Nota de 1 real

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Real
Brasil
Valor: 1 real
Largura: 140[1]  mm
Altura: 65[1]  mm
Cor: Verde[1]
Período de Impressão: 1994 - 2005
Fabricante: Casa da Moeda do Brasil
Site do fabricante: www.casadamoeda.com.br
Anverso
Anverso
Desenho: Efígie simbólica da República
Reverso
Reverso
Desenho: gravura de um beija-flor

A nota de um real (R$ 1,00) começou a ser produzida pela Casa da Moeda do Brasil a partir do dia 1 de julho de 1994, quando o Plano Real veio a substituir a moeda então em vigor[2] . Atualmente não está mais sendo produzida, porque foi substituída pela moeda de um real, para tornar possível pagamento com cédulas apenas valores superiores a R$ 1,00[3] .

Principais características da cédula[editar | editar código-fonte]

  • Dimensões: 140 x 65 mm.
  • Cor predominante: verde
  • Efígie Simbólica da República, interpretada sob a forma de escultura.
  • Gravura de um Beija-Flor (Amazilia lactea). O Beija-Flor é típico do continente americano e existem mais de 100 espécies de Beija-Flor no Brasil.

Estampas[editar | editar código-fonte]

A (1994-1997)[editar | editar código-fonte]

Esta primeira estampa foi emitida pela Casa da Moeda do Brasil com os mesmos elementos de segurança em todas as notas do padrão, tendo todas elas a efígie da República na marca d'água e no motivo da nota, bem como o fio de segurança em todas as cédulas.

No entanto, por conta de recorrentes falsificações que usavam cédulas de menor valor para falsificação de cédulas de valor mais alto, as cédulas desta estampa foram substituídas pelas da Estampa B a partir de 1997.

B (1997-2003)[editar | editar código-fonte]

Por conta do aumento das falsificações, foi emitida uma segunda estampa desta cédula, que traz algumas pequenas mudanças em relação as cédulas da estampa anterior, sendo que a marca d'água da nota foi substituída pela bandeira nacional, bem como a supressão do fio de segurança, bem como a impressão mais lisa do motivo do reverso da nota.

Estas cédulas foram emitidas até 2003, quando houve foram introduzidas novas mudanças nesta cédula, com a introdução da Estampa C.

C (2003-2005)[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2003, a cédula de 1 Real sofreu novas alterações: passou a ter aposta a expressão "REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL" no alto, enquanto a expressão "BANCO CENTRAL DO BRASIL" passou para a parte baixa da cédula, próxima da palavra "Real".

Além disso, o registro coincidente do brasão estilizado da República do Brasil passou a ser semelhante ao existente nas cédulas de 2 e de 20 reais — característica se manteve até o fim da emissão dessas cédulas, em 2005[3] .

Desde então, as cédulas de 1 real passaram a ser gradualmente substituídas pelas moedas cunhadas em metal, sendo hoje raras as cédulas em circulação com tal valor de face.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Cédulas do Real. Banco Central do Brasil. Página visitada em 11 de setembro de 2012.
  2. Plano Real. fazenda.gov.br. Página visitada em 11 de setembro de 2012.
  3. a b Matheus Lombardi (29 de junho de 2012). Aos 18 anos, nota de R$ 1 chega a valer até R$ 100 para colecionadores. economia.uol.com.br. Página visitada em 11 de setembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre numismática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.