Operação Infinite Reach

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Operação Infinite Reach
Operation Infinite Reach.jpg
Uma fábrica no Sudão bombardeada pelos Aliados.
Data 20 de agosto de 1998
Local Afeganistão e Sudão
Desfecho Contestado
Combatentes
 Estados Unidos Flag of Jihad.svg Al-Qaeda
Flag of Harkat-ul-Mujahideen.svg Harkat-ul-Mujahideen
Flag of Sudan.svg Frente Islâmica Nacional
Principais líderes
Flag of the United States.svg Anthony Zinni Flag of Jihad.svg Osama Bin Laden
Forças
Cerca de 10 navios e 5 submarinos Sem relatos
Vítimas
Não houve Flag of Jihad.svg 6 mortos
Flag of Sudan.svg 1 morto

Os bombardeios do Afeganistão e Sudão de agosto de 1998 (codinome de Operação Infinite Reach pelos Estados Unidos) foram ataques de mísseis Tomahawk de um cruzador da Marinha dos Estados Unidos, em 20 de agosto de 1998, sobre as bases terroristas e campos de treinamento da Al-Qaeda no Afeganistão e a uma fábrica farmacêutica no Sudão, na sequência de suspeitas de que a fábrica de al-Shifa estava produzindo armas químicas e era controlada pelo terrorista árabe Osama bin Laden. O ataque foi em retaliação pelos atentados às embaixadas americanas no Quênia e na Tanzânia que mataram 224 pessoas (incluindo 12 americanos) e feriram 5.000.[1]

Referências