São Torlaco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
São Torlaco
Þorlákur Þórhallsson (Den Katolske Kirke Reykjavik).JPG
Imagem de São Torlaco na Basílica do Cristo Rei, em Reykjavík, Islândia
Nascimento 1133 em Islândia Fljótshlíð, Islândia
Morte 23 de dezembro de 1193 em Islândia Skálholt, Islândia
Veneração por Igreja Católica
Canonização 14 de janeiro de 1984 por Papa João Paulo II
Festa litúrgica 23 de dezembro
Padroeiro Islândia
Gloriole.svg Portal dos Santos

São Torlaco Thorhallsson (em nórdico antigo: Þorlákr Thorhallsson; em islandês: Þorlákur Thorhallsson; 113323 de dezembro de 1193), também escrito Tórlaco ou Thorlak, é o padroeiro da Islândia. Nascido em Fljótshlíð, na Islândia, foi bispo de Skálholt de 1178 até sua morte[1] As relíquias de Torlaco foram transladadas para a catedral de Skálholt em 1198, não muito tempo depois de seu sucessor como bispo, Páll Jónsson, anunciar no Althingi que os fiéis poderiam fazer promessas a Torlaco. Seu status como um santo não recebeu o reconhecimento oficial da Igreja Católica até 14 de janeiro de 1984, quando João Paulo II o canonizou e declarou santo padroeiro da Islândia.[2] Sua vida e dezenas de seus milagres são descritos com muitos detalhes na saga islandesa Þorláks saga Helga (Saga de São Torlaco), republicada em islandês, por ocasião da visita de João Paulo II à Islândia em 1989[3] .

De família aristocrática, Torlaco foi ordenado diácono antes de completar quinze anos, tornando-se padre aos dezoito. Estudou em Paris e, possivelmente, em Lincoln (1153-1159).[1]

Voltando à Islândia, em 1161, Torlaco fundou um mosteiro da Ordem dos Cônegos Regulares em Þykkvibær, depois de se recusar a casar com uma viúva rica. Lá, ele se dedicou a uma vida estritamente religiosa, recusando-se a casar (muitos outros sacerdotes islandeses eram casados​​), e dedicando-se a recitar o Pai Nosso, o Credo apostólico, um hino, bem como o Salmo 50.

Episcopado[editar | editar código-fonte]

Foi ordenado bispo por Agostinho de Nidaros e trabalhou para implementar a Regra de Santo Agostinho na Islândia, bem como alterações no estilo de vida do clero do país.

Missa de São Torlaco[editar | editar código-fonte]

Estátua de São Torlaco na Catedral de Nidaros, em Trondheim, Noruega

A Missa de São Torlaco (em islandês: Þorláksmessa) é celebrada no dia de sua morte, 23 de dezembro.

É considerado o último dia de preparativos antes do Natal. Portanto, no dia de São Torlaco, as casas são limpas e os preparativos para a ceia de Natal estão começando. A maioria das pessoas em Reykjavík vão à cidade para conhecer outras pessoas e fazer as últimas compras antes do Natal. Na Islândia ocidental, era costume comer carne de arraias neste dia; esse costume se espalhou por toda a Islândia. A arraia é geralmente servida com purê de batatas, acompanhados por Brennivín.

Referências

  1. a b Susanne Miriam Fahn and Gottskálk Jensson, 'The Forgotten Poem: A Latin Panegyric for Saint Þorlákr in AM 382 4to', Gripla, 21 (2010), 19-60, at p. 19.
  2. Susanne Miriam Fahn and Gottskálk Jensson, 'The Forgotten Poem: A Latin Panegyric for Saint Þorlákr in AM 382 4to', Gripla, 21 (2010), 19-60, at p. 20.
  3. Ásdís Egilsdóttir (ed.), Þorláks saga helga. Elsta gerð Þorláks sögu helga ásamt Jarteinabókog efni úr yngri gerðum sögunnar (Reykjavík: Þorlákssjóður, 1989)

Fontes[editar | editar código-fonte]