Sérgio Cardoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sérgio Cardoso
Sérgio Cardoso (com Cleide Yáconis) em cena
do filme A Madona de Cedro (1968)
Nome completo Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso
Nascimento 15 de março de 1925
Belém, PA
Nacionalidade  brasileiro
Morte 18 de agosto de 1972 (47 anos)
Rio de Janeiro, RJ
IMDb: (inglês)


Sérgio Fonseca de Mattos Cardoso mais conhecido como Sérgio Cardoso (Belém, 15 de março de 1925Rio de Janeiro, RJ, 18 de agosto de 1972), foi um ator brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formou-se em Direito no Rio de Janeiro e sonhava com o Itamarati, queria ser diplomata. Despertou para o teatro ao conhecer o Teatro Universitário do Rio de Janeiro, e sua estreia foi no papel-título de Hamlet, de Shakespeare. O sucesso foi tão grande que contribuiu para sua decisão de seguir a carreira de ator. Foi para o Teatro Brasileiro de Comédia, de São Paulo, onde fez peças importantes, como: Entre Quatro Paredes, A Ópera dos Três Vinténs, Do Mundo Nada se Leva, Seis Personagens à Procura de um Autor, Convite ao Baile, A Falecida, A Raposa e as Uvas e A Ceia dos Cardeais.

Em 1949 fundou sua própria companhia teatral, o Teatro dos Doze, em sociedade com a atriz Nydia Lícia, com quem foi casado e teve uma filha, Silvia.

Na TV Tupi, Sérgio Cardoso fez várias telenovelas de sucesso: O Sorriso de Helena, O Cara Suja, O Preço de uma Vida, O Anjo e o Vagabundo, Somos Todos Irmãos e Antônio Maria — esta última escrita por Geraldo Vietri, na qual contracenou com Aracy Balabanian. Em 1968, atuou em O Santo Mestiço, novela sobre a vida de São Mantinho de Porres, além de aparecer no filme A Madona de Cedro, no papel do sacristão aleijado Pedro. Foi o protagonista de Os Herdeiros, filme de Cacá Diegues produzido entre 1968-1969.

A partir de 1969 participou de diversas novelas da TV Globo, dentre elas A Cabana do Pai Tomás, Pigmalião 70 e A Próxima Atração. O Primeiro Amor foi seu último trabalho: o ator faleceu devido a um ataque cardíaco a apenas 28 capítulos do desfecho da trama e seu personagem foi então interpretado por Leonardo Villar.[1]

Mais de vinte mil pessoas acompanharam o enterro do ator em São Paulo. Após sua morte, houve rumores de que Sérgio havia sido enterrado vivo, fato enfaticamente negado por parentes e amigos.[2]

No local onde ele fundou a companhia de teatro, no bairro da Bela Vista, hoje existe o Teatro Sérgio Cardoso.

Atuação na televisão[editar | editar código-fonte]

Estátua de Sérgio Cardoso no bairro Santa Teresa, no Rio de Janeiro.

Referências

  1. O Primeiro Amor - Há 40 anos (Rede Globo, 1972). Globo.com.
  2. [1]. Globo.com p. 1/#comments O ator Sérgio Cardoso teria sido enterrado vivo?. Fantastico.globo.com.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]