Forças de manutenção da paz das Nações Unidas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Forças de Paz das Nações Unidas Nobel prize medal.svg
UN Soldiers in Eritrea.jpeg
Soldados da Força de Paz da ONU na Eritreia.
Subordinação Conselho de Segurança da ONU
Missão Força militar
Denominação Forças de Paz
Criação Aprox. 1948
Cores Azul e branco
Sede
Sede Nova Iorque,  Estados Unidos

Forças de manutenção da paz das Nações Unidas, conhecidos como Capacetes azuis (em inglês United Nations Peacekeeping Forces) são forças militares multinacionais instituídas pela Organização das Nações Unidas com a aprovação e objetivos designados pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas para atuar em zonas de conflito armado. Seus participantes são conhecidos como boinas azuis ou capacetes azuis.

Geralmente os objetivos das missões estão relacionados ao monitoramento de cessar-fogos, supervisionamento de retirada de tropas, entre outras possibilidades.

Capacetes Azuis[editar | editar código-fonte]

Soldado norueguês da forças de paz da ONU após Cerco de Sarajevo, 1992 - 1993.

Capacetes azuis é o nome pelo qual são conhecidas as tropas multinacionais que servem nas Forças de Paz da ONU para a resolução de conflitos internacionais em países envolvidos em conturbação social.

Tais nomes são devidos ao fato de que essas tropas utilizam como cobertura (nome que se dá, militarmente, aos chapéus, bonés, boinas e capacetes) boinas e capacetes na cor azul, a mesma da bandeira da ONU.

Medalha Dag Hammarskjöld[editar | editar código-fonte]

Em 1997, ano do aniversário de 50 anos da existência de missões de paz, o Conselho de Segurança das Nações Unidas criou por meio de resolução a medalha Dag Hammarskjöld, uma comenda entregue àqueles que perderam suas vidas em missões de manutenção da paz das Nações Unidas.

A primeira medalha foi entregue pelo Secretário-Geral Kofi Annan à família do segundo a ocupar o posto de Secretário-Geral das Nações Unidas, Dag Hammarskjöld, que perdera sua vida em 1961 na queda de um avião enquanto buscava terminar o conflito no Congo.

Outras duas medalhas foram entregues na mesma ocasião, uma para a família do comandante René de Labarrière, o primeiro a morrer em uma missão de paz em 6 de julho de 1948, e outra para a família do Conde Folke Bernadotte, que foi assassinado em Jerusalém quando exercia a função de mediador para a resolução da questão palestina em 17 de setembro de 1948.

Recebimento do Nobel[editar | editar código-fonte]

A 10 de Dezembro de 1988, na cidade de Oslo, com a presença do Rei da Noruega, família real e altas autoridades internacionais, foi procedida à entrega do prêmio a Javier Pérez de Cuéllar, Secretário da ONU, em nome das Forças de Paz das Nações Unidas.

Na oportunidade, o Diretor do Comitê do Nobel proferiu a seguinte menção:

  • A entrega do Nobel da Paz às Forças de Paz das Nações Unidas.
  • A paz tem que ser protegida ativamente e esta proteção tem o seu preço.
  • Setecentos e trinta e três jovens sacrificaram suas vidas a serviços do tipo específico de preservação da paz que está sendo considerado aqui!

Brasileiros portadores do Nobel[editar | editar código-fonte]

Esta é a relação oficial dos brasileiros portadores da Medalha do Nobel da Paz da Skandinavisk Handels Kompagni da Dinamarca durante o período de Agosto de 2002 a Março de 2005.

Estes soldados são veteranos do Batalhão de Suez, que participou na UNEF I, e de outras missões de paz da ONU, realizadas entre 1948 e 1998.

Nome Recebida em
1 Sr. Fernando Vargas Neto 16 de Agosto de 2002
2 Sr. Edson Koetz 15 de Setembro de 2002
3 Sr. Percival Furquim Vaz 18 de Outubro de 2002
4 Ten. Cel R/1 Ivo de Albuquerque (veterano da UNIPOM) 23 de Novembro de 2002
5 Cel. R/1 Sylvio Christo Miscow 8 de Novembro de 2002
6 Cel. R/1 Heitor da Cunha Telles de Mendonça 15 de Novembro de 2002
7 Maj. Brig. R/1 Alberto Baltar 26 de Novembro de 2002
8 Sub tent. Antonio Ayres Carvalho da Silva 11 de Julho de 2002
10 Ten. Cel. R/1 Werther Souza Aguiar Temporal 26 de Novembro de 2002
11 Gen. Ex. R/1 Luiz Gonzaga Schroeder Lessa 9 de Janeiro de 2003
12 Cel. R/1 Ítalo Mainieri 23 de Julho de 2003
13 Sr. Christovão Colombo 12 de Setembro de 2003
14 Cel. R/1 Manoel Wagner de Araújo Freire 6 de Novembro de 2003
15 Cel. R/1 Aroldo José Machado da Veiga 6 de Novembro de 2003
16 Sr. Helcio de Mello Soares 7 de Novembro de 2003
17 Sr. José de Lima 19 de Novembro de 2003
18 Sr. Edmundo Manzini de Souza 4 de Dezembro de 2003
19 Cap. R/1 Ary da Silva Carvalho 10 de Fevereiro de 2004
20 Sr. Sergio Luiz Dias 11 de Fevereiro de 2004
21 Cap. Capelão Wilson Valle da Costa (in memoriam) 8 de Março de 2004
22 Ten. Cel. Mito Martins Ribeiro 9 de Junho de 2004
23 Cap. Fabio Rodrigues dos Santos 9 de Junho de 2004
24 Sr. Aluízio dos Santos Vasconcelos Moraes 9 de Junho de 2004
25 Sr. José Wellington Barroso 2 de Setembro de 2004
26 Sr. Emmanuel Silvério Moura 27 de Setembro de 2004
27 Cel. Ubirajara Lopes 27 de Setembro de 2004
28 Sr. Francisco de Paula Leão 25 de Outubro de 2004
29 Sr. Alberto Paulo Licciardi Jr. 17 de Dezembro de 2004
30 Cel. Roberto Jobst 14 de Janeiro de 2005
31 Sr. José Gustavo Petito 14 de Janeiro de 2005
32 Cel. Paulo Izaias de Macedo Filho 3 de Março de 2005
33 Sr. Silvio Ribeiro 8 de Março de 2005
34 Sr. Carlos Alberto Villela 19 de Agosto de 2005
35 Dr. Tarcísio Fernandes 13 de Dezembro de 2007

Ervin Elar Jimenez Vargas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Óscar Arias
Nobel da Paz
1988
Sucedido por
Tenzin Gyatso
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Forças de manutenção da paz das Nações Unidas