República Árabe Saaraui Democrática

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


الجمهورية العربية الصحراوية الديمقراطية (árabe)
(Al-Jumhūrīyya Al-`Arabīyya Aṣ-Ṣaḥrāwīyya Ad-Dīmuqrāṭīyya')
República Árabe Saharaui Democrática (castelhano)

República Árabe Sarauí Democrática
Flag of the Sahrawi Arab Democratic Republic.svg
Coat of arms of the Sahrawi Arab Democratic Republic.svg
Bandeira Brasão de Armas
Lema: حرية ديمقراطية وحدة (Árabe)
"Libertad, Democracia, Unidad" (Espanhol)
"Liberdade, Democracia, Unidade" (Português)
Hino nacional: Yā Banīy As-Saharā
¡Oh hijos del Sahara!
Filhos do Sahara

Localização  RASD

Capital El Aaiún
Bir Lehlou (administrativo)
Cidade mais populosa El Aaiún
Língua oficial não tem
línguas regionais: Árabe
Espanhol e Berbere
Governo Unipartidarismo
Semipresidencialismo
República
 - Presidente Mohamed Abdelaziz
 - Primeiro ministro Abdelkader Taleb Oumar
Independencia  
 - Espanha 14 de novembro de 1975 

Mapa  RASD

1 O Governo da República Árabe Saaráui Democrática está exilado em Tindouf, Argélia. Controla a área este do Muro Marroquino, no Saara Ocidental, a que chama Zona Livre. Bir Lehlou, a capital temporária, está dentro desta área.

A República Árabe Saaraui Democrática[Nota 1] (em árabe الجمهورية العربية الصحراوية الديمقراطية; em castelhano: República Árabe Saharaui Democrática), conhecida pela sigla RASD, é um Governo no exílio, que reivindica soberania sobre todo o território do Saara Ocidental, uma ex-colônia espanhola (à época chamada Saara Espanhol), que foi ocupada em 1975 pelo Marrocos.

Este artigo é parte da série:
Conflito do Saara Ocidental
Flags of Morocco and the SADR over Western Sahara map.png
Saara Ocidental

Antecedentes históricos
Regiões disputadas
Política
Rebeliões
Envolvimento da ONU

 v  e 

A RASD foi proclamada pela Frente Polisário em 27 de fevereiro de 1976[1] , em Bir Lehlou, no Saara Ocidental, e controla cerca de 20 a 25% do território que clama como seu. A RASD define os territórios sob seu controle como territórios libertados ou Zona Livre. O Marrocos controla e administra o resto do território e chama estas terras de Províncias do sul. O governo da RASD considera esses territórios como regiões ocupadas.

A RASD é reconhecida por 48 estados (outros 22 países que a haviam reconhecido posteriormente revogaram seus reconhecimentos, e outros 12 "congelaram relações" com a RASD), em 13 dos quais existe uma Embaixada saaraui.

É membro pleno da União Africana (da qual o Marrocos é o único país africano a não fazer parte) desde 1984, mas não é reconhecida pela ONU, que considera o Saara Ocidental um dos últimos "territórios não autônomos" do mundo - lista em que o território está incluído desde a década de 1960.

O controle do território do Saara Ocidental é atualmente disputado pelo Reino de Marrocos e pelo movimento independentista Frente Polisário.

Localização da República Árabe Saaraui Democrática

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Também Saarauí ou Saariana (ou, alternativamente - e apenas em português europeu - com um único "a": Sarauí ou Sariana); ou, ainda, na ordem República Democrática Árabe Saarauí ou mesmo República Árabe Democrática Saarauí.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.