R. H. Tawney

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
R. H. Tawney

Richard Henry "R. H." Tawney (Calcutá, Índia, 30 de novembro de 1880Londres, 16 de janeiro de 1962) foi um historiador econômico,1 2 crítico social,3 4 e socialista cristão inglês.5 6 e um proponente importante da educação de adultos.7 8 O The Oxford Companion to English Literature (1997) cita que Tawney teve um "impacto significativo" em todos esses papéis inter-relacionados".9

O historiador acadêmico[editar | editar código-fonte]

Primeiro importante trabalho como historiador foi The Agrarian Problem in the Sixteenth Century (1912).10 De 1917 a 1931, foi professor na London School of Economics (LSE).11 Em 1926, ele ajudou a fundar a Sociedade de História Econômica com Sir William Ashley, entre outros, e se tornou o editor conjunto de sua revista, The Economic History Review.12

De 1931 até sua aposentadoria em 1949, ele foi professor de história econômica na LSE1 e Professor Emérito depois de 1949. Ele era Doutor Honoris Causa das universidades de Oxford, Manchester, Birmingham, Sheffield, Londres, Chicago, Melbourne e Paris.13

As obras históricas de Tawney refletem suas preocupações éticas e com a história econômica. Ele era profundamente interessado na questão agraria na zona rural inglesa durante os séculos XVI e XVII e, na tese de Max Weber sobre a relação entre o surgimento do protestantismo e a ascensão do capitalismo.

Religion and the Rise of Capitalism (1926) foi a sua obra clássica14 e fez sua reputação como um historiador.15 Ele explorou a relação entre o protestantismo e o desenvolvimento econômico nos séculos XVI e XVII. Tawney "lamentou a divisão entre o comércio e a moralidade social provocada pela Reforma Protestante, levando a subordinação da doutrina cristã para a busca da riqueza material".16

Crítica social[editar | editar código-fonte]

Dois dos livros de Tawney destacam-se pela crítica social:15 The Acquisitive Society (1920),17 e Equality em (1931).18 No primeiro, um de seus mais lidos livros,12 ele criticou o individualismo egoísta da sociedade moderna. O capitalismo, ele insistiu, incentiva a ganância e, assim, corrompe todos. No último livro, Tawney defende uma sociedade igualitária.

Em 1906, Tawney ingressou na Sociedade Fabiana que defendia uma mudança gradual para o socialismo em vez de uma mudança revolucionária,19 sendo eleito como membro executivo para o biênio 1921-1933.4

Obras[editar | editar código-fonte]

  • The Agrarian Problem in the Sixteenth Century (1912), London: Longman, Green and Co.
  • The Acquisitive Society (1920), New York, Harcourt Brace and Howe (1920); Mineola, NY, Dover (2004) ISBN 0-486-43629-2
  • Secondary Education for All (1922)
  • Education: the Socialist Policy (1924)
  • Religion and the Rise of Capitalism (1926), Mentor (1953) ISBN 0-7658-0455-7, Peter Smith (1962)
  • Equality (1931) ISBN 0-04-323014-8
  • Land and Labour in China (1932).
  • The Radical Tradition: Twelve Essays on Politics, Education and Literature, (1964), Harmondsworth, Penguin, ISBN 0-14-020834-8

Referências

  1. a b Magnus Magnusson (ed.) (1996, quinta ed.), Chambers Biographical Dictionary, Chambers, Edinburgh, ISBN 0-550-16041-8 paperback, p. 1435
  2. Rose Benét, William. 'The Reader’s Encyclopedia'. London: Guild Publishing (by arrangement with A.C. Black), 1988, terceira ed.. p. 961.
  3. Nicholls, C.S.. 'The Hutchinson Encyclopedia of Biography'. Oxford: Helicon, 1996. p. 836. ISBN 1-85986-157-1
  4. a b Thane, Pat. 'Cassell’s Companion to Twentieth Century Britain'. London: Cassell & Co., 2001. p. 377 - 378. ISBN 0-304-34794-9
  5. Gardiner, Juliet (ed.) et al.. 'The History Today Companion to British History'. London: Collins & Brown, 1995. p. 734. ISBN 1-85585-261-6
  6. Ormrod, David. 'Fellowship, Freedom & Equality: Lectures in Memory of R.H. Tawney'. London: Christian Socialist Movement, 1990. p. 9. ISBN 0-900286-01-6
  7. Drabble, M.(ed.) (1987), The Oxford Companion to English Literature, Oxford University Press, Oxford, p. 965
  8. Elsey, B. (1987) "R. H. Tawney – Patron saint of adult education", in P. Jarvis (ed.) Twentieth Century Thinkers in Adult Education, Croom Helm, Beckenham: Tawney is “the patron saint of adult education”
  9. Cannon, John (ed.). The Oxford Companion to British History. Oxford: Oxford University Press (Softback Preview ed.), 1997. p. 909.
  10. William Rose Benét (1988) p. 961
  11. Drabble, M. (1987) p. 996
  12. a b Nicholls, C.S. (1996) p. 836
  13. Tawney, R. H.. 'Religion & the Rise of Capitalism'. Harmondsworth: Pelican (Penguin Books), 1977. inside page p.
  14. Rose Benét, W. (1988) p. 961
  15. a b Cannon, John (1997) p. 909
  16. Foote, Geoffrey. 'The Labour Party’s Political Thought: A History'. London: Macmillan Press, 1997, third ed.. p. 74. ISBN 0-333-66945-2
  17. Adrian Hastings; (1991, third ed.), A History of English Christianity 1920- 1990, SCM Press, London, ISBN 0-334-02496-X paperback, p. 184
  18. Foote, G. (1997) p. 76
  19. Edward R. Pease, A History of the Fabian Society - The Origins of English Socialism New York: E.P. Dutton & Co., 1916. ISBN 978-1934941324 (ed. de Agosto de 2008)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: R. H. Tawney
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.