Prêmio de Arquitetura Contemporânea Mies van der Rohe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Prêmio de Arquitetura Contemporânea Mies van der Rohe é o mais importante galardão da arquitetura européia outorgado pela Fundação Mies van der Rohe, entidade com sede em Barcelona e criada em 1983 pela junta daquela cidade, com o objetivo de recuperar o pavilhão alemão desenhado pelo arquiteto Ludwig Mies van der Rohe (18861969) para a exposição internacional de 1929.

Instituído em 1988, o Prêmio Mies van der Rohe foi ganho na sua primeira edição pelo arquiteto português Álvaro Siza Vieira, com o edifício Borges & Irmão, em Vila do Conde. O prêmio é atribuído de dois em dois anos, e é fruto de uma parceria entre a fundação e a Comissão Européia.

Agraciados[editar | editar código-fonte]

Ano Arquiteto(s) Construção Localização
1988 Álvaro Siza Vieira Banco Borges e Irmão Portugal Vila do Conde
1990 Norman Foster New Stansted Airport Terminal Reino Unido Londres
1992 Esteve Bonell e Francesc Rius Municipal Sports Stadium Espanha Badalona, Barcelona
1994 Nicholas Grimshaw & Partners Estação Waterloo International Reino Unido Londres
1996 Dominique Perrault Bibliothèque Nationale de France França Paris
1998 Peter Zumthor Bregenz Art Museum Áustria Bregenz
2001 Rafael Moneo Palácio de Congressos e Auditório Kursaal Espanha San Sebastián
2003 Zaha Hadid Car Park and Terminus Hoenheim North França Hoenheim, Strasbourg
2005 Rem Koolhaas Netherlands Embassy Berlin Alemanha Berlim
2007 Mansilla+Tuñón Arquitectos Museo de Arte Contemporáneo de Castilla y León Espanha Leão (Espanha)
2009 Snøhetta Ópera de Oslo Noruega Oslo
2011 David Chipperfield Neues Museum[1] Alemanha Berlim
2013 Henning Larsen Architects Harpa[2] Islândia Reykjavík

Fonte: Fundació Mies van der Rohe[3]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.