Nota de 20 euros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vinte euros
Zona Euro e Instituições da UE
Valor: 20 euros
Largura: 133[1]  mm
Altura: 72[1]  mm
Recursos de Segurança: Banda holográfica, faixa brilhante reflexiva, a constelação EURion, marca d'água, microimpressão, tinta ultravioleta, impressão em relevo, um fio de segurança, superfície emaranhada, perfurações, ver através do número, códigos de barra e um número de série[2]
Tipo de Papel: Fibra de algodão[3]
Período de Impressão: 2002-presente[4]
Anverso
Anverso
Desenho: Janela em arquitetura gótica[5]
Projetista: Robert Kalina[6]
Reverso
Reverso
Desenho: Ponte em arquitetura gótica e mapa da Europa[5]
Projetista: Robert Kalina[6]

A nota de vinte euros (€20) é a terceira nota de euro de menor valor e tem sido usada desde a introdução do euro (em sua forma em espécie) em 2002.[7] A nota é usada nos 22 países que têm o euro como única moeda (20 deles a adotando legalmente); com uma população de cerca de 332 milhões.[8]

É a terceira menor nota, medindo 133x72mm, com um esquema de cor azul.[5] As notas de vinte euros retratam pontes e arcos/portais em arquitetura gótica (entre os séculos XIII e XIV).

A nota de vinte euros contém inúmeros recursos de segurança complexos como marcas d'água, tinta invisível, hologramas e microimpressões que provam sua autenticidade. Em outubro de 2011, havia cerca de 2.755.346.800 (dois bilhões, setecentos e cinquenta e cinco milhões, trezentos e quarenta e seis mil e oitocentas) de notas de vinte euros em circulação em toda a Zona Euro.

História[editar | editar código-fonte]

Antes da introdução[editar | editar código-fonte]

O euro foi estabelecido em 1 de janeiro de 1999, quando veio a ser a moeda de mais de 300 milhões de pessoas na Europa.[4] Durante os primeiros três anos de sua existência, o euro foi uma moeda invisível, usada apenas em contabilidade. O euro em espécie não foi introduzido até 1 de janeiro de 2002, quando substituiu as notas e moedas de 12 países da Zona Euro, como, por exemplo, a peseta espanhola e o marco finlandês.[4]

Depois da introdução[editar | editar código-fonte]

O período de transição durante o qual as antigas notas e moedas foram trocadas pelas do euro durou cerca de dois meses, até 28 de fevereiro de 2002. A data oficial em que as moedas nacionais deixaram de ter curso legal variou de estado-membro para estado-membro.[4] A que mais se estendeu foi na Alemanha, onde o marco deixou oficialmente de ter curso legal em 31 de dezembro de 2001, embora o período de troca tenha durado por mais dois meses. Mesmo depois que as antigas moedas deixaram de ter valor legal, elas continuaram a ser aceitas pelos bancos centrais nacionais por períodos que variam de dez anos até sempre.[4] [9]

Mudanças[editar | editar código-fonte]

Até os dias de hoje só houve uma série de notas de euro, entretanto uma segunda série esteja prevista para ser introduzida nos próximos anos.[10] A emissão rubricadas das notas tem a assinatura do presidente do Banco Central Europeu, Wim Duisenberg, que foi substituído em 1 de novembro de 2003 por Jean-Claude Trichet, cuja assinatura aparece nas edições seguintes.[5]

Desenho[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2011, havia cerca de 2.755.346.800 notas de €20 em circulação.
Nota de 20 euros sob luz fluorescente (UV-A)
20 euro note under UV light (Obverse)
Anverso
20 euro note under UV light (Reverse)
Reverso

A nota de vinte euros é a terceira menor com 133×72mm, com um esquema de cor azul.[5] Todas as notas retratam pontes e arcos/portais em um estilo europeu histórico diferente; a nota de dez euros exibe a era gótica (entre os séculos XIII e XIV).[1] Embora os projetos originais de Robert Kalina tivessem a intenção de mostrar monumentos reais, por razões políticas a ponte e a arte são exemplos meramente hipotéticos de arquitetura.[11]

Como todas as notas de euro, ela contém a denominação, a bandeira da União Europeia, a assinatura do presidente do BCE e as iniciais do banco em diferentes idiomas da UE, uma representação dos territórios ultramarinos da UE, as estrelas da bandeira da UE e os doze recursos de segurança listados abaixo.[5]

Recursos de segurança[editar | editar código-fonte]

Marca d'água na nota de 20 euros

A nota de vinte euros é protegida por uma banda holográfica, uma faixa brilhante reflexiva, a constelação EURion, marca d'água, microimpressão, tinta ultravioleta, impressão em relevo, um fio de segurança, superfície emaranhada, perfurações, ver através do número, códigos de barra e um número de série.[1]

Circulação[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2011, havia aproximadamente 2.755.346.800 (dois bilhões, setecentos e cinquenta e cinco milhões, trezentos e quarenta e seis mil e oitocentas) de notas de €20 em circulação em toda a Zona Euro.[12] O que soma aproximadamente €55.106.936.900 em notas de €20.[12] O Banco Central Europeu está a acompanhar atentamente a circulação e o estoque de moedas e notas de euro. É uma tarefa do Eurosystem assegurar uma oferta eficiente e harmoniosa de notas e manter sua integridade por toda a área do euro.[12]

Informação legal[editar | editar código-fonte]

Legalmente, tanto o Banco Central Europeu quanto os bancos centrais dos países da Zona Euro têm o direito de emitir as sete diferentes notas de euro. Na prática, apenas os bancos centrais nacionais da zona emitem e retiram, fisicamente, notas de euro. O Banco Central Europeu não tem um caixa e não está involvido em quaisquer operações de tesouraria.[4]

Impacto ambiental[editar | editar código-fonte]

Como uma instituição favorável ao meio ambiente, o BCE se esforça para fazer um uso sensato dos recursos naturais, para manter a qualidade do mundo e para salvar a saúde das pessoas na produção e fornecimento de notas de euro.[13]

As notas de euro são seguras para o uso: resultados de testes independentes confirmaram que o euro observa o cumprimento de todos os regulamentos da União Europeia, incluindo uma grande variedade de substâncias químicas em notas de euro.[13] Todas as substâncias nas notas têm mostrado uma concentração de abaixo de qualquer limite.[13]

Rastreamento[editar | editar código-fonte]

Existem várias comunidades de pessoas a nível europeu que, como um hobby, mantêm o controle das notas que passam por suas mãos, e sabem por onde elas viajaram usando o EuroBillTracker.[14] [14] O objetivo é registrar tantas notas quanto possível, a fim de saber detalhes sobre sua propagação, como de onde e para onde viajam em geral, segui-las, como onde uma nota foi vista em particular, e gerar estatísticas e rankings, por exemplo, em quais países há mais notas.[14] EuroBillTracker registrou mais de 96 milhões de notas em outubro de 2011,[15] no valor de mais de €1,876 bilhões.[15]

Referências

  1. a b c d ECB: Security Features. ECB. ECB.
  2. ECB: Security Features. European Central Bank. European Central Bank (2008).
  3. ECB: Feel. European Central Bank. European Central Bank (2002).
  4. a b c d e f ECB: Introduction. ECB. ECB.
  5. a b c d e f ECB: Banknotes. European Central Bank. European Central Bank (2002).
  6. a b ECB: Banknotes design. ECB. ECB (fevereiro de 1996).
  7. "Witnessing a milestone in European history", 1 de janeiro de 2002.
  8. Bank of Italy – Exchange of lira notes and coins. Banc d'Italia. Banc d'Italia (13 de abril de 2011).
  9. ECB: The 10th anniversary of euro banknotes and coins.
  10. "Money talks - the new Euro cash", dezembro de 1996.
  11. a b c ECB: Circulation. European Central Bank. European Central Bank (agosto de 2011).
  12. a b c ECB: Environmental impact of euro banknotes. ECB. ecb.int (20 de dezembro de 2007).
  13. a b c EuroBillTracker — About this site. Philippe Girolami, Anssi Johansson, Marko Schilde. EuroBillTracker (1 de janeiro de 2002).
  14. a b EuroBillTracker — Statistics. Philippe Girolami, Anssi Johansson, Marko Schilde. EuroBillTracker (1 de janeiro de 2002).


Símbolo do euro Moedas em circulação na União Europeia
Tópicos Zona Euro · Banco Central Europeu · Unidade Monetária Europeia · Moedas de euro
Euro Adotado UE: Alemanha · Áustria · Bélgica · Chipre · Eslováquia · Eslovénia · Espanha · Estónia · Finlândia · França · Grécia · Irlanda · Itália · Letónia · Luxemburgo · Malta · Países Baixos · Portugal    Não-UE: Mónaco · São Marino · Vaticano

Bulgária · Hungria · Lituânia · Polónia · Rep. Checa · Roménia

Não-UE: Andorra · Kosovo · Montenegro

Futuro
Outras
Denominação Moedas €0,01 · €0,02 · €0,05 · €0,10 · €0,20 · €0,50 · €1 · €2 · €2 (comemorativa)

€5 · €10 · €20 · €50 · €100 · €200 · €500

Cédulas
Moedas anteriores ao Euro Marco alemão (e antes também Marco alemão oriental) · Xelim austríaco · Franco belga · Libra cipriota · Coroa eslovaca · Tolar esloveno · Peseta espanhola (também circulava em Andorra) · Marco finlandês · Franco francês (também circulava em Andorra) · Dracma grego · Libra irlandesa · Lira italiana · Lats letão · Franco luxemburguês · Lira maltesa · Florim neerlandês · Escudo português · Coroa estoniana
Dentro da União Europeia, mas fora da Zona Euro Lev búlgaro · Florim húngaro · Litas lituano · Złoty polonês · Coroa checa · Leu romeno · Coroa dinamarquesa (em conjunto com a Coroa feroesa) · Libra esterlina · Coroa sueca · Kuna croata


Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.