Tawakel Karman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.
Tawakel Karman Medalha Nobel
توكل كرمان
Tawakel Karman caminha com outros ativistas rumo a sede da ONU, em protesto ao voto da resolução do Conselho de Segurança da ONU, que concedia imunidade a Ali Abdullah Saleh.
Nascimento 7 de fevereiro de 1979 (35 anos)
Ta'izz
Nacionalidade Iémen/Iêmen
Ocupação Ativista dos direitos humanos, jornalista, política
Prémios Nobel prize medal.svg Nobel da Paz (2011)

Tawakel Karman (Ta'izz, 7 de fevereiro de 1979) é uma política e ativista dos direitos humanos iemenita.

Membro sênior da Al-Islah, lidera um grupo por ela fundado, o Mulheres Jornalistas Sem Correntes.

Foi presa devido a queixas de seu marido, que não sabia de seu paradeiro, e solta em liberdade condicional em 24 de janeiro de 2011. Participou do "dia da fúria" em 29 de janeiro. Em 17 de março de 2011 foi presa novamente.

Foi galardoada com o Prémio Nobel da Paz de 2011, conjuntamente com as liberianas Ellen Johnson-Sirleaf e Leymah Gbowee[1] [2] .

Referências

  1. publico.pt (7-10-2011). Nobel da Paz para T. Karman, E. J. Sirleaf e L. Gbowee. 7-10-2011. Página visitada em 7 de outubro de 2011.
  2. Tawakul Karman em busca da libertação no Iémen (em inglês). Jornal de Notícias. Página visitada em 5 de dezembro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedida por:
Liu Xiaobo
Nobel da Paz
2011
com Ellen Johnson-Sirleaf e Leymah Gbowee
Sucedida por:
União Europeia


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.