Pedro II de Oldemburgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pedro II
Grão-duque de Oldemburgo
NicolaasFrederikPeter.jpg
Pedro II
Governo
Consorte Isabel de Saxe-Altemburgo
Vida
Nascimento 8 de Julho de 1827
Oldemburgo, Alemanha
Morte 13 de Junho de 1900 (72 anos)
Rastede, Alemanha
Filhos Frederico Augusto II de Oldemburgo
Jorge Luís de Oldemburgo
Pai Augusto de Oldemburgo
Mãe Ida de Anhalt-Bernburg-Schaumburg-Hoym

O grão-duque Pedro II de Oldemburgo (8 de Julho de 1827 - 13 de Junho de 1900) foi o governante de Oldemburgo de 1853 até à sua morte em 1900.

Família[editar | editar código-fonte]

Pedro foi o único filho a nascer do segundo casamento do grão-duque Augusto de Oldemburgo com a princesa Ida de Anhalt-Bernburg-Schaumburg-Hoym. Antes o grão-duque foi casado com a irmã mais velha de Ida, a princesa Adelaide de Anhalt-Bernburg-Schaumburg-Hoym, o que tornava Pedro simultâneamente irmão e primo dos filhos deste casamento. Os seus avós paternos eram o grão-duque Pedro I de Oldemburgo e a princesa Frederica de Württemberg. Os seus avós maternos eram o príncipe Vítor II de Anhalt-Bernburg-Schaumburg-Hoym e a princesa Amália de Nassau-Weilburg.

Vida e reinado[editar | editar código-fonte]

Quando era jovem, Pedro prestou serviço na cavalaria do exército prussiano e era general de infantaria do exército de Hanôver.[1]

Pedro sucedeu ao seu pai como grão-duque em 1853, governando uma população de cerca de 800,000 pessoas.[1]

A família de Pedro tinha ligações fortes com a família imperial russa, já que ambas descendiam do duque Cristiano Alberto de Holstein-Gottorp, pelo que Pedro ficou do lado russo contra a Áustria durante a Guerra da Crimeia. Durante a Primeira Guerra de Schleswig-Holstein, reclamou uma parte dos territórios conquistados pela Prússia, mas acabou por abdicar dos seus direitos nos ducados em 1866. No ano seguinte assinou um tratado militar com a Prússia no qual as suas tropas foram incorporadas no exército do príncipe Frederico Carlos da Prússia, durante a Guerra Franco-Prussiana.[2]

Em 1896, a sua esposa Isabel morreu, um ano depois da morte da nora, a princesa Isabel Ana da Prússia. Depois de sofrer durante vários anos de problemas no coração derivados da sua exaustão, os médicos recomendaram-lhe que fosse viajar.[3] Viria a morrer no ano seguinte, no dia 13 de Junho de 1900 na sua residência de verão em Rastede.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Pedro casou-se no dia 10 de Fevereiro de 1852 com a sua prima em segundo-grau, a princesa Isabel de Saxe-Altemburgo.

Tiveram dois filhos:

Referências

  1. a b "Grand Duke of Oldenburg Dead", The New York Times (Berlin), 14 de Junho de 1900, [1]
  2. "Obituary", The New York Times, 15 de Maio de 1881
  3. "Grand Duke of Oldenburg To Go Abroad", The New York Times (Berlin), 29 de Dezembro de 1899