São Tiago (Minas Gerais)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde Fevereiro de 2008).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Município de São Tiago
Praça Ministro Gabriel Passos

Praça Ministro Gabriel Passos
Bandeira de São Tiago
Brasão de São Tiago
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 25 de julho
Fundação 1 de janeiro de 1949
Gentílico são-tiaguense
Prefeito(a) Irimar José Mendes (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de São Tiago
Localização de São Tiago em Minas Gerais
São Tiago está localizado em: Brasil
São Tiago
Localização de São Tiago no Brasil
20° 54' 46" S 44° 30' 32" O20° 54' 46" S 44° 30' 32" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Campo das Vertentes IBGE/2008[1]
Microrregião São João Del Rei IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Resende Costa, Ritápolis, Conceição da Barra de Minas, Nazareno, Bom Sucesso e Oliveira
Distância até a capital 187 km
Características geográficas
Área 574,017 km² [2]
População 10 553 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 18,38 hab./km²
Altitude 1100 m
Clima tropical de altitude
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,727 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 67 818,282 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 388,31 IBGE/2008[5]
Página oficial

São Tiago é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Está localizado na mesorregião do Campo das Vertentes, a cerca de 200 quilômetros da capital, Belo Horizonte. As principais rodovias que servem o município são a BR-381 e BR-494. É conhecido também por "Terra do Café com Biscoito".

História[editar | editar código-fonte]

O povoado, que se transformou no atual município, foi fundado por bandeirantes espanhóis no ano de 1750[carece de fontes?]. A cidade possui o nome de seu padroeiro, Santiago Maior. Os primeiros habitantes da região teriam se fixado, na busca por ouro, ao redor de uma capela erigida em homenagem ao santo na fazenda denominada "Fazenda das Gamelas" (situada entre o rio do Peixe e Jacaré)[carece de fontes?]. Em 1802, já figurava numa relação de arraiais do termo da Vila de São José[carece de fontes?]. Em 1849, São Tiago se torna distrito de São João del-Rei, e, mais tarde, de Bom Sucesso. Em 27 de dezembro de 1948, foi criado o município, com território desmembrado de Bom Sucesso[carece de fontes?].

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia local tradicional tem por base a agropecuária, a indústria extrativa de minerais. No setor agrícola produz milho, arroz, café, mandioca, dentre outros. A pecuária está dividida entre a produção leiteira e a recria de novilhos para o abate. No setor de mineração, além do minério de ferro, possui reservas de manganês, bauxita e tantalita. A habilidade para fazer quitandas é uma tradição que acompanha a trajetória do município. Por esta razão, mais recentemente a indústria de produção de biscoitos se consolidou e assumiu um papel importantíssimo na economia local, o que acabou conferindo a São Tiago o título de “terra do café-com-biscoito”.

Existem cerca de setenta fábricas de biscoitos que empregam cerca de 2500 pessoas direta ou indiretamente. A produção é de cerca de 200 toneladas por mês. Destacam-se a torradinha de queijo (confeccionadas em diferentes sabores, tais como alho, cebola, orégano, pimenta, pizza, parmesão) e os biscoitos doces, como as rosquinhas de nata, casadinho, entre outros[carece de fontes?].

População[editar | editar código-fonte]

Censo 2000 IBGE
  • População Urbana: 7462 habitantes
  • População Rural: 2770 habitantes
  • Número de Homens: 5145 habitantes
  • Número de Mulheres: 5087 habitantes

Distritos e povoados[editar | editar código-fonte]

O município possui um distrito, denominado Mercês de Água Limpa (Capelinha), além de doze povoados na zona rural:

  • Capão das Flores
  • Fundo da Mata
  • Tatu, Patrimônio
  • Chapada
  • Córrego Fundo
  • Jacaré
  • Cajengá
  • Germinal e Povoado dos Melos

Outras duas comunidades com características quilombola:

  • São Pedro da Carapuça
  • Içara.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O município de São Tiago foi incluído pelo Governo de Minas no circuito da Estrada Real, estando bem próximo das cidades históricas de Tiradentes e São João del-Rei, distante cerca de 44 quilômetros deste último. A população local é simples, alegre e hospitaleira, sempre disposta a uma boa prosa, típica do interior de Minas.

A "Festa do Café com Biscoito", que acontece na praça da matriz, atrai visitantes de diversas localidades e está se consolidando como mais um atrativo da região. Começa na sexta com espetáculos musicais, se prolonga pelo sábado com degustações nos stands, oficinas e atividades culturais, e termina no domingo, com atrações como: teatros, apresentações e shows musicais.

A cidade também possui alguns atrativos naturais: cachoeiras como as da Solidade e do Simplício; o Balneário da Usina; e o Recanto do Rio do Peixe, que dispõe de área gramada, uma prainha de 200 metros de extensão e duchas. Igrejas: Além da Matriz de São Tiago em estilo Neo-clássico, a cidade possui a "Capela do Rosário", a "Capela de São Sebastião" e o "Santuário Deus e Pátria", também conhecida como "Igreja do Senhor dos Montes", com suas paredes repletas de inscrições. Externamente, elas se referem à Marinha, ao Exército e à Aeronáutica, com datas e fatos que ocorreram durante a participação do Brasil na Segunda Guerra e, internamente, a temas bíblicos. A capela está mais afastada do centro e dela se avistam os bonitos campos que cercam a cidade. As igrejas foram edificadas pelo importante filho da terra, Vigário Monsenhor Francisco Elói de Oliveira, veterano da Força Expedicionária Brasileira que auxiliou as tropas brasileiras na Itália durante a Segunda Guerra Mundial.

Igreja Matriz.

Festas e eventos[editar | editar código-fonte]

  • Encontro de folias de reis: Domingo mais próximo do dia 20 de janeiro
  • Baile de Aleluia: Sábado de Aleluia
  • Festa de Santo Antônio
  • Festa do Padroeiro São Tiago Maior: 25 de julho
  • Aniversário do Município: 26 de julho
  • Confraternização de motociclistas em São Tiago: 17 de agosto
  • Festa do carro de boi: Segundo sábado de agosto
  • Festa do Café com Biscoito: segundo final de semana de setembro
  • Festa de Nossa Senhora do Rosário
  • Baile do Além: último final de semana de outubro
  • Baile à Fantasia: 30 de dezembro

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

O largo da Matriz, com o nome de Ministro Gabriel Passos, é constituído de sete praças cortadas por ruas: duas grandes, duas médias e três pequenas.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.