Bangladesh é um pouco maior do que o estado brasileiro do Amapá, mas o número de habitantes é, aproximadamente, 220 vezes maior.[9] Os habitantes de Bangladesh são chamados bengaleses ou bengalis.[18] [19]

Há muito tempo a região é caracterizada por uma grande pobreza.[20] A maioria dos habitantes é composta de agricultores pobres, que se esforçam para tirar seu sustento de pequenos lotes de terra.[21] Muitos dos trabalhadores das cidades ganham apenas alguns centavos por dia.[22] Cerca de 52,1% da população com mais de 15 anos não sabem ler nem escrever.[23] Cerca de 85% dos habitantes são muçulmanos, sendo a quase totalidade dos restantes compostas de hindus.[23]

A percentagem da população urbana de Bangladesh é inferior à da maioria das nações do sul da Ásia[24] Somente cerca de 18% da população vivem nas cidades.[24] Apesar disso, Daca, a capital a maior cidade do país, é considerada uma das maiores cidades do mundo (em termos de população), tendo mais de sete milhões de habitantes[25] residindo dentro de seus limites e mais de cinco milhões nas cidades e povoados periféricos[26] .

Existe vida vegetal em abundância no clima quente e úmido de Bangladesh. A maior parte do país é composta por planícies baixas, fertilizadas pelas enchentes dos rios e cursos d'água que as cruzam. Os rios, durante a época das cheias, depositam solo fértil ao longo de suas margens. Mas muitas dessas enchentes também causam grande destruição nos vilarejos rurais.[27]

A região atualmente conhecida por Bangladesh foi governada, em diversos períodos da sua história, por hindus, muçulmanos e budistas. Tornou-se parte do Império Britânico, quando o Reino Unido, em 1858, assumiu o controle da Índia. Os sangrentos conflitos entre hindus e muçulmanos provocaram a divisão da Índia em duas nações — isso em 1947, quando a Índia se tornou independente. O Paquistão — formado pelo Paquistão Ocidental e Paquistão Oriental — foi criado a partir das regiões nordeste e noroeste da Índia. A maioria da população nas duas áreas é composta de muçulmanos.[28]

Muitas diferenças, tanto culturais como econômicas, dividiam os habitantes do Paquistão ocidental e oriental.[9] Em 1971, essas diferenças resultaram numa guerra civil e no estabelecimento do Paquistão oriental como uma nação independente — Bangladesh.[28]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Bangla, Bangala, Bengala, deriva do bengali Bongo, reino do banga ou vanga, povo primitivo que habitou aquela região. A literatura sânscrita antiga faz referências a esse reino, embora ele não tenha tomado parte ativa na lendária guerra descrita no Mahabharata. Bangla desh é "Bengala livre", usualmente Bangladesh.[29] [30] [31]

História[editar | editar código-fonte]

Existem evidências de ocupação da grande região de Bengala em mosteiros budistas de antes de 700 a.C.. Bengala adotou o islão no século XIII e prosperou como parte do Império Mongol durante o século XVI. Os navegadores europeus descobriram a região no final do século XV, mas só no final do século XVIII a Companhia Britânica das Índias Orientais dominou a região.

Com a independência da Índia, parte de Bengala constituiu parte do Paquistão, com o nome de Bengala Oriental ou Bengala do Leste (também chamada de Paquistão do Leste ou Paquistão Oriental), e parte ficou com a Índia, vindo a formar a unidade administrativa (estado) de Bengala Ocidental (ou Bengala do Oeste). Depois de uma guerra de libertação contra as forças do Paquistão do Oeste (ou Paquistão Ocidental), em 1971, o Bangladesh finalmente se torna independente.

Política[editar | editar código-fonte]

O Jatiyo Sangshad Bhaban, sede do parlamento de Bangladesh.

O Bangladesh tem um regime parlamentar, unicameral. A Assembleia Nacional é o órgão legislativo e os mandatos dos 345 deputados são renovados em cada 5 anos.

O presidente do Bangladesh é eleito pela Assembleia Nacional para mandatos de 5 anos com poderes limitados, exceto durante as negociações para um novo governo.

O primeiro-ministro é nomeado pelo presidente de entre os membros da maioria parlamentar.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

O Bangladesh está dividido em 6 divisões (bengali: bibhag) e estas em 64 distritos (zila).

As divisões foram batizadas com o nome de suas respectivas capitais:

Símbolos nacionais[editar | editar código-fonte]

A bandeira nacional do Bangladesh foi adoptada oficialmente a 17 de janeiro de 1972. A bandeira lembra a do Japão, trocando o fundo branco por um fundo verde. O disco vermelho representa o sol que nasce sobre Bengala e também simboliza o sangue dos que tombaram pela independência do Bangladesh. O fundo verde representa a exuberante terra do país.

O brasão de armas do Bangladesh foi adotado pouco tempo depois da sua independência em 1971. Na parte central do escudo aparece representada uma flor de nymphea situada sobre várias ondas que simbolizam a água e rodeada por duas espigas de arroz. Sobre a nymphea aparecem quatro estrelas de cinco pontas colocadas ao lado do broto de uma flor.

"Amar Sonar Bangla" é o hino nacional do Bangladesh. Foi escrito e composto pelo poeta Rabindranath Tagore, e foi adoptado em 1972.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O Bangladesh é um país com poucas elevações acima do nível do mar, com grandes rios em todo seu território situado ao sul da Ásia. Sua costa é uma imensa selva pantanosa de 710km de comprimento, limitando ao norte do Golfo de Bengala. Formada por uma grande planície formada pelo delta dos rios Ganges, Bramaputra e Meghna e seus afluentes, as terras de aluvião do Bangladesh são muito férteis, uma vez que são vulneráveis à inundações e à seca.

As únicas montanhas fora da planície são os trechos de colinas de Chittagong, onde situa-se o ponto culminante do país (Keokradong, com 1 230 m de altura), no sudeste, e a divisão de Sylhet, no nordeste. Próximo ao trópico de Câncer, Bangladesh tem um clima subtropical de monções, caracterizado pela temporada de intensas chuvas anuais, temperaturas moderadamente calorosas e uma grande umidade.

Os desastres naturais como inundações, ciclones tropicais, tornados e marés em rios são normais no Bangladesh todos os anos. O país é afetado por grandes ciclones a uma média de 16 por década. Em maio de 1991, um ciclone arrasou a costa sudeste, matando 136 000 pessoas.

Economia[editar | editar código-fonte]

Centro financeiro de Dhaka.

Na economia do Bangladesh, o desenvolvimento da agricultura é dificultada pela elevada fragmentação da propriedade fundiária e pelas chuvas irregulares. A produção alimentar, sobretudo de cereais, é destinada ao consumo interno; A principal cultivação industrial é a do arroz, nas áreas de Mymensingh, Rangpur, Comilla e Daca. A criação de bois é abundante, mas destinado prevalentemente ao trabalho no campo. Uma parte realmente grande da população (a sétima maior do mundo) sofre de subnutrição crónica.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Pirâmide populacional do Bangladesh.

Bangladesh é um dos países de maior densidade demográfica no mundo, com aproximadamente 926 pessoas por km². O país já esteve em primeiro lugar nessa estatística, mas perdeu o posto para Mónaco.[carece de fontes?]


Cultura[editar | editar código-fonte]

A cultura do Bangladesh conta com diversas formas artísticas e culturais.

A história da cultura do Bangladesh data de há mais de 2500 anos. A terra, os rios e as vidas do povo bangla formam uma rica herança com marcantes diferenças em relação a países e regiões vizinhos.

Cultura composta, assimilou influências do Hinduísmo, Jainismo, Budismo e Islão. Manifesta-se de forma variada, na música, dança, teatro e literatura; na arte e artesanato; no folclore e lendas; nas línguas, filosofia e religião, festivais e celebrações, e na tradição culinária.

Feriados
Data Nome em português Nome local Observações
28 de Julho (em 2014) Festa do Sacrificio

Eid ul-Fitr[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Portal da Língua Portuguesa, Dicionário de Gentílicos e Topónimos do Bangladesh
  2. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD): Human Development Report 2014 (em inglês) (24 de julho de 2014). Página visitada em 3 de agosto de 2014.
  3. CIA World Factbook, Lista de Países por Coeficiente de Gini (em inglês)
  4. - 5000500.htm Código de Redacção Interinstitucional da União Europeia
  5. Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Porto Editora (disponível na Infopédia)
  6. Grafia recomendada pelo Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
  7. Resolução do Parlamento Europeu sobre o Bangladexe
  8. a b Discovery Bangladesh. History of Bangladesh. Discovery Bangladesh. 2012-03-26. URL:http://www.discoverybangladesh.com/history.html. Accessed: 2012-03-26. (Archived by WebCite® at http://www.webcitation.org/66SYHqn3Q)
  9. a b c d "Bangladesh". (em português) Enciclopédia Delta Universal volume 2. (c1982). Rio de Janeiro: Delta. p. 1135. 
  10. Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos. Bangladesh Land boundaries. CIA World Factbook. 2012-03-26. URL:http://www.indexmundi.com/bangladesh/land_boundaries.html. Accessed: 2012-03-26. (Archived by WebCite® at http://www.webcitation.org/66SZ9tFWf)
  11. Bangladesh.com. Discover the Diverse Culture of Bangladesh. Bangladesh.com. 2012-03-26. URL:http://www.bangladesh.com/culture/. Accessed: 2012-03-26. (Archived by WebCite® at http://www.webcitation.org/66SaMGP1d)
  12. Indianetzone. Culture of West Bengal. Indianetzone. 2012-03-26. URL:http://www.indianetzone.com/5/culture_west_bengal.htm. Accessed: 2012-03-26. (Archived by WebCite® at http://www.webcitation.org/66Saftu94)
  13. José Luiz (2012). Verbete "Bengala" (em português) Dicionário inFormal. Página visitada em 28 de março de 2012.
  14. Online Etymology Dictionary (2012). Verbete "Bangladesh" (em inglês) Online Etymology Dictionary. Página visitada em 28 de março de 2012.
  15. Governo dos Estados Unidos (julho de 2012). Country comparison: population (em inglês) Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos. Página visitada em 28 de março de 2012.
  16. http://www.imf.org/external/pubs/ft/weo/2012/02/weodata/weorept.aspx?sy=2010&ey=2011&scsm=1&ssd=1&sort=country&ds=.&br=1&c=513&s=NGDP_R%2CNGDP_RPCH%2CNGDP%2CNGDPD%2CNGDP_D%2CNGDPRPC%2CNGDPPC%2CNGDPDPC%2CPPPGDP%2CPPPPC%2CPPPSH%2CPPPEX%2CNID_NGDP%2CNGSD_NGDP%2CPCPI%2CPCPIPCH%2CPCPIE%2CPCPIEPCH%2CTM_RPCH%2CTMG_RPCH%2CTX_RPCH%2CTXG_RPCH%2CTXGO%2CTMGO%2CLP%2CGGR%2CGGR_NGDP%2CGGX%2CGGX_NGDP%2CGGXCNL%2CGGXCNL_NGDP%2CNGDP_FY%2CBCA%2CBCA_NGDPD&grp=0&a=&pr.x=54&pr.y=8
  17. Tour to Bangladesh (2012). Disadvantages of over population (em inglês) Tour to Bangladesh. Página visitada em 28 de março de 2012.
  18. Verbete "Bengali" do Dicionário Aulete da Língua Portuguesa
  19. Verbete "Bengalês" do Dicionário Aulete da Língua Portuguesa
  20. Banco Mundial (7 de junho de 2006). Poverty in Bangladesh (em inglês) Banco Mundial. Página visitada em 28 de março de 2012.
  21. Rural Povert Portal (2012). Rural poverty in Bangladesh (em inglês) Rural Povert Portal.
  22. Urban Poverty in Bangladesh (2012). Urban Poverty in Bangladesh (em inglês) Blog Oficial do Assunto. Página visitada em 28 de março de 2012.
  23. a b Governo dos Estados Unidos (2012). Bangladesh (em inglês) Agência Central de Inteligência. Página visitada em 28 de março de 2012.
  24. a b Governo dos Estados Unidos (2012). Field listing: Urbanization (em inglês) Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos. Página visitada em 28 de março de 2012.
  25. http://www.bbs.gov.bd/WebTestApplication/userfiles/Image/SubjectMatterDataIndex/pk_book_09.pdf
  26. http://www.bbs.gov.bd/WebTestApplication/userfiles/Image/SubjectMatterDataIndex/pk_book_09.pdf
  27. NewMedia Holdings (2012). Geography - Diverse Landscape and Natural Beauty (em português) Bangladesh.com. Página visitada em 28 de março de 2012.
  28. a b Discovery Bangladesh (2012). History of Bangladesh (em português) Discovery Bangladesh. Página visitada em 28 de março de 2012.
  29. M.A. Amitabha Bhattacharyya, Historical Geography of Ancient and Early Mediaeval Bengal, Sanskrit Pustak Bhandar, 1977, pp. 61–62.
  30. In: James Heitzman and Robert L. Worden. Bangladesh: A country study. [S.l.]: Library of Congress, 1989. OCLC 15653912 ISBN 82-90584-08-3
  31. "Bangladesh". Enciclopédia Mirador Internacional volume 3. (1993). São Paulo: Encyclopaedia Britannica do Brasil Publicações. pp.1184. 
  32. http://www.world-gazetteer.com/wg.php?x=1&men=gcis&lng=en&des=wg&geo=-3&srt=npan&col=abcdefghinoq&msz=1500&geo=-29 Maiores cidades de Bangladesh no World Gazetteer

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]